Acompanhe nas redes sociais:

25 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 824 / 2015

11/06/2015 - 12:08:00

Operação Lava Jato afeta São João em Alagoas

Patrocínio da Petrobras que fomenta tradicional festa nordestina pode não sair a tempo

José Martins Especial para o EXTRA

O efeito dominó causado pela corrupção na Petrobras, investigada pela Polícia Federal a partir da Operação Lava Jato, ainda continua causando estragos pelo Brasil. Dessa vez é o turismo do Nordeste, incluindo o de Alagoas, que pode ser prejudicado por causa da falta de investimentos da estatal nos festejos de São João.Cidades pequenas atraem milhares de pessoas na atração cultural que reverte receita à economia. Porém, 2015 pode romper a regra.  Para se ter uma ideia, não é garantido o patrocínio à festa junina de São Miguel dos Campos.Segundo a assessoria de comunicação do município, a festividade começa na próxima semana, 12, e vai até 4 de julho. Diferentemente do ano passado, o evento deixará a Praça Multieventos e será realizado no Arraiá do Povo, no bairro de Fátima.

Mesmo com um espaço reduzido, a cidade espera manter a tradição de a festa ser a maior de Alagoas. Quanto à verba da Petrobras, o EXTRA Alagoas foi informado que a Prefeitura de São Miguel já pleiteou o patrocínio, mas, por enquanto, nenhum acordo foi firmado. O investimento da Petrobras em 2014 foi de R$ 100 mil, quantia que pode fazer a diferença na realização da festa que, até o momento, não teve sua programação divulgada à imprensa.Enquanto isso, na fanpage do Facebook “São João É São Miguel”, os internautas parecem impacientes. “Afinal, vai ter São João?”, questiona uma moradora. Já outra reclama: “Gente, quando sai essa programação? Tem q ser muito boa pra esse mistério todo”, disse. Em São Miguel dos Campos, a Petrobras possui a Estação de Produção de Furado, que funciona como depósito de gás e petróleo com vários tanques.


Coruripe 


A petrolífera também disponibilizou à cidade de Coruripe o valor de R$ 100 mil para a realização da festa de São João de 2014. Neste ano, a cidade irá celebrar o santo festeiro com concurso de quadrilha e a eleição da rua mais enfeitada. Já a festa tradicional, que ocorre neste mês, está sem previsão para acontecer. A prefeitura informou que a festa está em últimos ajustes.  O município faz parte da Unidade de Negócio de Exploração e Produção Sergipe-Alagoas (UN-SEAL). Questionada pela reportagem, a petrolífera declarou que “a Petrobras reconhece a importância das Festas Juninas para a cultura nordestina e, nos últimos anos, tem sido uma grande incentivadora desta tradição no Nordeste. Em 2014, a empresa apoiou com R$ 100 mil as festas juninas dos municípios de Coruripe e São Miguel dos Campos, em Alagoas. Para o São João de 2015, a Companhia pretende dar continuidade a essa política de valorização da cultura nordestina. Para isso, está finalizando o processo de análise de sua participação nestes eventos”.

Além de Coruripe e São Miguel dos Campos, no ano passado, a Petrobras investiu R$ 7,7 milhões no patrocínio do São João de outros 130 municípios, sendo 119 deles da Bahia, 3 no Rio Grande do Norte, 3 em Sergipe, 2 na Paraíba e 1 em Pernambuco. De acordo com a Petrobras, desde o início do patrocínio ao São João, em 2005, a Bahia é o estado com o maior número de municípios contemplados.

Bahia é a principal afetada


No interior de outros estados, principalmente da Bahia, as festas juninas são o principal evento popular do ano, atraem turistas, movimentam as economias locais, geram empregos e garantem dividendos políticos para os prefeitos.Diante de crescentes dificuldades orçamentárias e da queda na arrecadação, a Prefeitura de Cardeal da Silva optou por uma decisão drástica: cancelou a festa programada para os 9,6 mil habitantes do município, localizado a 142 km de Salvador.A mesma decisão foi tomada pelo Executivo do município de Amélia Rodrigues que considerou São João “supérfluo” considerando as atuais circunstâncias. Em meio à crise com os desdobramentos da Operação Lava Jato, a empresa já encolheu neste ano o patrocínio destinado ao carnaval baiano.


Alegria para uns

Se os pequenos municípios enfrentam uma série de dificuldades, os grandes conseguem garantir a festa, ancorados na tradição e na obtenção de diferentes fontes de patrocínio. O São João de Campina Grande (Paraíba), conhecido como o “Maior São João do mundo”, ocorrerá de 5 de junho a 5 de julho e deve atrair 2 milhões de pessoas. Em Caruaru (Pernambuco), a festa terá show de Elba Ramalho e homenageará o ex-governador Eduardo Campos, morto em acidente aéreo em 13 de agosto do ano passado durante a disputa das eleições presidenciais.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia