Acompanhe nas redes sociais:

21 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 824 / 2015

09/06/2015 - 20:35:00

SURURU

A ira do Ciço

DA REDAÇÃO

O deputado Cícero Almeida usou seu programa de rádio para espinafrar o jornal EXTRA, que anunciou que ele havia comprado a Rádio Jornal AM-710 por R$ 2 milhões mais dívidas trabalhistas. Almeida faltou dizer a seus 10 ouvintes que naquele mesmo dia iria procurar o usineiro João Lyra para desfazer o negócio, acertado através de contrato de gaveta. A reação do deputado contra o jornal foi desproporcional à notícia publicada, mesmo que não fosse verídica. O despautério do ex-prefeito de Maceió só se justifica pelo medo de uma possível investigação da Receita Federal sobre a origem de seu invejável patrimônio. 

Alô credores de JL

As empresas do Grupo João Lyra podem até estar quebradas, mas o usineiro ainda não deu sinal de dificuldade financeira. Tanto que acaba de adquirir o apartamento 302 do luxuoso edifício Portucale, na Ponta Verde. O ap tem 456 metros quadrados  e custou 2 milhões de dólares, pagos à vista através de um banco americano em Miami. 


Lobby forte

Outra demonstração de força de João Lyra foi a inesperada decisão do TJ de afastar o juiz Baldini do processo de falência do Grupo JL. Nos bastidores do tribunal a informação é de que o usineiro tem como lobista o filho de um ministro do STJ.  

A queda Blatter

 Há um ano, os jornalistas Luiz Carlos Azenha, Leandro Cipoloni, Amaury Ribeiro Jr. e Tony Chastinet lançavam a obra investigativa O lado sujo do futebol. Esse livro, editado pela Editora Planeta, revelou os bastidores de um jogo que agora está no ar no mundo todo: a corrupção no futebol, envolvendo lideranças nacionais e internacionais.Blatter, Ricardo Teixeira, Sandro Rosell, João Havelange e muitos outros nomes que hoje estampam as manchetes de todos os veículos ganham páginas de histórias que precisam ser investigadas.

Falta de respeito
O servidor público que tentou receber seus vencimentos no sábado, 30, em Viçosa, teve seu desejo frustado. A agência bancária do município não tinha dinheiro, a lotérica só disponibilizava R$ 500 e tudo isso sem qualquer explicação. A bronca é que pessoas de várias cidades vizinhas se deslocaram até lá e voltaram com as mãos abanando.

Cornualha
Depois de nove anos casado, o príncipe Charles pediu divórcio da esposa Camilla Parker-Bowles, duquesa da Cornualha. Herdeiro do trono britânico, Charles descobriu que estava levando chifres da duquesa com um ator. Para assinar a papelada,  madame Cornualha está exigindo 350 milhões de euros, perto de 1 bilhão de reais. 

Sem banco 1
Desde o dia 14 de maio, após bandidos explodirem a agência do Banco do Brasil de Paulo Jacinto, a população daquele município tem sofrido prejuízos incalculáveis. Acessar os serviços da agência, só através do caixa eletrônico. O povo já está na bronca e quer saber quando as atividades voltam à normalidade.


Sem banco 2
Quem necessita dos serviços bancários em Paulo Jacinto passa por uma verdadeira via-crucis. Além da agência do BB ter sua prestação de serviço reduzida, os Correios, que é banco postal, vive com o sistema fora do ar. 


Em greve
Servidores públicos da educação de Paulo Jacinto, Terra do Baile da Chita, estão em greve desde a semana passada por tempo indeterminado. Eles buscam melhoria salarial e condições dignas de trabalho. 


Em crise
O comércio de Paulo Jacinto vive a maior crise de sua história. Cidade sem obra, sem indústria, atraso de salário do pessoal de serviço prestado ao município e desgoverno têm contribuído para o fracasso no setor. Do jeito que vai, alguns comerciantes já estão pensando em mudar de ramo.

Dia C
Arapiraca será a sede em Alagoas do Dia de Cooperar 2015, o evento nacional de ações voluntárias marcado para o dia 4 de julho e que terá lugar na Praça Ceci Cunha. Consultas médicas e odontológicas, emissão de documentos e atendimentos de beleza são algumas das ações do Dia C em Alagoas.


Grita geral
Funcionários da Assembleia Legislativa estão revoltados com a decisão do primeiro vice-presidente, deputado Ronaldo Medeiros, de proibir o uso do estacionamento da Casa pelos mesmos. Se queixam sobretudo da exploração dos flanelinhas.


Insatisfação
E quem também não anda nada satisfeito é o grupo de advogados que, por não terem escritório próprio, utilizam a antiga sede da OAB em Alagoas, na Praça Montepio, para exercerem suas atividades. Motivo: o TJ estaria prestes a alugar o histórico prédio, palco das grandes manifestações da sociedade civil até alguns atrás.


Vaga do TC    
 O deputado estadual Olavo Calheiros volta a se interessar pelo cargo de conselheiro do Tribunal de Contas. A vaga de Luiz EustáquioToledo, que vai se aposentar, era dada como certa para o Ministério Público do Contas.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia