Acompanhe nas redes sociais:

22 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 822 / 2015

28/05/2015 - 19:08:00

Ufal enfrenta segunda greve na década

Professores pedem reestruturação de carreira, reposição salarial e autonomia para as universidades

Maria Salésia [email protected]

Na última década, a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) passou por duas greves. A de 2012 durou cerca de quatro meses, prejudicando o calendário acadêmico da época. A mais recente, foi deflagrada na quinta-feira 28, após professores decidirem em assembleia pela paralisação das atividades. Mais de 30 mil estudantes da instituição, entre cursos presenciais e de Educação a Distância, estão sem aula.A greve é nacional e será por tempo indeterminado.

Os grevistas reivindicam a reestruturação de carreira, reposição salarial de 27% e  a garantia de autonomia para as universidades. Além disso, eles reclamam da péssima condição de trabalho e a falta de estrutura física dos campi. O presidente da Associação dos Docentes da Ufal (Adufal), Márcio Barbosa, relembrou que na greve de 2012, o governo federal apresentou várias tabelas, mas que na prática resultaram no aprofundamento da desestruturação da carreira e por isso, o sindicato nacional não assinou o acordo proposto.

Veja a matéria completa no jornal Extra nas bancas!

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia