Acompanhe nas redes sociais:

23 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 822 / 2015

27/05/2015 - 20:32:00

O inferno é melhor do que o SUS

José Arnaldo Lisboa - [email protected]

Quem leu o meu artigo da semana passada, com o título de “Eu estive bem perto do inferno”, deve estar lembrado que eu elogiei o Plano de Saúde “Smile”, que elogiei a Santa Casa de Misericórdia de Maceió, elogiei o Dr. Humberto Gomes, seu Presidente, elogiei os Médicos Dr. Jacob Rêgo, o Dr. Fábio Jorge Lima e a toda Equipe Médica com as suas competentes enfermeiras. É que, recentemente, eu fui internado nesse estabelecimento hospitalar, durante doze dias, para ser operado da vesícula. Não me faltou nada!!!!..Fiquei numa suíte com ar condicionado, televisão, frigo-bar, chuveiro elétrico e cama eletrônica.

Médicos e enfermeiras me visitavam constantemente, embora no artigo eu tenha dado à entender o contrário, quando falando no ato cirúrgico, em si, demorado e  perigoso, como se eu estivesse no inferno. Como ser humano que sou, no hospital eu pensava muito nos brasileiros que não possuem médicos, hospitais, postos de saúde, ambulâncias ou medicamentos, como eu tinha, á minha disposição. Dentre pouquíssimos brasileiros, eu tive direito à médicos, medicamentos, a apartamento e a outras atividades hospitalares.

Mesmo pagando caro pelo meu Plano de Saúde, felizmente, eu pude pagar às minhas caras mensalidades, sem ajuda do Governo ou da Petrobrás, como muito fizeram e fazem, através da roubalheira em todos os órgãos dos Governos.Eu nem gosto de falar no imoral SUS, através dos quais os brasileiros sofrem, se humilham e morrem. Eu posso me sentir feliz, em não ter sido jogado numa enfermaria imunda, juntamente a 10 ou 15 outros pacientes. Nós, somos testemunhas e já ouvimos falar dos coitadinhos que são acomodados um corredor de Hospital, como animais que são sacrificados para o abate.

O Governo da Sra. Dilma, deixou o Brasil sem hospitais, sem médicos, sem medicamentos, sem ambulâncias e sem leitos. Diariamente, os noticiários mostram que falta tudo, para a saúde do povo brasileiro. Operações são marcadas para meses futuros, à medida que os miseráveis vão sendo dizimados. A senhora Dilma, não está nem aí, pois, vai deixando que o povo seja dizimado, como foram os 6 milhões de Judéus, na 2ª. Guerra Mundial. Morrem milhões de brasileiros, por falta de saúde, mas, os crimes cometidos, já se tornaram comuns. O Governo da Sra. Dilma, não está combater, nem a dengue.

Ela prefere deixar a Saúde do Brasil, como está, com a falta de tudo para os hospitais. Não existe sensibilidade no Governo! O imoral SUS, não tem dado conta, nem das suas responsabilidades. O SUS é um sistema imoral, desumano e nojento, sem seringas, sem luvas, sem esparadrapos e sem algodões. Enquanto isso, os miseráveis vão sendo jogados nas carrocerias de caminhões, para serem jogados no chão dos corredores. O povo que se lixe!!!Em tempo – O meu amigo Nelson Almeida Filho (Nelsinho BB) é um dos meus leitores do EXTRA. Agradeço a ele, pelo incentivo. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia