Acompanhe nas redes sociais:

15 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 821 / 2015

21/05/2015 - 10:18:00

Maceió vai sediar I Conferência Nacional da Mulher Advogada

Evento acontece nos dias 21 e 22 de maio com a presença de ministros do STF, STJ, TST e TCU

Maria Salésia com assessoria [email protected]

Maceió será palco da I Conferência Nacional da Mulher Advogada, que será realizada nos dias 21 e 22 deste mês, a partir das 9 horas, no Centro de Eventos do Hotel Ritz Lagoa da Anta, no bairro de Cruz das Almas. Na ocasião, a capital de Alagoas receberá importantes juristas e representantes da sociedade civil que irão debater as principais bandeiras do universo feminino frente aos desafios da advocacia contemporânea. As inscrições para o evento estão abertas e podem ser feitas pelo site www.eventos.oab.br/cnma.

 

Até o próximo dia 17, o valor para estudante é de R$ 50, e de R$ 60 a partir do dia 18. Para advogados e outros profissionais, a taxa será R$ 80 e R$ 100, sendo que há desconto para grupos a partir de 15 pessoas. O participante terá direito, ainda, a certificado de 24 horas.Segundo a idealizadora do evento e presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada, Fernanda Marinela, embora a conferência tenha como tema a mulher advogada, todos os  operadores do Direito podem participar, inclusive estudantes da área. “O evento dará foco às mulheres após a mudança de legislação no âmbito das eleições da Ordem e também discutirá tudo o que é importante na advocacia no momento.

 

As advogadas, que já representam quase 50% da classe, precisam estar sempre atualizadas, além de participar dos debates de gênero”, diz, ao acrescentar que o movimento é por mais mulheres na OAB.A I Conferência Nacional da Mulher Advogada contará com cinco painéis, onde serão apresentados temas variados como as inovações no processo trazidas pelo Novo CPC (Código do Processo Civil) e mecanismo de soluções de conflitos. Os avanços e os retrocessos nas questões de gênero também fazem parte da programação. Serão abordados ainda os processos eleitorais e a democracia, além dos desafios para a efetivação da Justiça na modernidade.

 

As palestras terão a presença de juristas de todo o país, já tendo sido confirmadas as participações do ministro do Superior Tribunal de Justiça Humberto Martins, da ministra  presidenta do Superior Tribunal Militar Maria Elizabeth Teixeira, ministra do Tribunal Superior do Trabalho Delaíde Arantes, ministra do Supremo Tribunal Federal Carmem Lúcia, ministro do Tribunal de Contas da União Bruno Dantas, do doutor Fredie Didier Jr., da diplomata Laura Berdine, da presidente do Instituto Panamericano de Política Criminal Alice Bianchini e dos doutores Rogério Sanches e Rodolfo Pamplona, entre outros. De acordo com Fernanda  Marinela, a conferência será um marco na área jurídica, pois além de ter a mulher como protagonista, propõe uma reflexão ampla com todos os atores do Direito visando o fortalecimento do Estado Democrático. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia