Acompanhe nas redes sociais:

17 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 821 / 2015

20/05/2015 - 20:23:00

Escândalos intermináveis

Alari Romariz Torres Aposentada da Assembleia Legislativa.

Não sei aonde vai chegar a Assembleia Legislativa de Alagoas. Perdeu totalmente a credibilidade. Em qualquer lugar do Estado se falamos da ALE, no mínimo, escutamos risos e críticas.A Mesa anterior foi parar no Fantástico, da Rede Globo, Denúncias horripilantes, folhas misteriosas, comissionados recebendo altos salários mais uma tal de GDE. Num determinado momento precisávamos gritar.Pedimos conselhos a vários amigos e familiares: O que fazer? O dinheiro público era utilizado, inicialmente, para campanhas eleitorais; depois, para pagar dívidas das eleições.

A Receita Federal vivia cobrando grandes valores da ALE há muitos anos e ninguém sabia o motivo. Pensionistas do Legislativo mofam no AL-Previdência com salários congelados, pois o que se desconta de nós mensalmente para a previdência, fica no Legislativo.Eis que, num determinado dia, fomos chamados a depor no Ministério Público a respeito dos desmandos da ALE. E, na oportunidade, dissemos a quatro promotores tudo o que “era público e notório, saía nos jornais, comentava-se nos corredores da nossa Casa.”Uma amiga muito querida, promotora em outro Estado, me disse : “Se você não pode provar, peça ao Ministério Público para investigar”.

Ora, a folha de pagamento era confeccionada pelas madrugadas, os processos administrativos dormiam por meses e meses no chão das salas da ALE. Seria impossível provar algo, a não ser que dormíssemos por lá.  Então, meus amigos, contei ao MP tudo que me chegava ao conhecimento. E, para a alegria de todos, os processos estão aparecendo. O mais recente é o do Imposto de Renda. A Mesa descontava dos servidores e não repassavaos valores a quem de direito.

Havia rumores sobre uma folha misteriosa, onde “laranjas” recebiam polpudas quantias. Como provar a existência da mesma? Surgem notícias, pela imprensa, que uma equipe do Fantástico esteve em Alagoas e levou a tal folha para a Rede Globo. Mais uma vez Alagoas será vista no Brasil inteiro através de escândalos de nosso Legislativo. Pena que não fui procurada!!!A Mesa atual ameaça os servidores dizendo ter contratado uma auditoria na folha, que vai custar uma fortuna aos cofres da Assembleia, contrata comissionados com gordos salários acrescidos de cem por cento de gratificação.

Mas, não devolve aos ativos e inativos os valores retirados, indevidamente, de seus proventos.Paralelamente aos trabalhos da Procuradoria, existe um advogado que não conhece os trâmites da ALE, mas possui alto saber jurídico, e orienta o 1º Secretárionas centenas de processos deixados por Fernandinho e sua turma. Moral da história: a Assembleia paga um advogado para desempenhar o papel dos Procuradores.

É pagar caro pelo trabalho que já está sendo pago!Nosso juízo é pouco para entender que uma Casa endividada, ao invés de economizar para pagar suas dívidas, gasta mais dinheiro pagando dobrado aos comissionados, contratando um advogado, fazendo auditoria cara e particular.

Com muito menos, já teria pago o que foi cortado de nossos salários pela Mesa anterior.Se fôssemos enumerar as denúncias que foram feitas contra Fernandinho e sua turma, não daríamos conta de tudo. Mas, o MP está investigando, denunciando à Justiça os horrores cometidos na ALE e, com certeza, os culpados serão punidos.

Até quando alguns deputados serão protagonistas de escândalos patrocinados pelas Mesas da Assembleia Legislativa de Alagoas é o que nos preocupa. Quais os nomes que virão na folha fantasma nos intriga.Mas, esperamos ansiosamente pela decisão da Justiça, ao atender às denúncias do Ministério Público.Deus existe! Não duvidem!

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia