Acompanhe nas redes sociais:

14 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 814 / 2015

31/03/2015 - 10:17:00

Exmo. Sr. Governador Renan Calheiros Filho

José Arnaldo Lisboa - [email protected]

Senhor Governador, Eu acredito que V. Excia., mesmo sendo uma grande autoridade, seja um homem simples, como era o seu avô, Sr. Olavo e como é sua avó, a Sra. Ivanilda, nascidos numa cidade do interior de Alagoas, como é Murici.

 

Eu acredito que V. Exª., como neto de pais trabalhadores e honestos, sempre procurou se destacar, como eles se destacaram, como comerciantes e políticos. Eu acredito, governador, que seus avós tenham feito sacrifícios para manter os filhos vestidos, educados e bem alimentados, como devem ter sido os seus tios e seu pai, o senador Renan Calheiros. Acredito não ter sido fácil para os seus avós sustentarem os filhos e conseguirem para eles bons empregos.

 

Eu acredito, governador, que só assim, seus avós puderam galgar seus próprios degraus e os degraus para os seus filhos. Certamente, V. Excia., deve ainda estar lembrado das lutas políticas já travadas, por toda a família, às vezes com decepções e, até mesmo com ingratidões ou traições.

 

Hoje, Governador, V. Exª. está num bonito Palácio, rodeado de auxiliares, tudo obtido como prêmio, através de uma vitória nas urnas. Tal vitória, também, foi dos seus avós, dos seus tios e do seu pai, hoje, um dos homens mais poderosos do Brasil. Pelos seus merecimentos, V. Exª., hoje, tem poderes para mudar a vida e, até o futuro os alagoanos, com suas respectivas esposas, seus filhos e seus netos.

 

O povo alagoano o escolheu, governador, para que V. Exª. nos dissesse por onde é melhor nós andarmos, sem tropeços e sem solavancos.

 

Hoje, eu vou imaginar que V. Exª volte ao seu interior e veja seus conterrâneos, sem empregos, sem motivos para comemorações e, às vezes, passando fome, numa casinha dessas das márgens do rio no qual V. Exª deve ter tomado  banhos, com amigos da infância.Pois bem, governador, muitos dos seus co-estaduanos, estão passando fome e com dificuldades para vestir os filhos e os netos, pois, há 11 anos eles não tiveram nenhum aumento salarial, no Departamento de Estadas de Rodagem – DER.

 

Enquanto isso, governador, tem gente ganhando R$ 15.000,00, R$ 13.000,00 ou 11 mil reais, em certos setores do Estado. Inclusive, tem gente ganhando sem trabalhar! O ex-governador Téo Vilela disse para toda Alagoas ouvir que só estava faltando dar aumento ao DER.

 

Saiu do Governo e não cumpriu o prometido. O nosso órgão, Exª nunca fez greves, pois, sempre trabalhamos para mantermos nossas rodovias em boas condições de tráfego. Quando isso não acontece, a culpa é dos próprios Governos, já que os funcionários do DER, sempre foram  dedicados às suas obrigações funcionais.

 

Há poucos anos nós tínhamos 1.700 funcionários, mas, os Governos foram aposentando, aposentando, até chegarmos aos 700 servidores. Vá ao DER, governador, e veja fisionomias sofridas, pela falta de um melhor pirão na mesa ou por falta de um justo salário, hoje já corroído com a inflação. Vá, Exª., vá ao DER e lá V. Exª poderá ver servidores injustiçados, com dificuldades até de pagarem as passagens de ônibus dos seus filhos e dos seus netos.

 

Afinal, são 11 anos de injustiça para com os rodoviários trabalhadores. Em tempo – Descobri que meus amigos, Sr. João Salgueiro da Silva, o Coronel Erinaldo Soares de Cerqueira e o Dr. Mac-Dowell Lins Costa são leitores dos  meus artigos no EXTRA. Vou comemorar!  

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia