Acompanhe nas redes sociais:

17 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 812 / 2015

17/03/2015 - 09:55:00

S.O.S ALAGOAS

Cunha Pinto

Lava jato

Operação Lava Jato entra na fase final no Ministério Público Federal. É a de depoimentos dos indiciados na investigação policial.  A sociedade acompanha o desfecho das apurações e cobra punição no princípio do “lugar de bandido é na cadeia”. Colarinho branco principalmente.

E tem mais

Dos políticos investigados na Operação Lava Jato e o momento na fase dos depoimentos  tomados pelo Ministério Público Federal, em Brasília, é comum conversas especulando nomes sob risco de serem trancafiados.  Mas é processo com maratona longa de tramitação.


“Nóis sofre mas goza”

“Deus criou o mundo em seis dias. No sétimo descansou e na segunda-feira criou aDilma. E aí ninguém mais descansou”. Frase é inserida em um dos capítulos do livro Esculhambação Geral da República escrito pelo jornalista José Simão, humorista e autor de outra frase: “Nóis sofre mais goza”.


Crimes cometidosCrimes com homens públicos denunciados e pedido de abertura de investigação pelo MPF é de frequência habitual na mídia constando nomes de figurões antigos na vida pública, maioria habitués em atos de corrupção e lavagem de dinheiro.Mas e o cidadão que repete voto neles, olha como para os filhos em casa?


“Natureza das Coisas”

Dos 204 educadores do desafio “A Natureza das Coisas”, edição 2014 e promoção da Rede de Aprendizagem Adukatu,trêsforam de Alagoas: Walkiria  Cipriano Cardoso (Colégio Cristo Rei, Maceió), Denair Maria dos Santos (Escola Municipal Maria Iraci Teófilo de Castro) e Rosiete Josefa da Silva Santos(Escola Municipal Barão de Rio Branco). As duas últimas são de Taquarana.


Tem a ver?

A violência se alastra Brasil afora pegando forte. Mas não é estimulada pela fragilidade da lei? Esse questionamento, comum em conversa estimulada pela mídia na base do princípio de que   “noticia boa não vende jornal nem dá audiência no rádio e na televisão” e agora até no sites.

Dilma com FHC

Dilma Rousseff e Fernando Henrique Cardoso começam a conversar sobre uma união de força para botar freio na desordem administrativa do País? A proximidade foi aventada em noticiário recente dando conta de que  FHC admitiu aceitar a proposta mas só daria resposta após o dia 15 deste mês, domingo, com agenda de protesto pelo impeachment  da presidente.


Ponto de vista

É estranho alheamento do Congresso Nacional para com a sociedade. Questão foi comentário de lideranças trabalhistas e com base nos índices da criminalidade nas ruas extrapolando limites. E pior são os governos “algemados” por um Código Penal de data vencida há dezenas de anos. Falam que as leis contidas nele são dos tempos da carochinha.


Quem responde?

Profissionaisda área médica analisam problemas  nos hospitais e argumento, falta de leitos,puxa à tona curiosidade sobre qual a razãopara hospitais de porte em Maceió terem muito espaço mas poucos leitos. O tema avançou para Arapiraca e outras cidades do interior, mas ficou sem resposta. Outo item teve a ver com o momento da Santa Monica.

Ameaçado de morte

O deputado Galba Novaes está com os nervos à flor da pele e tem motivo: uma  ameaça de morte ao filho,o vereador Galba Novaes Netto. Ameaça foi anônima e o motivo citado um projeto de lei da autoria dele propondo apreensão de som automotivo usado em altura infernal, a qualquer hora do dia e da noite, conhecido como “paredão”.

Propostas1 - Vereadores de Maceió apresentaram em recente sessão na  Câmara Municipal reivindicações de moradores de vários bairros carentes da presença administrativa da Prefeitura de Maceió. Foram ao todo 23 re-querimentos, a maioria reclamando falta de manutenção em obras feitas.

2 – Algumas das reivindicações: recuperação de escadarias e a pavimentação de ruas na comunidade São Rafael (Jacintinho); cons-trução de escadaria no povoado Golandim (Pescaria); e, manutenção com recuperação de equipamentos de ginástica da Praça Padre Cícero, no Benedito Bentes.


E o Moinho?

Imóveis atingidos pelo desabamento do silo do Moinho Motrisa, na Comendador Leão, no Poço, entram no primeiro ano sem que a adminis-tração do moinho cumpra palavra de reparar os danos causados aos moradores das vizinhanças. Denúncia do vereador Silvânio Barbosa leva em conta as famílias ainda ocuparem os imóveis por não terem onde morar.


Na balança

Previsão da inflação deste ano começa a ser reavaliada pelo governo federal e possibilidade é de ser menor que os 7,5% citados ultimamente. Mas economistas acham prudente evitar o otimismo. A fase comentada sobre o ano ser difícil na economia ainda é previsível.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia