Acompanhe nas redes sociais:

19 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 812 / 2015

16/03/2015 - 09:16:00

REPÓRTER ECONÔMICO

JAIR PIMENTEL - [email protected]

Seu filho sem dívidas

A chegada do primeiro filho é uma felicidade imensa, mas, com ela, surgem dúvidas na vida de um casal, sobretudo se haverá condições de dar tudo aquilo o que gostaria ao herdeiro. Entretanto, saiba que é possível passar por esse período de forma tranquila e sem comprometer o seu orçamento. O segredo? Planejamento e organização financeira. O primeiro passo é guardar dinheiro, de preferência quando ainda estiverem pensando em engravidar, pois quanto antes você se planejar, menor será o impacto das despesas. E não se esqueça de colocar tudo na ponta do lápis, ou melhor, numa planilha para não perder o controle de nada. Assim, poderá cutir esse momento tão especial sem pensar nas temidas dívidas. 

Os gastos

São ítens que incluem roupas, fraldas, mobília para o quarto, decoração e acessórios (como carrinho do bebê e bebê conforto), além dos gastos com acompanhamento médico e parto da gestante. Também é considerado os custos do gastos da gestante. Tais depesas podem chegar aos R$ 20 mil, que podem variar para mais ou para menos, de acordo com o estilo de vida do casal, a cidade onde mora, seu perfil de consumo, entre outras características. 

Investimento

Com base nesse valor, procure aplicar o seu dinheiro. Assim, será possível ter um bom retorno financeiro, o que vai ajudar você a arcar mais facilmente com as despesas referentes a chegada do bebê. A dica é direcionada para a caderneta de poupança ou o CDB, lembrando que a primeira, não se paga impostos, tem liquidez imediata (pode ser sacada) e a segunda opção, paga impostos e tem prazo fixo para saque. Os gastos com fraldas são uma novidade e tendem a gerar impacto nas contas da família. Por outro lado, alguns custos com lazer, como jantar fora e ir ao cinema, podem ser reduzidos, já que, provavelmente, o casal vai ficar mais tempo em casa devido a chegada do recém nascido. 


A lista

A primeira atitude que o casal deve tomar, estado com a gravidez confirmada, é elaborar uma lista de tudo o que considera importante para a criança. Não sabe onde começar? A Internet está cheia de exemplos. Mas tenha muito cuidado, porque existem muitas listas que costumam colocar ítens supérfluos como essenciais. Nesse caso, vale conversar com amigos e familiares que tiveram filhos recentemente e conferir o que realmente não pode ser deixado de lado. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia