Acompanhe nas redes sociais:

20 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 811 / 2015

10/03/2015 - 09:42:00

MEIO AMBIENTE

Barco-escola do IMA

O barco-escola do Instituto do Meio Ambiente (IMA) reiniciou suas atividades no último dia 3 dentro do projeto Navegando com o Meio Ambiente. A bordo do catamarã, técnicos de diferentes especialidades apresentaram aos grupos organizados aspectos da biodiversidade e os principais problemas existentes no Complexo Estuarino Lagunar Mundaú-Manguaba (CELMM).Com capacidade para 50 pessoas, o catamarã percorreu canais que interligam as duas lagunas e também o canal maior da laguna Mundaú. A aula começou em terra, no auditório localizado na base descentralizada do IMA, na Ilha de Santa Rita, em Marechal Deodoro. Ali, os técnicos apresentaram os mapas de localização do complexo.

Carona em pica-pau

Esta foto flagra o momento em que um furão pega carona no voo de um pica-pau. A imagem foi feita num parque em Londres pelo fotógrafo amador Martin Le-May. Ele acredita que o mamífero atacou o pássaro, que decolou no susto, levando consigo o passageiro. A dupla aterrissou a cerca de 25 metros do fotógrafo, que disse ter temido pelo pica-pau.

Vulcão Villarrica 

O vulcão Villarrica, na região sul do Chile e um dos mais ativos do país, entrou em erupção na madrugada do dia 3 provocando a retirada de quase 3.000 pessoas de áreas próximas, informou o Escritório Nacional de Emergências (Onemi). Antes das 3h, as autoridades elevaram o nível de alerta para vermelho e determinaram a retirada da população local, assim como a suspensão das aulas.

Três pernas

A elefanta Mosha, da Tailândia, recebeu este ano sua quinta prótese de perna. Ela perdeu a perna direita dianteira em 2006, quando pisou em uma mina terrestre. Mosha recebeu sua primeira prótese quando tinha apenas 7 meses de idade. Mas conforme crescia, veterinários tiveram que substituir as próteses para adequá-las a seu tamanho. Ela é tratada em um hospital para elefantes na Reserva Nacional MaeYao, em Lampang.


Amazônia Legal 

O desmatamento na Amazônia Legal aumentou 40% entre novembro de 2014 e janeiro de 2015 em relação ao mesmo trimestre anterior, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o Inpe. As informações são do Sistema de Detecção em Tempo Real, o Deter.

Lagoas artificiais

 A Grã-Bretanha planeja gerar eletricidade a partir de lagoas artificiais que captam a força das marés - o primeiro projeto desse tipo no mundo. As seis lagoas, quatro delas no País de Gales e duas nas regiões de Somerset e Cumbria (Inglaterra), vão captar as marés que atingem muros gigantes e usar o peso da água para gerar energia para turbinas

Desmatamento

 Imagens de satélite indicam que as florestas tropica-is, da Amazônia às Filipinas, estão desaparecendo em um ritmo mais acelerado do que se imaginava, afirmou uma equipe de pesquisadores florestais da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos. A taxa anual de desmatamento entre 1990 e 2010 foi 62% mais alta do que na década anterior, e acima das estimativas, de acordo com um estudo conduzido com mapas de satélites que cobrem 80% das florestas tropicais do mundo.

Tubarão

‘alienígena’ Um tubarão-duende, espécie de animal pré-histórico apelidado como o “alienígena das profundezas”, foi capturado na costa da Austrália e exposto em um museu.  O esqueleto foi capturado por um pescador, em janeiro, perto de Eden, na costa sudeste australiana. O corpo do animal estava a cerca de 200 metros de profundidade e encontra-se em excelente estado de conservação.


Grand Canyon

Uma estranha criatura híbrida, resultado de uma tentativa fracassada de se criar uma raça metade vaca metade bisão no início do século 20, está causando estragos no Grand Canyon, no sudoeste dos Estados Unidos. Apelidados de “beefalo”, esses animais ? que atualmente vivem soltos ? estão se provando uma dor de cabeça tanto para ambientalistas quanto para grupos indígenas, que querem exterminá-los.

Vulcão Villarrica 

O vulcão Villarrica, na região sul do Chile e um dos mais ativos do país, entrou em erupção na madrugada do dia 3 provocando a retirada de quase 3.000 pessoas de áreas próximas, informou o Escritório Nacional de Emergências (Onemi). Antes das 3h, as autoridades elevaram o nível de alerta para vermelho e determinaram a retirada da população local, assim como a suspensão das aulas.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia