Acompanhe nas redes sociais:

25 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 805 / 2015

21/01/2015 - 07:56:00

Crea vai fechar cerco contra falsos fiscais

Fernando Dacal alerta que golpe é histórico e que caso será denunciado ao Ministério Público e à Polícia Federal

Da Redação

O novo presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL), Fernando Dacal, assumiu o cargo ontem (15) tendo pela frente um problema histórico para resolver. Desde 1999 falsos fiscais usam o nome da instituição para aplicar golpes contra proprietários de edificações construídas de forma irregular.

Dacal avisa que vai redobrar a fiscalização e que buscará ajuda junto ao Ministério Público Estadual e a Polícia Federal para que os falsários sejam punidos. Além das esferas públicas, qualquer pessoa que se sentir prejudicada deve ligar para a central de denúncia do Crea, pelo telefone 21230869.Apesar da medida punitiva que pretende aplicar no caso dos golpistas, Dacal garante que sua gestão irá prezar pela educação, deixando de lado a política voltada para a fabricação de multas.

“Pretendemos ser parceiros na defesa da sociedade e no desenvolvimento do nosso Estado”, afirmou.Eleito para o triênio 2015 a 2017, o engenheiro civil e novo presidente do Crea promete muito trabalho, conquistas e valorização para os engenheiros e técnicos do Estado. Ele reafirmou  compromissos da instituição com a sociedade, aproximação com as universidades, reativação da Biblioteca Fernando Cardoso Gama, além da reforma da antiga sede. Vale ressaltar que a promessa foi feita durante entrevista ao jornalista Waldemir Rodrigues, no programa Ponto de Vista da TV Assembleia.

Dacal disse ainda que a missão de comandar o Crea nasceu a pedido dos colegas dos sindicatos, da Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-AL) e do Renova Crea, grupo formado por jovens engenheiros de Alagoas. “Foi um feito inédito em nosso Estado, pois conseguimos juntar a classe do empresariado com a dos trabalhadores (com vários sindicatos); e os antigos engenheiros com os novos, que estão cheios de vontade para trabalhar em prol da categoria”, afirmou, ao acrescentar que o desenvolvimento de Alagoas passa pelo Crea.


BANDEIRA DE LUTA

Uma das principais bandeiras levantada pela gestão de Dacal será a defesa do profissional. No próximo triênio, Alagoas contará com uma instituição participativa com os anseios da categoria. “Onde houver engenheiro estarei lá para defender”, garantiu o presidente do Crea.Outra meta é trazer de volta a intensa participação dos técnicos ao Crea. Segundo ele, nos últimos anos, a classe técnica  se distanciou, mas será buscada uma reaproximação para deixar o Conselho mais forte.

A gestão também vai valorizar os estudantes da área.“O futuro do Crea está ali e é necessário fazer com que a juventude conheça a entidade. Vamos convocar todos os reitores para conversar. Precisamos desenvolver trabalhos de pesquisas e contribuir com o desenvolvimento acadêmico deles”, frisou.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia