Acompanhe nas redes sociais:

20 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 805 / 2015

21/01/2015 - 06:57:00

No mundo dos usados, crescimento e otimismo

Quatro vezes maior que o de novos, mercado de usados cresce 7,2% e a expectativa é de aumento de vendas em 2015

AUTOINFORMES

Na contramão do mercado de novos, cujo resultado foi uma queda de 7,1% (mercado total, incluindo ônibus e caminhões) as vendas de usados cresceram 7,2% no ano passado.Com dificuldade de comprar um OK o consumidor encontrou no mercado de usados a opção mais fácil em relação a preço e facilidade de pagamento, o que levou o País e transferir nada menos do que 13.357.296 veículos automotores, um volume quase quatro vezes maior do que o comercializado no mercado de novos (3.497.811).

Foram 8.233.497 carros de passeio, 1.851.760 comerciais leves, 347.105 caminhões e ônibus, 2.826.149 motos e 98.785 de outros tipos de veículosPara Ilídio dos Santos, presidente da Fenauto - Associação dos Revendedores de Veículos a venda de usados está em crescimento e ele acha que essa tendência continuará neste ano:“Percebemos esse movimento há alguns meses, de forma constante e progressiva. Está bem claro que o consumidor está procurando oportunidades mais vantajosas para a compra de veículos.

Por isso, vem optando pela escolha de seminovos, que oferecem praticamente os mesmos benefícios de um carro novo, mas com custos menores e até garantias originais, em alguns casos”.A vantagem na compra de um seminovo - carro com dois ou três anos de uso - é que ele já passou por uma grande depreciação, que acontece exatamente nesse período. Portanto a diferença de preço de um seminovo para um zero é grande; dependendo do estado do carro pode ser uma boa vantagem para o comprador.

Segundo Ilídio, a procura por seminovos deve se expandir neste ano.“Estamos otimistas” – disse o dirigente – “pois a oferta de crédito e financiamento para a aquisição de veículos seminovos deverá aumentar e com certeza isso vai atrair mais compradores”.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia