Acompanhe nas redes sociais:

22 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 803 / 2015

07/01/2015 - 09:30:00

Gastança tucana vira herança maldita

Carlos Victor Costa [email protected]

Um dos maiores problemas herdados pelo governo Renan Filho  é a questão do cenário financeiro de Alagoas. De acordo com o levantamento realizado pela equipe de transição de governo, os números que mostram que 2015 deve ser um ano difícil para o estado, já que mais de 80% do orçamento previsto está comprometido, enquanto os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) já foram ultrapassados.

De acordo com o que foi apresentado, apenas 17,08% dos valores relativos ao orçamento estão disponíveis para custeio e investimento, ao longo do ano, em todas as áreas de governo, prioritariamente, em Educação, Saúde e Segurança. Os outros 82,92% estão comprometidos com a folha de pagamento (49,83%), complementação do pagamento da folha de inativos (10,01%), pagamento da dívida (13,7%) e transferência para outros Poderes (9,38%).

A situação é preocupante também porque o Estado ultrapassou a LRF, amargando ainda um déficit milionário no AL Previdência. No enfrentamento das dificuldades financeiras estão à frente Christian Teixeira, que assumiu a Secretaria de Planejamento e Gestão, e George Santoro para a Fazenda. Christian era um dos membros da equipe de transição de Renan Filho. Ele também é especialista nas áreas de direito Administrativo, Eleitoral, Cível e Trabalhista e foi secretário-geral da Comissão de Ética na Administração Pública da Ordem dos Advogados do Brasil/Seccional Alagoas – OAB/AL.

Além disso, foi procurador-chefe de Licitações, Contratos e Convênios da Prefeitura Municipal de Maceió. Já George Santoro é economista de formação. Antes de aceitar o desafio de ser secretário da Fazenda em Alagoas, atuava como subsecretário de Política Fiscal da Fazenda do Rio de Janeiro. Com especialização em Economia Empresarial, Administração Pública e Direito Empresarial e do Trabalho, Santoro foi professor de Direito Constitucional e Direito Empresarial por cinco anos.

Palestrante em cursos de atualização profissional, é membro da Associação Brasileira de Orçamento Público – ABOP. Veio para Alagoas com total apoio do novo ministro da Fazenda do governo de Dilma Rousseff (PT), Joaquim Levy. A missão de Christian Teixeira e George Santoro será de aumentar a arrecadação do Estado e garantir o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal. 


OUTRAS SECRETARIAS 

Na Secretaria de Trabalho, Emprego e Renda, quem está à frente é Rafael Góes de Brito.  Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), ele assume a pasta tendo Alagoas na segunda colocação em índice de desemprego no Nordeste.  O maior problema é devido à falência do setor sucroalcooleiro, que apresentou uma queda de emprego de 400 mil para 80 mil empregados de 2009 a 2013.

Entre 2004 a 2013,  enquanto nacionalmente o número do desemprego caiu no país, em Alagoas ele aumentou de 9,5% para 11%, se tornando o 3° maior do país e 2° maior do Nordeste em fechamento de postos de trabalho.A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos agora é comandada por Alexandre Ayres, bacharel em Direito pelo Cesmac e Pós-graduando em Gestão de Cidades pela Unit.

Alexandre também foi assessor jurídico da Secretaria Estadual de Saúde do Estado de Alagoas no período de 2004 a 2007. Já na Cultura quem responde agora pela pasta é a ex-prefeita da cidade de Piranhas, Mellina Freitas. Além da formação em Direito pela Faculdade de Direito de Maceió (Fadima), ela é escritora e poetisa, com vários trabalhos publicados e é membro efetivo da Academia Maceioense de Letras. 

O ex-presidente da Eletrobras em Alagoas, Joaquim Brito assumiu a Secretaria de Desenvolvimento Social. Formado em Psicologia no Cesmac, Joaquim também é técnico Industrial e ex-presidente do Partido dos Trabalhadores em Alagoas. Na pasta da Infraestrutura quem está à frente é Aparecida Machado, graduada em Administração pelo Cesmac e pós-graduada em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e que vai trabalhar em parceria com Mozart Amaral, o novo secretário de Transporte e Desenvolvimento Urbano. 

Mozart é engenheiro Civil formado pela Universidade Federal de Alagoas, e foi responsável como secretário de Infraestrutura de Maceió na gestão de Cícero Almeida, por pavimentar milhares de ruas e construção de novas vias em Maceió. A pasta será responsável por todas as obras viárias, o que inclui de estradas a VLT, passando por portos e aeroportos, além de obras urbanas.


ESPORTE E LAZER 

A líder estudantil Cláudia Petuba é a titular da nova Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude. Graduada em Administração pela Universidade Federal de Alagoas e bacharel em Direito pela IESA, com especialização em Direito Público, como líder estudantil foi coordenadora-geral do Diretório Central do Estudantes (DCE) da UFAL e da direção nacional da União Nacional dos Estudantes (UNE). Participou da Comissão Organizadora de Alagoas da III Conferência do Esporte, sendo indicada pela Comissão Nacional como uma das instrutoras do Plano Decenal do Esporte em Alagoas, e da II Conferência de Juventude.Na Secretaria da Defesa da Mulher e dos Direitos Humanos, assumiu a ex-deputada federal Rosinha da Adefal.

Formada em Direito pelo Cesmac, Rosinha também participou da diretoria da Associação dos Deficientes Físicos de Alagoas (Adefal) exercendo a 2ª Secretaria. Além disso, foi vereadora por Maceió (2007-2009) e presidiu a Comissão de Assuntos Urbanos da Câmara Municipal, onde também integrou as comissões de Direitos Humanos, dos Direitos da Mulher e de Ética Parlamentar. 

A deputada federal foi titular da Procuradoria da Mulher e participou de diversas comissões da Câmara dos Deputados, como as de Seguridade Social e Família – CSSF, de Direitos Humanos e Minorias, de Seguridade Social e Família, de Turismo e de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio.Já Fábio Farias, braço direito do senador Renan Calheiros (PMDB) é o chefe do Gabinete Civil. Médico formado pela Universidade Federal de Alagoas, é também empresário atuante em vários segmentos econômicos e agropecuarista.

No serviço público, desempenhou as funções de presidente do Conselho da Autoridade Portuária e  foi secretário de Estado da Educação e do Esporte de Alagoas. Para a Agricultura o nome escolhido foi o de Álvaro Vasconcelos que atende ao perfil que o governador eleito quer dar ao novo governo.

Álvaro é um técnico, com formação profissional na área, produtor rural, líder do setor produtivo e considerado um conhecedor da realidade de Alagoas. O jornalista e chargista Enio Lins é novo secretário de Comunicação. O papel desempenhado por ele como coordenador de comunicação da campanha de Renan Filho foi fator predominante para a escolha. Com três décadas no batente do jornalismo, goza de enorme prestígio junto à categoria e é reconhecido como um profissional ético e responsável. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia