Acompanhe nas redes sociais:

15 de Dezembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 800 / 2014

10/12/2014 - 07:53:00

Está chegando a hora

JORGE MORAIS Jornalista

Estamos concluindo a primeira semana do mês de dezembro. Diante disso, aumenta a expectativa em relação ao anúncio do secretariado do Governo Renan Filho, que se inicia em primeiro de janeiro de 2015. Até agora, tem gente que não consegue dormir. São aqueles que por ligações políticas, de amizade e familiar acham que devem ser os escolhidos para os cargos mais diretos do governador.De uma coisa tenho absoluta certeza: até a chegada do Natal os nomes estarão indicados e divulgados, para a felicidade de uma parte do grupo e tristeza absoluta da outra parte.

Diariamente, a imprensa divulga ou sugere nomes prováveis dessa escolha ou pelo ouvir dizer. Tem, ainda, aqueles que pedem para que seus nomes sejam colocados em evidência, como numa tentativa de dizer a Renan Filho: estou vivo.De outra coisa eu também tenho certeza: o governador vai cumprir o que disse em campanha. A quase totalidade do seu governo vai ser formada por técnicos, mesmo que alguns desses tenham a indicação política.

Algumas secretarias terão a escolha de seus titulares pela cota pessoal do governador. A primeira, ele já começou acertando em cheio: o jornalista Ênio Lins para a Secretaria de Comunicação, um profissional inteligente, que conhece a pasta e deverá saber como lidar com a mídia.Entre as demais que devem passar pelo crivo direto de Renan Filho, uma será a Secretaria da Fazenda, para onde deverá ser indicado um técnico com conhecimento profundo em economia e finanças, e a ele será entregue a chave do cofre e assinado pelo governador um cheque em branco para que ele contribua com o desenvolvimento do estado.

Lembro-me da gestão do então prefeito João Sampaio que dizia sempre a seu secretariado: sem comunicação e sem dinheiro ninguém faz nada. Por isso, as pastas eram importantes para promover e possibilitar a realização do trabalho dos demais secretários.Outras três secretarias não podem fugir dessa linha de raciocínio: Educação, Saúde e Segurança. Para essas três pastas não podem ser indicados qualquer um ou uma pessoa que não tenha intimidade com o assunto.

Não custa nada lembrar que essas três pastas são as vitrines ou os telhados de vidros de qualquer administração. O professor, o médico e o homem da segurança sabem onde o sapato aperta. Lembrando, apenas, que eles precisam ser acima de tudo, também gestores.

Não que eu ache que as demais secretarias e os órgãos do segundo escalão não sejam também importantes. Todos estão dentro do contexto da governabilidade e precisam contribuir com a administração que se propõe a promover uma mudança na forma de administrar. Pelo menos, isso foi dito durante a campanha e não temos como duvidar disso, até, porque, acho que o Estado de Alagoas vai ser governado a quatro mãos, pelo filho e pelo pai.

Quando escrevo isso não estou afirmando que o senador Renan Calheiros venha interferir diretamente na gestão de governador do seu filho. O que estou querendo dizer é que se ele acertar, palmas para ele, foi o Renan Filho. Mas, se ele cometer erros, e todo mundo é passível disso, vai sobrar também para o Renan Pai, uma coisa considerada normal diante da importância que tem o senador não só no cenário local, mas, principalmente, no cenário nacional.Não quero que o governador Renan Filho tenha pressa na divulgação dos nomes que vão formar o seu secretariado. Cedo ou mais tarde, vai ter quem goste e quem não goste.

Como vai ter quem reclame por não ter sido indicado e os sortudos vão viver os últimos dias de 2014 um misto de alegria (pela indicação) e preocupação (em relação ao que vão encontrar em seus novos empregos), mesmo que o governador Teotônio Vilela Filho tenha dito que vai deixar tudo em ordem e até com dinheiro em caixa.Verdade ou mentira, porque duvidar disso? Só o futuro dirá e desde que me entendo de gente, o governador que entra sempre reclama do que está saindo e foi assim também com Téo Vilela.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia