Acompanhe nas redes sociais:

19 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 800 / 2014

10/12/2014 - 07:25:00

SURURU

Cochilo no Congresso

DA REDAÇÃO

Apesar do clima acalorado das discussões que permearam a aprovação, pelo Congresso, da manobra fiscal do governo para maquiar o descumprimento da meta do superávit primário, nem todos os parlamentares conseguiram manter-se despertos ao longo das mais de 18 horas de sessão. Em meio aos conturbados debates houve quem fizesse pausas para um cochilo. Já outros recorreram aos biscoitos e frutas para aguentar em plenário o término dos trabalhos.Somente às 4h57, o presidente Renan Calheiros encerrou a sessão. A votação, entretanto, ainda não foi encerrada. Faltou quórum para a análise da última emenda ao texto: de autoria do PSDB, a proposta altera o projeto e inclui uma limitação nas despesas discricionárias, de forma que o governo só possa gastar o mesmo montante executado no orçamento do ano anterior.


Preço a pagar

 Para obter do Legislativo a decisão que a livrará de um eventual enquadramento no crime de responsabilidade, Dilma paga um preço. Pelo alto, negocia ministérios com cardeais dos partidos governistas. Na planície, brindou o baixo-clero parlamentar com um decreto liberando R$ 444 milhões em emendas ao Orçamento da União.Cada deputado e senador passou a dispor de uma mesada de R$ 748 mil para aplicar em obras nos seus redutos eleitorais. Coisa de R$ 11,7 milhões por ano. Tudo isso condicionado à aprovação da manobra fiscal. Foi como se Dilma grudasse no plenário do Congresso um código de barras.  (Blog do Josias)

‘Muito prazer, eu sou a morte’, de Jorge Oliveira, já está à venda na Cultura


“Muito prazer, eu sou a morte”, o livro do jorna-lista e cineasta Jorge Oliveira, depois de lançado em Portugal pela Editora Chiado, já pode ser encomendado no site da livraria Cultura em todo o Brasil. O livro, uma biografia ficcionada, tem sido elogiado por críticos literários do Brasil e do exterior pela forma original como o autor narra a sua própria morte pelas mãos de pistoleiros alagoanos, quando morava no Rio de Janeiro. O autor conta também suas experiências como jornalista em Maceió, no Rio de Janeiro e em Brasília e como ganhou dois prêmios Esso de Jornalismo, um deles denunciando o acordo nuclear entre o Brasil e Alemanha com a publicação de um documento secreto do extinto SNI - Serviço Nacional de Informação - utilizado pela ditadura para espionar os brasileiros contrários ao regime militar.  

Demissões

Não foi nada animadora a previsão do prefeito Rui Palmeira, durante entrevista à TV Alagoas, em relação a crise financeira nos municípios. Ele afirmou que mais demissões serão necessárias, mas disse o óbvio ao garantir que efetivos não serão afetados. 


UPA!

O prefeito Rui Palmeira disse estar confiante de que em janeiro de 2015 as duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Maceió sejam inauguradas. Uma fica no bairro do Trapiche e a outra no Benedito Bendes. 


Comércio

As lojas do Centro de Maceió vão abrir suas portas em todos os domingos de dezembro, de acordo com a Aliança Comercial. No feriado de segunda, 8, o funcionamento será normal.

Secretariado de Renan 

As especulações em torno do secretariado do governador Renan Filho (PMDB) continuam. Desta vez surge o nome do ex-governador Ronaldo Lessa (PDT) para a secretaria de Educação, mas para isso acontecer ele teria que abrir mão do mandato de deputado federal. Em seu lugar assumiria a 1ª suplente, Rosinha da Adefal (PT do B). Mas nos bastidores da política, circula também que quem assumiria a vaga seria o 2º suplente, Hemerson Casado (PMDB), já que Rosinha é cotada para a secretaria de Assistência Social. O rolo está feito e as negociações não param.  

Novas placas 
O Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) divulgou nesta quinta-feira (4) modelo oficial das placas veiculares que serão implementadas no Brasil a partir de janeiro de 2016. Borda azul no topo, quatro letras e três números são as novidades baseadas em padrão a ser seguido por todos os membros do Mercosul (Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela).

Ambição 

Eleito deputado federal nesta última eleição, Cícero Almeida (PRTB) não quer saber mesmo de Brasília, só pensa em retornar para a prefeitura de Maceió em 2016. Para conseguir isso, Almeida deve deixar o partido nanico pelo qual se elegeu e procurar se instalar em algum partido grande. Por onde anda, o ex-prefeito diz que vai tomar a prefeitura de Rui Palmeira (PSDB). 


Não aceitou
Cícero Almeida teria sido convidado para assumir um cargo de confiança no governo de Renan Filho (PMDB), mas não aceitou de imediato, pois segundo o próprio Almeida, isso poderia atrapalhar seu sonho de voltar para a Prefeitura de Maceió. Em sua vaga entraria Val Amélio (PRTB), filho do presidente do TCE, Cícero Amélio. 


Condenado

O ex-prefeito de Pilar, Oziel Barros (PT do B) foi condenado por ato de improbidade administrativa. Ele foi acusado de praticar ilicitudes com o dinheiro público no valor de cerca de R$ 1 milhão enquanto vereador e presidente da Câmara da cidade. Em decisão proferida recentemente, o juiz Sandro Augusto Santos acatou o pedido do Ministério Público Estadual de Alagoas e condenou o político ao ressarcimento ao erário e pagamento de multa. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia