Acompanhe nas redes sociais:

20 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 799 / 2014

03/12/2014 - 09:48:00

Heloísa diz que vai ajudar Marina Silva na estruturação partidária da Rede

Iniciativa indica saída da vereadora do PSOL, legenda que ajudou a fundar; ela também lamenta eleição de adversários

Carlos Victor Costa [email protected]

As últimas eleições para Heloísa Helena (PSOL) vêm demonstrando haver um certo desgaste dela junto ao seu eleitorado, tendo em vista a redução do número de votos para a atual vereadora de Maceió e que ficou em terceiro lugar nessa última eleição para o Senado Federal. Em 2008, Heloísa foi eleita a vereadora mais votada da Capital do estado, quando teve 29.516 votos, vindo dois anos depois a se candidatar ao Senado, sendo derrotada por Benedito de Lira (PP) e Renan Calheiros (PMDB). 

Em 2012 se candidatou à reeleição na Câmara Municipal de Maceió, vindo a ser a mais votada novamente, mas com uma redução de mais de 10 mil votos em relação à 2008. Nesta eleição tentou novamente voltar ao Senado, mas acabou derrotada por Fernando Collor (PTB). E o que chamou a atenção foi a redução dos votos: em 2010 ela teve 417.636 votos e este ano 394.309. 

O EXTRA conversou com Heloísa Helena sobre sua votação e sobre seu futuro político. Ela confirmou que vai ajudar a amiga Marina Silva a concretizar definitivamente a estruturação partidária da Rede Sustentabilidade, o que pode acarretar sua saída do PSOL, com o qual sua relação está desgastada, tanto que, segundo confidenciou, está afastada há seis anos das instâncias partidárias e apenas preserva a filiação como fundadora do partido. 

“O processo eleitoral foi extremamente desgastante, mas estou evitando olhar para trás até pra evitar ver meus pedaços que ficaram no campo de batalhas. Apenas cuido orgulhosa de cada uma das minhas cicatrizes conquistadas pela luta e agradeço absolutamente feliz os corajosos e dignos 394.309 votos e a todas e todos que foram essenciais nesta conquista. Sei como funciona a ofensiva da politicanalha contra mim, sempre poderosa e implacável na jogatina de dinheiro, mentiras e afins, mas os enfrentei lutando de forma incansável nas ruas e nos meus 25 segundos de TV.

Se a maioria dos eleitores não se envergonha das escolhas feitas, não vou ficar choramingando derrota, pois estou entre aqueles que mesmo derrotados se consideram invencíveis porque não se ajoelham em rendição e covardia”. Sobre a candidata à presidência pelo PSB nas eleições de outubro, Marina Silva, que saiu derrotada no primeiro turno, ficando em terceiro lugar, diz:“Marina Silva sempre foi e sempre será uma grande mulher, uma militante social de conduta digna e impecável, uma liderança capaz de gestos de generosidade e tolerância raros e mesmo discordando da posição que ela assumiu tenho convicção que ela continuará sendo uma grande referência de humanismo libertário, democracia, justiça social, ética, sustentabilidade ambiental.

Temos conversado muito e espero poder ajudá-la a concretizar definitivamente a estruturação partidária da Rede Sustentabilidade e farei isso com profundo respeito à sua luta e honrada história de vida”.   Questionada se sua votação em Maceió, nestas eleições, ficou aquém do que esperava, Heloísa disse que não.

“Conhecemos bem todos os nossos municípios, tanto nas condições objetivas de vida que conduzem à vulnerabilidade social e maior permeabilidade ao poder financeiro, como também o medíocre comércio de consciências em todas as classes sociais. Assim sendo, prefiro ficar feliz e agradecida por ter votos limpos, corajosos e honrados em todos os setores, das favelas à beira mar, em Maceió ou em qualquer outro município”. Por fim, a vereadora fez  forma indireta, quando perguntada qual seria sua avaliação sobre os resultados das eleições em Alagoas, uma crítica aos eleitores.

 “Reflete exatamente o nosso povo, com suas belas virtudes e defeitos repugnantes. Corajosos e honrados fazem suas escolhas baseados nos princípios que defendem, da mesma forma que oportunistas e ladrões dos cofres públicos o fazem. Como nas urnas o valor dos votos é igual, mesmo que no mercado de negócios sujos a valoração seja absolutamente diferente, sentimos realmente uma profunda tristeza com muitas das escolhas feitas pela maioria. Assim sendo, temos que nos mover pela renovação cotidiana da esperança”. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia