Acompanhe nas redes sociais:

21 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 797 / 2014

19/11/2014 - 00:15:00

SURURU

Dois pesos, várias medidas

DA REDAÇÃO

É indisfarçável e chega mesmo a ser constrangedor o tratamento diferenciado concedido pelo governo do Estado na gestão Teotonio Vilela Filho aos usineiros de Alagoas. São tantas as benesses que seus assessores sequer se atrevem a tentar justificar o que, por si só, é injustificável. E o que é natural: setores fora do da agroindústria canavieira reclamam dos dois pesos e duas (ou mais) medidas com que o governo tem tratado a questão da arrecadação tributária. Tudo bem ser herdeiro de usineiro, mas alguém precisa alertar o ainda governador que para tudo há limite e convenhamos, no que diz respeito ao tratamento diferenciado concedido ao setor que há décadas “sorve” o sangue dos alagoanos, Téo já passou dos limites há muito tempo.Prorrogar para o final do próximo ano o início do pagamento de débitos acumulados em mais de duas décadas mediante decreto e à revelia de qualquer outro Poder é realmente uma desfaçatez sem precedentes.

Sumido 1

Dez dias depois de ter sido condenado a 76 anos e 5 meses por atos de violência sexual contra duas filhas e a enteada, o agora ex-promotor de Justiça Carlos Fernando Barbosa de Araújo continua livre feito um passarinho. De nada valeu o Pleno do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) haver decretado sua prisão e expedido mandado de prisão. O documento encaminhado ao diretor Geral da Polícia Civil, Carlos Alberto Reis, corre o risco de virar peça de ficção.


Sumido 2

Defensor do “promotor pedófilo”, como Carlos Fernando vem sendo chamado nas ruas, o advogado Welton Roberto entrou na quarta-feira (12) com embargos de declaração (0001338-37.2007.8.02.0000) junto ao Tribunal de Justiça para reverter a pena, que eleconsidera excessiva. E vai apostando no “corpo mole” da polícia para garantir que seu cliente permaneça em liberdade.


Sumido 3

É de se estranhar que, mais de uma semana depois de ter a prisão decretada pela instância maior do Judiciário estadual, o ex-promotor continue livre, o advogado afirme desconhecer seu paradeiro e a polícia alagoana sequer tenha inserido o nome do foragido da Justiça no Sinesp Cidadão, o banco de dados online para consulta sobre registro de carros roubados e mandados de prisão expedidos em todo o país.

Viagens internacionais

Queixosos com a atual diretoria do Serjal dizem estranhar as constantes viagens do presidente da entidade, Ednor Gonzaga. Na sua mais recente viagem internacional, contam que ele levou esposa, filhos e sogra. E mais: ele também teria investido mais de R$ 200 mil na franquia da Clube Turismo para a esposa, cuja loja fica na Ponta Verde. No site da agência de turismo, a informação é de que o investimento inicial para a franquia varia de R$ 65 mil a R$ 80 mil e o capital de giro se situa entre R$ 10 mil e R$ 20 mil.

SMTT, cadê você?

Concorrentes do Enem 2014 tiveram dificuldades em voltar para casa após as provas do sábado e domingo passados. Quem dependia de ônibus e fez provas no Colégio Marista e na Seune, só para citar dois exemplos, se viu obrigado a caminhar até o Centro para conseguir um ônibus. É que os poucos que passavam, após demorada espera, simplesmente “queimavam” os pontos da Avenida Tomáz Espíndola. 


Crise política

Depois de dois anos de gestão, o prefeito Rui Palmeira começa a enfrentar cobranças públicas de vários setores sociedade. Até o fechamento desta edição dois secretários de Rui já caíram. Há quem diga que a lista é mais extensa. 


Crise política 2

Mexer no salário do funcionalismo público é um tiro no pé de qualquer gestor. Rui Palmeira ainda enfrenta embates políticos, como o que vem travando silenciosamente com o vereador Silvânio Barbosa. 

Oposição 1

Pode parecer cedo, mas existe uma oposição organizada e pronta para lutar pela Prefeitura de Maceió em 2016. Depois do carnaval de 2015, após as várias conversas já conhecidas na Barra de São Miguel, o desenho da disputa vai estar traçado.


Oposição 2

Com musculatura devido aos mandatos de deputado federal, Ronaldo Lessa e Cícero Almeida desde agora encabeçam as listas dos principais opositores. Nem Lessa nem Cícero escondem o anseio por um cargo executivo. Que venha 2016!


Invasão chinesa

O centro de Maceió está tomado por orientais, isso por algum tempo, mas o domínio asiático vem tomando proporções jamais vistas. Perguntar não ofende: qual a situação desses estrangeiros no país?  A Receita Federal e a Polícia Federal estão atentas às procedências legais de todas as mercadorias comercializadas?


Calote

O prefeito da Barra de Santo Antônio, Rogério Farias, ainda não mostrou para que retornou ao comando da prefeitura. As críticas são inúmeras, mas o quem vem dando dor de cabeça a muito trabalhador do município são os salários atrasados. A lei da mordaça impera na Barra. 

(In)Segurança

Não bastasse a violência enraizada nas ruas, agora as barbáries estão ocorrendo nas escolas. Professores da rede pública temem exercer suas atividades por causa da atuação de criminosos travestidos de alunos. Por serem menores de idade, os meliantes atuam indiscriminadamente. Tragédia à vista.


Cartel 

O preço da gasolina aumentou em todo país. Mas o que vem sendo praticado em Maceió é criminoso, não por causa do valor, mas pela tabela de preço igual entre a maioria dos postos.  A prática tem nome: cartel e é crime. Ministério Público Estadual deve ficar de olho. 


Bingo 

A PF anda de olho nos bingos e jogos de azar em Alagoas. Investigações podem chegar a figurões do cenário político e alguns testas de ferro conhecidos do grande público. Há uma semana muitos andam viajando para tentar despistar a PF. Esses nunca mais dormirão em paz. 

Faz de conta

Enquanto a “Corte de Vidro” da Fernandes Lima investe em ornamentação e outras amenidades, o setor médico do Poder anda abandonado. A prioridade dos poderes em Alagoas continua sendo a estética, enquanto o sucateamento impera.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia