Acompanhe nas redes sociais:

20 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 796 / 2014

12/11/2014 - 20:41:00

Abc do interior

Carnaval fora de época

Sobre a crise financeira nas Prefeituras, os gestores alagoanos fazem um verdadeiro carnaval como se fosse o fim de tudo e de todos. Ora, queda de FPM sempre existiu e essa crise alardeada com apoio da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) não é de hoje. O que acontece, sem exceção, é que os prefeitos para garantirem a eleição ou reeleição empregam “gatos e cachorros”, comprometendo praticamente todos recursos financeiros da administração, desviando, inclusive, verbas carimbadas de setores como saúde e educação para pagar a folha de pessoal.


Agora seja!!

Mas as eleições municipais estão chegando e grande parte dessas pessoas, hoje demitidas, vão retornar com toda certeza. Com crise ou sem crise, o jogo não pode parar.E vale a pergunta: se a situação está tão ruim assim por que não renunciam???


Sem rumo

A matéria veiculada no portal da tribunahoje.com é bem clara e mostra uma dura realidade com a falta de comando em uma das Prefeituras mais importantes de Alagoas: “Servidores da saúde protestaram na terça-feira (4) contra a redução de salários em Viçosa determinada pelo prefeito Flaubert Filho (PPL). Os funcionários se manifestaram de maneira pacífica em frente à sede da administração pública”.O ato foi acompanhado pela vereadora e presidente da Câmara, Micheline Fernandes (PV), que também cobrou um posicionamento legal e ético da prefeitura de Viçosa.


Movimento

“Usuários da saúde se juntaram ao movimento, pois estão preocupados com o atendimento que lhes são ofertados, muitos realizando o pré-natal”, explicou a vereadora.Os funcionários tentaram manter contato com o prefeito Flaubert Filho e também com a secretária de Saúde, Kênia Valença, no entanto, eles foram informados de que tanto o gestor quanto a secretária estavam em Maceió reunidos para debater a situação complicada que está sendo vivenciada no município.

Caos na saúde

Ainda segundo a matéria, até a terça, a informação é de que a redução salarial é por conta da baixa nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). “Os profissionais estão protestando apenas pelo que é de direito. A saúde em Viçosa não pode entrar em um caos”, afirmou Michele Fernandes.

Audiênciapública

A proposta da vereadora é que seja realizada uma audiência pública para discutir o tema em conjunto com a prefeitura de Viçosa e também com representantes do Ministério Público Estadual, que está investigando a situação dos recursos para a saúde na administração do prefeito Flaubert Filho.

Está decidido

Após confirmar a sua pré-candidatura a prefeito de Arapiraca no pleito de 2016, durante entrevista que concedeu na semana passada a vários órgãos de comunicação, o empresário Adoniran Guerra (PDT) se mostra motivado com a receptividade de diversos segmentos sociais, políticos, comunitários e empresariais da segunda cidade mais importante de Alagoas. “Sinto-me honrado com as manifestações positivas em torno do meu nome, sobretudo por partir de pessoas que anseiam que o município volte a ser administrado com mais competência, dinamismo e alegria, para que, assim, possa atrair novos investimentos”, disse Adoniran.


Críticas à administração

Adoniran Guerra, que foi responsável pela construção do primeiro shopping do interior - o Arapiraca Garden Shopping, faz críticas diretas à administração da prefeita Célia Rocha (PTB), por não ter buscado alternativas para deixar o município cada vez mais independente das transferências de recursos federais.  “Vamos combater o marasmo, com trabalho, criatividade e projetos voltados para setores primordiais como saúde, educação, cultura e assistência social. Não podemos permitir a falência do poder público, com demissões de servidores, inadimplência com fornecedores e serviços de qualidade duvidosa para a população”, afirma o empresário arapiraquense.

Quer mudanças

Para Adoniran Guerra, se não houver com urgência uma mudança na forma de administrar, Arapiraca corre o risco de entrar em decadência, a exemplo de cidades como Palmeira dos Índios, que praticamente pararam no tempo em termos de crescimento econômico e social.

No mesmo rumo

“Arapiraca, infelizmente, está no mesmo rumo. A falta de incentivos é inaceitável e provoca situações negativas como a saída de empresas do município. Um exemplo é o que ocorreu com a fábrica de doces Popular, que deixou a cidade e se instalou no Polo Industrial de Limoeiro de Anadia. Para se ter uma ideia da importância dessa fábrica, ela gera mais de 600 empregos. O Grupo Coringa, uma indústria alimentícia consagrada no País, gera cerca de mil empregos”, completou o empresário.

Oficinas de arte

O Teatro do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), o antigo PETI, é um trabalho projetado pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas). Segundo a pedagoga Josefa Nunes, este é um trabalho voltado para jovens de vulnerabilidade e que moram em periferia, reinserindo-os nas atividades pedagógicas e culturais, através de oficinas de arte.

PELO INTERIOR

... Com os trabalhos dirigidos pela vice-presidente Aurélia Fernandes e Professora Graça e ainda com a presença de mais nove vereadores, a Câmara Municipal de Arapiraca realizou na noite desta terça-feira (4), sessão ordinária com a aprovação de projetos, requerimentos e indicações.

... Entre os projetos em destaque, o de autoria da presidente da Casa, Gilvania Barros, que torna de Utilidade Pública, a Associação Humanitária Protetora dos Animais de Rua.

... E na noite de quarta-feira (5), o Poder Legislativo de Arapiraca, realizou Sessão Solene para entregar o Título de Cidadão Honorário de Arapiraca, de autoria do vereador Tarcizo Freire (PSD), a Magdiel Mendes Ribeiro, Fiscal de Tributos Estaduais, da Secretaria Estadual da Fazenda, em Alagoas, pelos seus relevantes serviços prestados ao município arapiraquense.

... Um grupo de alunos do curso de Letras do campus I da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), sob a coordenação do professor Erasmo Soares de Araújo, realizou na tarde de quarta-feira (5), uma oficina de literatura na Biblioteca Pública Digital de Bairro (Arapiraquinha), localizada no bairro Primavera.

... O espaço de incentivo à leitura e à escrita foi inaugurado no ano de 2012, na gestão do ex-prefeito Luciano Barbosa (PMDB), e recebe o nome do mestre e professor Erasmo Soares de Araújo.

... O município conta hoje com oito bibliotecas digitais de bairro, depois que a prefeita Célia Rocha (PTB) ampliou o número das Arapiraquinhas, com a implantação de mais duas unidades, no ano passado, na Vila Bananeiras e Vila São José.

... Segundo o educador, que leciona no curso de Letras do campus da Uneal, em Arapiraca, a oficina com os alunos faz parte das atividades preparativas do projeto “Letras no Palco 2014”, que vai mobilizar toda a comunidade acadêmica da universidade, nos próximos dias 2, 3 e 4 de dezembro.

... Erasmo Soares disse que o evento acontece há oito anos, sendo o ápice das atividades desenvolvidas no projeto de extensão homônimo. Para este ano, o tema do projeto é : Letras no Palco- Interfaces entre Literatura, Música e Dança”.

... Aos leitores da coluna desejamos um ótimo final de semana, com paz, saúde e harmonia. Até a próxima edição!!!

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia