Acompanhe nas redes sociais:

26 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 794 / 2014

02/11/2014 - 08:12:00

O país das ilusões

Alari Romariz Torres Aposentada da Assembleia Legislativa.

Estamos na semana das eleições presidenciais. As pesquisas, instrumentos pagos que iludem os eleitores, apontam um empate técnico com a candidata do PT “ligeiramente à frente” do candidato do PSDB.Foram 12 anos de governo vermelho e caminhamos para uma ditadura de esquerda. Os carros com adesivos azuis estão sendo abatidos por barras de ferro e as pessoas ficaram amedrontadas de se declararem contra o PT.Os escândalos se sucedem. O mais alarmante é o da Petrobras.

Quanto mais o ex-Diretor fala, mais a estrela vermelha diminui de tamanho.Lembro-me da sua criação. Era jovem e via a vibração das pessoas fazendo provas para trabalhar na nova empresa. Depois, a briga dos Estados de Alagoas e Sergipe para ser sede da Petrobras. E ela, a empresa nacional de petróleo, foi crescendo para hoje ser vítima de políticos e técnicos maldosos responsáveis por escândalos internacionais.Pelos estados brasileiros a situação não é melhor: Num estado do Sudeste, um Conselheiro do TC contratou uma “personaltrainner” para ele e sua mulher. O detalhe é que a jovem era funcionária do Tribunal de Contas e recebia 9.500 reais por mês há cinco anos. 

No Legislativo alagoano, além de vários escândalos, já houveum caso de uma babá de um Deputado que recebia 4.000 reais por mês como funcionária da ALE. No momento atual, foi denunciado o desvio de milhões dos cofres públicos, a Mesa foi afastada, voltou e os desmandos continuam.

Os mensaleiros do PT, famosos por organizarem verdadeiras quadrilhas, responsáveis por administração ilegal de recursos públicos, foram condenados, presos e a maioria já está em casa, vendo TV e recebendo ajuda do PT que, segundo a imprensa, pagou as multas impostas pela Justiça aos réus. Por conta disso e de várias ameaças recebidas, o Presidente do Supremo Tribunal Federal aposentou-se antes dos 70 anos.Voltando ao nosso pequeno Estado: os “taturanas” continuam soltos e alguns foram eleitos e reeleitos, enquanto os processos dormem profundamente em berço esplêndido.

O governo afirma que há uma pequena inflação controlada. Darei uma simples informação: na Ponta Verde existe um supermercado famoso que também funciona como restaurante. Em 2013 um café da manhã para duas pessoas custava 23 reais. Domingo passado, estivemos lá e me assustei: o cliente paga agora R$ 43,90. Isto é, quase o dobro.Se vamos ao supermercado, semanalmente, nunca pagamos os mesmos valores; sempre desembolsamos mais.

E a Presidenta manda que troquemos carne por ovos e tomates. Isto porque ela não faz feira! Nós que pagamos as compras do Palácio da Alvorada! E o governo avisa que a inflação está sob controle!!!A resposta foi dada, em parte, no primeiro turno: o PT, em vários Estados não elegeu um só Deputado Federal. Em Alagoas, perdeu o melhor Deputado Estadual que tinha. A sua candidata à presidência não se elegeu no primeiro turno e luta ferozmente para ganhar no segundo.Renovação na Assembleia Legislativa de Alagoas foi mínima.

Nosso Estado virou capitania hereditária: os mandatos estão passando de pai para filho e não vemos perspectivas de melhoras, por pequenas que sejam. A Mesa que sai, após tenebrosa administração, já começa a negociar a vinda da sucessora, formada na mesma escola. O Presidente atual recebeu o Prêmio Nobel da Corrupção: vai ser Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas.Outros países temem investir no Brasil por causa dos escândalos.

O Norte e o Nordeste votaram na candidata do PT com medo de perder a bolsa família e viraram motivo de gozação. São Paulo elegeu candidatos irreverentes, tipo Tiririca e Russomano, através do voto de protesto. O Rio deu excelente votação a Romário para o Senado Federal. São contradições que demonstram a fotografia real de um país entregue à própria sorte.Vem aí o dia 26 de outubro e precisamos de alternância no poder.

Vamos tirar os políticos instalados nos cargos públicos empolgados com propinas, com desvio de dinheiro público, famílias inteiras penduradas nas tetas do governo, achando que são donas do Brasil. Os “Sarneys” já obtiveram a resposta pelo voto popular, mas há muitas outras pelo país inteiro. Precisam sair!!!O voto consciente poderá tirar o Brasil de 12 anos de ditadura do PT. Vamos mudar um pouco e dar chance a novos políticos que, com certeza, não vão consertar nosso país, mas pelo menos ficarão temerosos de virar mensaleiros ou taturanase aí pisarão leve.É o voto da exclusão!

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia