Acompanhe nas redes sociais:

17 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 794 / 2014

02/11/2014 - 07:58:00

MEIO AMBIENTE

Altamente poluída
A Índia lançou um novo índice nacional de qualidade do ar para ajudar os cidadãos a entender os complexos dados sobre poluição e suas implicações para a saúde, informou o ministro do Meio-Ambiente no último dia 17.Um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) em cerca de 1.600 cidades divulgado em maio revelou que a capital indiana, Nova Délhi, tem o ar mais poluído do mundo, com um média anual de 153 microgramas de pequenas partículas, conhecido como PM2.5, por metro cúbico.

Desmatamento 

O desmatamento da Amazônia aumentou 191% em agosto e setembro de 2014, em relação ao mesmo bimestre de 2013, segundo levantamento do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), de Belém. Em termos absolutos, a alta foi de 288 km² para 838 km².

Queimadas

A quantidade de queimadas no Brasil entre 1º de janeiro e 16 de outubro deste ano aumentou 70% em relação ao mesmo período de 2013, de acordo com o site do sistema de queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o Inpe. Na comparação entre 1º a 16 de outubro de 2014 e 2013, a elevação de focos de incêndio no país aumentou 105%.

Paisagem 

A falta de chuvas que tem castigado o região Sudeste do país neste ano modificou a paisagem de cidades situadas ao longo dos rios e represas da região. A situação é considerada mais grave em São Paulo e no sul de Minas Gerais. Onde antes corriam caudalosos leitos e quedas d’água, agora só há pedras, lama e algo de vegetação que resiste ao sol.


Acordo global

 Entrou em vigor no último dia 12 o Protocolo de Nagoya, acordo que define regras internacionais para acesso e compartilhamento dos recursos, sem que o Brasil ratificasse sua participação. O país foi um dos primeiros a assinar o documento, em fevereiro de 2011.

Setembro 

O mês de Setembro de 2014 foi o mais quente já registrado desde 1880, ano em que os cientistas iniciaram a medição global de temperaturas. A informação foi divulgada pela agência espacial americana, a Nasa, a partir da análise do Instituto Goddard de Estudos Espaciais.


Rinocerontes

O Parque Nacional de Kruger, na África do Sul, está realizando trabalhosas operações de captura e realocação de rinocerontes que estão vivendo em áreas onde tem sido praticada a caça ilegal da espécie. Nos últimos meses, agências internacionais mostraram casos em que caçadores mataram os animais, arrancaram seus chifres e abandonaram suas carcaças para trás.


Eólicas 

A capacidade instalada de energia eólica pode crescer 530%, ou para 2 mil gigawatts (GW), até 2030, fornecendo até 19% da eletricidade global, afirmou relatório de uma associação comercial e do Greenpeace na terça-feira (21). Segundo o documento, a capacidade instalada de energia originada pelos ventos totalizou 318 GW em todo mundo no final do ano passado e gerou cerca de 3% da eletricidade global. Esta capacidade deve aumentar em outros 45 GW, para um total de 363 GW, neste ano.


Lixões

A Câmara dos Deputados aprovou na terça-feira (14) a ampliação em quatro anos do prazo para que as prefeituras acabem com os lixões e os substituam por aterros sanitários.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia