Acompanhe nas redes sociais:

24 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 789 / 2014

24/09/2014 - 14:35:00

Resultado de pesquisa do TNH1 levanta suspeita de fraude

Números destoam das demais sondagens realizadas em Alagoas

da Redação

O Sistema Pajuçara de Comunicação, através de seu portal TNH1, divulgou nesta quinta-feira (18/09) uma nova pesquisa em parceria com o Ipesp sobre as intenções de voto para o governo de Alagoas. Chama a atenção os números que destoaram das demais pesquisas realizadas até então no estado. 

Vale ressaltar que o Sistema tinha uma parceria de anos com o instituto Exatta, principal concorrente do Ipespe, e sem maiores explicações cancelou a sociedade por motivos que levam a pensar que os levantamentos feitos pela Exatta não satisfizeram os interessados, lembrando que um dos coordenadores da campanha de um dos candidatos ao governo é acionista da TV Pajuçara, que faz parte do sistema de comunicação. 

Os números da pesquisa do TNH1 mostram uma diferença de 9 pontos percentuais entre o primeiro colocado, Renan Filho (PMDB) que aparece com 36% das intenções de voto, contra 27% do segundo lugar, Benedito de Lira (PP). Dados estes totalmente diferente das últimas pesquisas divulgadas no Estado, onde o Ibope apresentou o peemedebista com 43 % e o pepista com 26%.

E a pesquisa Vozes mostrou Renan Filho com 40% e Biu de Lira com 24%. A margem de erro é de 2,4% para mais ou para menos, o que, ainda assim, reflete uma distorção com relação aos números apontados pelo Ibope e Vozes. 

O EXTRA entrou em contato com o Ipespe para saber qual a metodologia usada e que talvez possa explicar a diferença. A resposta foi dada pela pessoa de Bernardete, que responde pelo setor administrativo. “Não podemos nos posicionar sobre nada, pois só fomos contratados, quem deve responder é a Pajuçara Editora e Notícias que nos contratou”. 

O Ipespe, instituto contratado pelo TNH1/Pajuçara/Biu, teve duas pesquisas suspensas por ordem do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba; uma há poucos dias e outra no mês passado. Na eleição para prefeito, em 2012, o Ipespe errou tão feio no Pará que teve de se retratar publicamente.

A reportagem também procurou a Abep (Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa) para saber se o instituto Ipespe é filiado à entidade. Respondendo pela empresa, a Tamer Consultoria de Comunicação informou que não existe registro de filiação do instituto de Pernambuco e ainda alegou que um instituto ao ser filiado à Abep,  destaca-se como empresa que segue padrões internacionais de qualidade, cumpridora das normas Esomar e da Auto Regulamentação da Abep.  

Só pra lembrar: Givago Tenório, um dos donos da Pajuçara é suplente de Biu no Senado, e tem total interesse na vitória do candidato para que possa assumir o mandato de senador em Brasília. Tucano, o prefeito Rui Palmeira, que aparece na TV pedindo voto para Biu, também é sócio do grupo Pajuçara.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia