Acompanhe nas redes sociais:

19 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 789 / 2014

24/09/2014 - 07:42:00

POR DENTRO DO ESPORTE

João de deus [email protected]

Em reta final

A Série C, a partir desta semana fica a três rodadas do término. São jogos decisivos para CRB e ASA, , que miram a classificação para Série B de 2015. O Galo tem melhor aproveitamento, pois há tempo joga dentro do G-4 e dará passo importante contra o Águia de Marabá neste fim de semana no Rei Pelé.

Série B

Este 2º turno da Série B começa a entrar na área de pânico pela ameaça de não classificação para a série A e, no paralelo, ameaça do rebaixamento para a C. 


Espelho

Clebinho (CRB) entrou no 2º tempo contra o Fortaleza, líder do Grupo A da Série C, marcou o  terceiro gol do Galo na vitória por 3x0 e foi elogiado por Ademir Fonseca. O time cearense não venceu o alvirrubro alagoano este ano. Em Fortaleza, primeiro turno deu empate e no Rei Pelé, o Galo tirou a invencibilidade dos cearenses, líder da tabela..


E mais de torcedor

Torcedores acham que o futebol brasileiro  está bem servido de técnicos. Sustenta a observação na Série A, principalmente, com jogos de excelente nível técnico-tático.Entre exemplos que citam estão Luxemburgo, Felipão e Mano Menezes, que já passaram pela seleção brasileira.

 
Jogo de 6 pontos

A nova rodada da Série C, neste fim de semana, é para o CRB fazer o dever de casa, daí a expectativa é de Trapichão cheio. Finda essa rodada, o Galo vai ter como adversários nos confrontos finais o Águia e o Salgueiro. E lembrando: o Galo é terceiro no G-4.

Impedimento 

Impedimento é, em alguns casos, duvidoso de marcar e às vezes difícil de tirar dúvida até pelo replay na televisão, bola lançada em jogada de contra-ataque principalmente. Ponto de vista é de  Alfredo Santos, torcedor do Galo.Defende intervenção da arbitragem que não deixe dúvida.


Segunda divisão

A segunda Divisão,  do futebol alagoano, abriu o campeonato no último sábado com dois jogos, um deles de agradável a escalação de Aloísio Chulapa no Sport Independente de Atalaia, clube fundado por ele e que venceu o Sete de Setembro (1 x0). Chulapa reafirma que se aposenta em dezembro.


Insistência

O CRB tem nesta temporada da Série C uma das defesas mais vulneráveis. O torcedor conta nos dedos os jogos em que o adversário não tenha balançado as redes do Galo. Que o diga o mais recente, no Rei Pelé, de placar (1x1) a falha da defesa exibida na TV Gazeta.

Formação da base

Dunga prega a necessidade de ter uma base na seleção brasileira. Acha necessário ter uma estrutura para fortalecer a sequência do trabalho recém iniciado. Diz: “Não se pode mudar tanto após uma Copa do Mundo. Tem que dar segurança para os jogadores se sentirem à vontade na seleção”.


Dois jogos

Mário Fernandes, após recusar uma convocação de Mano Menezes para a seleção brasileira em 2010, tem segun-da chance com Dunga. Foi incluído para os amistosos de outubro, o primeiro dia 11 contra uma seleção também sul-americana. No segundo, dia 14, pega o Japão. Dunga chamou a base que jogou os amistosos nos Estados Unidos.

De Felipe Scolari

“O que tem o Grêmio de positivo? O espírito de luta na vontade de vencer”. Declaração de Luís Felipe Scolari reforçada por torcedores. A opinião deles:“São situações em que sentimos aquele friozinho na  barriga a cada jogo e haja emoções”. O Grêmio é forte  candidato ao título.

Faixa etária 

Além de ser paranaense, o Atlético-PR tem também plantel  com jogadores na faixa etária mais jovem da Série A. Além disto, o clube paranaense, como o gaúcho, recupera espaço na tabela de futebol evoluindo à proporção que os jogos vão avançando. Opinião é de torcedores na mídia gaúcha.

E o Cruzeiro?

O Cruzeiro, bicampeão mineiro, campeão da Libertadores e no momento ocupando o topo da Série A, espelha organização, um plantel montado em 2013 e valoriza garotos que são destaques nas bases. Um time que dá gosto ver jogar, comentou Oswaldo Leite, que assiste jogos pela TV.


Desgaste 

De Cristovam Borges, técnico do Fluminense, clube também com futebol em evolução nos jogos do Brasileiro: “A gente sente e vem sofrendo bastante pelo desgaste dos jogadores. É problema que se agrava dependendo de quem seja o adversário”.


Calor

Joel Santana, recém-assumido técnico do Vasco, não coaduna com argumento de que o calor prejudica rendimento de jogadores. Dele, textualmente: “É quente para os dois lados”. Comentário foi no jogo do domingo em Manaus (AM), à noite, mas numa temperatura de 31 graus.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia