Acompanhe nas redes sociais:

22 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 787 / 2014

10/09/2014 - 08:27:00

S.O.S ALAGOAS

Cunha Pinto

Contagem regressiva
Diante as eleições já no próximo mês, dia 5, em primeiro turno, candidatos percorrem o Estado na caça ao voto. É uma corrida contra o tempo e pregação de compromissos com itens que o cidadão mais anseia por uma vida melhor: saúde, educação, segurança e emprego. 

Guia Eleitoral

O guia eleitoral passa alheio em Maceió. Candidatos parecem temerosos de estar no corpo a corpo com o eleitor. Estratégia de campanha para eles, é um risco confiar só no guia eleitoral (TV e rádio), enquanto a panfletagem emporcalha ruas e não tem mensagem cívica para levar ao cidadão. 


Olha ela aí!

A inflação no Brasil a cada mês bate pico indesejável. Observação tem base no endividamento elevado e  queda se acentuando, a cada mês, no poder aquisitivo do trabalhador. A  surpresa mais recente? O reajuste na tarifa da energia, média de 30%, e vem aí o dos combustíveis. 


Melhor opção

Economistas não recomendam a poupança como investimento interessante para pequenos poupadores. Analisam como ideal para o momento aplicar no curto prazo, uma vez que não tem “incidência de imposto de renda”, Mas quem tem hoje dinheiro disponível para investir?

   
Feira livre

Na sexta-feira da semana passada (29) o maceioense foi surpreendido com uma feira no calçadão. Teve tudo em frutas, verduras e ausência de fiscais e policiamento militar. Mais: uma camioneta, placa do interior, cor cinza, adesivo de um candidato e sacos de frutas, verduras hortaliças... 


Caminhada

Rui Palmeira (PSDB) é pré-candidato ao governo de Alagoas em 2018. Mas para pavimentar o caminho tentará a reeleição na Prefeitura de Maceió em 2016. Do projeto só uma dúvida: vai ter na nova campanha apoio dos antigos escudeiros do pai? Quais estão na assessoria dele? 

Rejeição

“Fora Dillma... e leva o PT com você”. Adesivo com a frase é raro em veículos circulando em Maceió, mas é forte no comentário. Mas para petistas é “provocação de tucanos saudosistas dos tempos da burguesia.”   

Frieza

Candidatos em Maceió se movimentam, mas de maneira modesta. Observação é de jornalistas da área política e analisando o desabafo da frustração de filiados ao PSDB  reconhecendo haver um alheamento de Teotonio Vilela com a campanha e que definem como “tão frio quanto gelo.”


Cadê a lei?

Na Ponta da Terra é rotina automóveis, caminhões e motos estacionados irregularmente, estilo “tudo posso” e agora dificultando até passagem em cruzamentos de rua com a Domingos Lordslen, a mais movimentada do bairro. Comentário frequente é de que ausência da SMTT tem dedo de vereador.


Tempo ao tempo

“É cedo polarizar”. Frase é de candidato a deputado estadual, com domicílio eleitoral em Maceió, mas que não leva na campanha a convicção de ganhar mandato. A proposta tem a ver com  marcar presença para em 2016 tentar mandato de vereador. 

Dúvida

Eleitores até recentemente ainda indecisos, começam a dar a-tenção às conversas com pauta nas eleições majoritárias. Entre a maioria ainda é observada dúvida nas presidenciais sobre as chances de Aécio Neves decolar. Dilma e Marina estão à frente nas pesquisas de intenção de voto.

Polariza

Pode surpreender, mas a eleição para o Senado, com  só uma cadeira disponível, motiva uma polarização entre Fernando Collor e a vereadora Heloísa Helena. Ele tentando a reeleição e ela  o retorno para Brasília, onde foi senadora. Os demais, são “marujos de primeira viagem.”


Vale tudo

É do marketing de Benedito de Lira popularizar o nome na campanha ao governo pelo apelido de “Biu.” No começo até pareceu estranho, mas na proporção que foi repetido pegou a ponto de a assessoria de marketing dele insistir no Biu até no guia eleitoral.


Frieza

A menos de um mês das eleições, um número grande de eleitores ainda se mantém alheio sobre em quem votar. Mas confirmam presença nas urnas, a despeito do falatório de aversão às propostas de candidatos. Intenção é evitar pagar multa por ausência e encarar outras imposições da lei. 


Vale lembrar

A contagem regressiva das eleições, dia 5 de outubro, merece repetir texto da revista IstoÉ, edição de 7 de maio último. Diz: “Estudo inédito revela que o brasileiro está desencantado com o País e o vê como um lugar de-sonesto, violento e pouco ideal para se viver.”

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia