Acompanhe nas redes sociais:

19 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 786 / 2014

03/09/2014 - 09:51:00

Lira critica secretaria que teve sua indicação no governo Vilela

No guia eleitoral, candidato do PP também ataca pasta comandada por seu companheiro de chapa

Carlos Victor Costa [email protected]

Pelo visto a estratégia da equipe de marketing do candidato ao governo pelo PP, Benedito de Lira, está totalmente atrapalhada.  Na semana passada teve início o guia eleitoral e em seu segundo programa o senador pepista desferiu diversas criticas à Saúde de Alagoas.

 Mas o que de fato chamou a atenção, é que ao atacar a pasta, ele esqueceu que quem a comandou por muito tempo foi o seu candidato a vice, o usineiro e agrônomo Alexandre Toledo. Este, ao deixar o comando da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) ainda indicou para assumir seu lugar o atual gestor, Jorge Villas Boas.

No programa, a equipe que era comandada pelo ex-secretário de Comunicação de Teotonio Vilela Filho, o publicitário Rui França, critica a superlotação do Hospital Geral do Estado. Em seu discurso, Biu diz que se eleito vai desafogar o HGE com a construção de hospitais no interior, o que não foi realizado durante os quase oitos anos de governo Vilela. E isto a despeito de ter sido seu atual companheiro de chapa o secretário de Saúde.


EDUCAÇÃO

Já no programa da segunda-feira (25), a equipe de Benedito de Lira recrimina o caos na Educação. Destacando a falta de estrutura nas escolas, assinala que o estado precisa de mais professores capacitados, sendo que novamente o marqueteiro se equivocou, pois, até maio último, a pasta no governo de Vilela foi comandada por pessoas indicadas pelo pepista. Desde 2007, quando assumiu o governo do Estado,  Teotonio Vilela nomeou sete gestores para a Educação de Alagoas. Todos eles baseados em alianças eleitorais ou por consequência de rompimentos políticos.

As indicações de Biu começaram em 2010, quandoTeotonio concedeu ao PP o direito de fazer indicações e Benedito sugeriu o nome do advogado eleitoral de Vilela, Adriano Soares, que assumiu o comando da pasta em 2011. Com a saída de Adriano Soares, devido a escândalos, Biu indicou Josicleide Moura que assumiu a secretaria interinamente e foi efetivada em setembro de 2013. Depois de romper aliança política com o senador, em maio deste ano, o governador retirou das mãos do PP o comando da Educação, e exonerou Josicleide Moura. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia