Acompanhe nas redes sociais:

20 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 786 / 2014

03/09/2014 - 09:36:00

Unimed volta a ter planos suspensos pela ANS

Maior operadora do estado em número de usuários também é devedora do SUS

Vera Alves [email protected]

Três meses após ter sete planos de saúde suspensos pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) a Unimed Maceió – Cooperativa de Trabalho Médico volta a figurar na lista das operadoras punidas com a proibição de comercialização de planos.

Desta vez, a proibição atinge quatro planos, o Univida Especial Plus, o Plano Estadual Especial Ambulatório+ Hospital+Obstetrícia, o Estadual Especial Plus Coletivo Empresarial-Coparticipação e o Plano Estadual Básico Ambulatório+Hospital+Obstetrícia. Todos estão com as vendas suspensas desde o último dia 16.

A suspensão dos planos foi anunciada pela ANS no último dia 14, dentro do 10º ciclo de Monitoramento e Garantia de Atendimento e atinge um total de 123 planos de 28 operadoras, sendo 22 delas reincidentes, ou seja, já haviam tido planos suspensos em outros ciclos de monitoramento da agência reguladora. Este é o caso da Unimed Maceió que no 9º ciclo de monitoramento teve sete planos suspensos e cuja comercialização foi parcialmente reativada.

Questionada desde o último dia 18 sobre as punições da ANS, a Unimed Maceió preferiu, mais uma vez, ignorar por completo as solicitações de explicação e defesa feitas pelo EXTRA, tal como o fizera em maio, quando foi procurada pelo semanário para se posicionar acerca da suspensão de sete planos.

Visto por oito pessoas, o email enviado pelo jornal chegou a ser acessado por um usuário/dirigente em Belo Horizonte, mas não teve resposta.Anunciada um dia após o acidente que matou o presidenciável Eduardo Campos e outras seis pessoas, a suspensão dos 123 planos de saúde pode ter seus detalhes conferidos por qualquer pessoa no endereço eletrônico http://www.ans.gov.br/planos-de-saude-e-operadoras/contratacao-e-troca-de-plano/1748-planos-suspensos.


ENTENDA AS SUPENSÕES

A ANS faz o Monitoramento da Garantia de Atendimento como forma de acompanhar e avaliar a garantia de atendimento aos consumidores de planos privados de assistência à saúde, em conformidade com as regras contidas na RN259/2011. Este monitoramento junto às operadoras de planos de saúde é permanente e contínuo e a divulgação dos dados apurados é feita pela ANS a cada três meses.

A suspensão da comercialização dos planos mais reclamados ocorre pelo descumprimento reiterado por parte das operadoras dos prazos máximos para realização de consultas, exames e cirurgias e por negativa de cobertura assistencial aos beneficiários de planos de assistência médica e odontológica.Datada do dia 17 de junho de 2011, a Resolução Normativa 259 da Agência Nacional de Saúde Suplementar dispõe sobre a garantia de atendimento dos beneficiários de plano privado de assistência à saúde.

Junto com a Lei nº 9.656, de 3 de junho de 1998, alterada pela Lei nº 13.003, de 24 de junho último, a RN 259 é a principal reguladora do funcionamento das operadoras de saúde privadas no país.De acordo com a ANS, o 10º ciclo de monitoramento reuniu reclamações recebidas de 19 de março a 18 de junho deste ano nos canais de relacionamento da agência reguladora.

Foram 13.009 reclamações, sendo que a todas foi aplicada a mediação de conflitos entre consumidoras e operadoras. “O objetivo é a resolução das reclamações de origem assistencial em até cinco dias úteis pelas operadoras”, informa o site da ANS, destacando ser fundamental que os consumidores relatem à própria agência as dificuldades que não tiverem sido solucionadas.Junto com a suspensão dos planos, a ANS anunciou no último dia 14 a reativação total ou parcial de planos que haviam sido suspensos no ciclo anterior.

No caso da Unimed Maceió a reativação foi parcial para os seguintes planos: Estadual Básico Plus Coletivo por Adesão, Plano Estadual Especial Ambulatório+Hospital+ Obstetrícia Coparticipação, Univida Especial Coletivo Empresarial, Referência - Coletivo Empresarial, Estadual Básico Plus Coletivo Empresarial, Univida Básico Plus I e Univida Especial Coletivo por Adesão.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia