Acompanhe nas redes sociais:

19 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 786 / 2014

03/09/2014 - 09:16:00

Menino tinhoso

Alari Romariz Torres Aposentada da Assembleia Legislativa.

Existe um tipo de criança que resiste a castigos e sermões. Ela sempre faz arte, finge que não fez e insiste deliberadamente em novos erros.     Já no adulto é mais grave. Por mais que o MP e a Justiça insistam em corrigir, a criatura não entende e volta a cometer atos ilegais.     Um exemplo vivo de tudo isso é o presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas, o Fernando Toledo.

Desde que se elegeu deputado é o presidente da Casa. E o pior: as eleições são antecipadas. Um ou dois anos antes de findar o prazo em que a Mesa, sob sua direção, deveria convocar novas eleições, já antecipa o pleito, negocia com os pares e há mais de 6 anos não deixa de ser presidente. Para tamanha irreverência conta com o apoio de técnicos e advogados.   

 A imprensa diz que o Grupo Toledo está em crise, mas o nosso artista vive os melhores dias de sua vida política, graças ao cargo que exerce no Legislativo.     

No ano passado resolveu ser conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. Preparou o terreno, negociou, mas surgiu um problema: procuradores do TC provaram que o cargo era deles, segundo as leis vigentes. Mas, o moço não desistiu: entrou na Justiça, com advogados supostamente pagos pela ALE, perdeu no Tribunal de Justiça de Alagoas. Recorreu ao STF e semana passada, ganhou a causa.     

Dizem as más línguas que o Toledo já tem um acordo com o Téo para ser indicado conselheiro do TC-AL. Aí, vem outra novela caríssima: os pares devem elegê-lo no plenário da Assembleia para virar alto membro do nosso Tribunal de Contas, onde irá fiscalizar as contas dos municípios de Alagoas.   

 E por falar em contas, a Mesa dirigida pelo citado moço está sendo investigada pelo Ministério Público, acusada do desvio de milhões das contas da ALE e outras peripécias envolvendo salários de 900 comissionados do Legislativo. De acordo com as denúncias, os valores recebidos pelos servidores são divididos com os parlamentares.   

 Em 2012, a Caixa Econômica renovou antecipadamente o contrato com a ALE, cujo objeto é o duodécimo ser depositado naquele banco. Com isso, pagou ao Legislativo cerca de R$ 4 milhões e retirou uma multa pela antecipação. Pois bem, o saldo de R$ 2 milhões e tanto foi dividido entre cabos eleitorais nas eleições de prefeitos e vereadores. As listas com os nomes dos agraciados foram distribuídas nos corredores da ALE. O MP já chamou vários deles para serem ouvidos.     

Por conta de tantas denúncias, a Mesa Diretora do Toledo foi afastada pela Justiça durante 90 dias e os computadores da Casa devidamente apreendidos. Pensam que o menino ficou quieto? Mesmo afastado, atrapalhou as negociações da Mesa interina e o governador só repassou os “adiantamentos” depois que os afastados voltaram.     

Há vários anos o duodécimo do Legislativo só chega até novembro. O décimo terceiro salário que é recebido mês a mês, desaparece. E todo ano só recebemos o salário de dezembro no ano seguinte através de adiantamento do Executivo.   

 Aí fico pensando: como um homem que pratica tantas irregularidades, que abala a vida dos servidores do Legislativo, persegue os inativos, não repassa os salários dos pensionistas do AL Previdência, paga a comissionados, seus parentes, fora do Estado e fora do país, pode ser premiado com um cargo vitalício no Tribunal de Contas de Alagoas?   

 Será que o Ministério Público vai deixar passar tal aberração com tantas provas acumuladas nos processos que lá tramitam?   

 Para ser conselheiro é necessário o Nada Consta? E o presidente da Assembleia vai conseguir? O TJ vai se omitir num caso assustador desse tipo?     

Pois bem leitores amigos, desculpem a insistência, mas não devem cair no esquecimento as artes que o menino tinhoso da Assembleia vem praticando. Como eu, também, sou menina tinhosa, peço às autoridades alagoanas: reajam, por favor!

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia