Acompanhe nas redes sociais:

18 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 783 / 2014

13/08/2014 - 10:49:00

PEDRO OLIVEIRA

A grandeza de ser policial Em confronto com a violência

Esta semana conversava com um grupo de policiais e certamente a pauta era a violência assustadora que a cada dia cresce no país. Ouvi relatos que me impressionaram, muitos deles fora do foco da mídia e da sociedade. Me assustei quando um desses policiais me disse: “ Evito sair à noite quando  não estou de serviço e vivo em permanente tensão quando meus filhos estão fora de casa. São jovens e não podem ficar em casa trancados, mas por mim ficariam”.

Um outro dizia:” Sempre que estou em missão peço a Deus para não morrer, mas também para não ser forçado a matar, pois ai terei “minha morte profissional” , mesmo agindo em defesa da sociedade. Qualquer policial que se veja em uma situação dessas é perseguido sem dó nem piedade por esse pessoal dos “Direitos Humanos” , que só defendem bandidos e criminosos”. 

Vejo preocupado muita inquietação nas tropas militares e nas delegacias de Policia Civil. É possível a qualquer momento um movimento desses policiais não por aumento de salário ou condições de trabalho, mas apenas pelo direito de viver. A situação é de muita gravidade.Ainda recentemente em uma cidade de São Paulo um capitão da Policia foi punido pelo governo, mesmo antes de qualquer julgamento, por ter evitado um assalto atirando em um bandido durante o ato criminoso.

O militar tomou uma atitude para a qual foi preparado, não exorbitou do uso da força, mas já foi punido por antecipação e vai ficar seis meses afastado de suas atividades.  A ação foi gravada por uma câmera. O assaltante aponta uma arma para a vitima  que lhe entrega uma moto, o policial sai de um carro aponta a arma para o criminoso e dá voz de prisão.

Este reagiu colocando a mão na cintura onde estava a arma e é alvejado por dois tiros. O bandido foi atendido em um Pronto-Socorro e já está em liberdade. O policial foi sumariamente punido e vai responder um processo que poderá lhe custar o emprego e o sustento da família.

Os bandidos fizeram festa e quem sabe até convidaram os “amigos” dos Direitos Humanos para a comemoração.Os governos precisam dar mais apoio aos policiais militares e civis, os comandos precisam estar mais ao lado de seus agentes lhes dando condições, capacitação e acima de tudo valorização.

A sociedade precisa entender mais a função policial e valorizar esses heróis que todos os dias arriscam suas vidas  para preservar as nossas. E os “festivos” integrantes de movimento e direitos humanos ter mais responsabilidade e se não ajudam, pelo menos não atrapalhem.

Heloisa crescendo

Sem dinheiro, em palanques de ouro, sem tempo no rádio e na televisão a candidatura de Heloisa Helena ao Senado começa a assustar seus adversários. Tem sido impressionante as adesões espontâneas e de peso que tem chegado ao colo da brava guerreira alagoana. Prefeitos, magistrados, membros do Ministério Público, igrejas de todos os segmentos e principalmente uma enxurrada de lideranças comunitárias e sociais.

Esta semana ganhou um aliado de peso: o jovem deputado João Henrique Caldas. Surpreendeu a todos ao ocupar a tribuna da Assembleia e disparar: “Eu comuniquei a Heloísa que vou votar nela e ajudá-la na campanha, sem que isso signifique nada em troca. Acho que Alagoas precisa de alguém em Brasília com o seu perfil, corajoso e independente”. A vitória de 98 pode se repetir.

Luciano Barbosa

Sem qualquer sombra de dúvidas o melhor candidato  a vice-governador entre os que se apresentam nestas eleições o nome de Luciano Barbosa ganha disparado dos adversários. Renan Filho soube escolher o seu companheiro de chapa. Barbosa é reconhecidamente preparado, é considerado o melhor prefeito da história de Arapiraca, trânsito aberto na escala federal e o principal: tem votos para somar. Fez sua sucessora prefeita e mesmo diante do desgaste  que vem passando a administração nada interferiu em seu consagrado prestigio político. É um vice que ajuda.


Não é pra concorrer

“Se tiver candidato a governador vai ser só um candidato para dizer que tem”. Estas foram as palavras do antes candidato a vice-governador na chapa do tucano Eduardo Tavares, que também desistiu de concorrer. Na enrascada em que se meteu o PSDB cumpriu a previsão do deputado Gilvan Barros. Não fosse assim teria escolhido um nome melhor e os possui em quantidade e qualidade. Sobrou para um vereador obscuro do interior, sem nenhuma densidade eleitoral e sem o preparo para o exercício do cargo. É simplesmente “um cara bonzinho” e está muito longe de ir além do que já foi. Criou-se um palanque para Aécio Neves com uma chapa proporcional forte, mas a majoritária é de dar pena. “Só pra dizer que tem”, como diz o experiente deputado Gilvan Barros.

A PALAVRA DOS CANDIDATOSBENEDITO DE LIRA

Benedito de Lira promete incentivar atividade pesqueiraSe for eleito governador de Alagoas, Benedito de Lira dará prioridade à atividade pesqueira.Nosso estado possui uma linha costeira contínua que é composta de mangues, restingas, estuários, recifes, baias e brejos, ecossistemas perfeitamente adequados à produção de pescado.  Ações políticas e legislativas precisam ser adotadas para fomentar a produção de proteínas a baixo custo e o candidato de Benedito de Lira se compromete a implementar medidas de incentivo aos  produtores que desejarem desenvolver projetos com  incentivos fiscais na forma da lei.São políticas públicas que vão contribuir para a redução dos custos e para a geração de emprego e renda.


RENAN FILHO

“Caro Pedro: Durante sabatina nas rádios CBN e Correio, realizada nesta semana, abordei a questão do aumento do número do efetivo policial, questão de primeira necessidade para a segurança pública alagoana. Proponho que, mesmo observada todas as questões da Lei de Responsabilidade Fiscal, o Estado passe a investir no aumento dos quadros policiais de forma proporcional ao aumento da arrecadação. Outro ponto essencial é transformar a capacidade de gestão governamental em todas as áreas, evitando, por exemplo, o desmando que acometeu a educação pública nos últimos anos. O que fizeram com a Secretaria de Educação foi um crime. Lá as coisas simplesmente não acontecem: os anos letivos não acabam no mesmo ano, o estudante não foi levado em consideração, os professores foram desvalorizados. Vamos mudar isso, mudando radicalmente a gestão dessa área fundamental, e repito: Precisamos, acima de tudo, revolucionarizar a qualidade do ensino para o aluno dentro da sala de aula, melhorando o ensino médio, incentivando o ensino profissionalizante, valorizando o professor, criando novas carreiras e fazendo da escola o principal prédio público da estrutura de governo”.


CALENDÁRIO ELEITORAL- ELEIÇÕES 2014

AGOSTO - SÁBADO, 9/8Último dia para os partidos políticos reclamarem da designação da localização das Mesas Receptoras para o primeiro e eventual segundo turnos de votação, observado o prazo de 3 dias, contados da publicação.

AGOSTO - SEGUNDA-FEIRA, 11/8Último dia para os partidos políticos reclamarem da nomeação dos membros das Mesas Receptoras, observado o prazo de 5 dias, contados da nomeação (Lei nº 9.504/97, art. 63, caput).Último dia para os membros das Mesas Receptoras recusarem a nomeação, observado o prazo de 5 dias da nomeação .

AGOSTO - TERÇA-FEIRA, 12/8Último dia para os Tribunais Eleitorais realizarem sorteio para a escolha da ordem de veiculação da propaganda de cada partido político ou coligação no primeiro dia do horário eleitoral gratuito 

AGOSTO - QUARTA-FEIRA, 13/8Último dia para o Juízo Eleitoral decidir sobre as recusas e reclamações contra a nomeação dos membros das Mesas Receptoras, observado o prazo de 48 horas da respectiva apresentação.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia