Acompanhe nas redes sociais:

23 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 782 / 2014

05/08/2014 - 19:57:00

SURURU

A nave furada do ET

DA REDAÇÃO

Um dia após abandonar a candidatura ao governo, o procurador de justiça Eduardo Tavares Mendes postou no facebook da filha um desabafo sobre seu fracassado projeto político.

 ET lamenta que sua candidatura nunca foi vista com bons olhos pelo PSDB, por caciques do partido, prefeitos e amigos do governado, citando nominalmente o advogado Geminiano Jurema, convidado por Vilela para comandar o barco tucano, à deriva. No texto, ele reclama: “Um tal de Jeremias Jurema me via como uma ‘mera invenção de um governador que de vez em quando se dava ao luxo de cometer loucuras e que tem uma grande estrela’, dizia ele.

Enfim, eu e meus amigos ingressamos em um projeto bem iniciado, mas muito mal conduzido pelo querido governador Teotônio Vilela, numa barca furada e afundando”.

ET se despede dos amigos do infortúnio: “Tirarei férias e, em seguida, voltarei ao meu Ministério Público, de onde nunca devia ter saído. Estarei sempre ao lado do Sérgio Jucá, verdadeiro amigo, e, para mim o maior homem público de Alagoas”. Por tudo isso a nave do ET não decolou!

Herança tucana

Dados do Sindifisco revelam que a dívida pública de Alagoas saltou de R$ 5,7 bilhões para R$ 8,4 bilhões no governo de Téo Vilela. Só de juros dessa dívida o Estado paga R$ 55 milhões/mês. E ainda falta computar os empréstimos milionários feitos pelo governo tucano junto ao Banco Mundial. Com isso, o estoque da dívida deve ultrapassar o do governo Ronaldo Lessa, até então elevado ao panteão da irresponsabilidade como gestor público.  


“Navegar é preciso.. 

“É muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfos e glórias, mesmo expondo-se à derrota, do que formar fila com os pobres de espírito que nem gozam muito nem sofrem muito, porque vivem nessa penumbra cinzenta que não conhece vitória nem derrota”. Theodore Roosevelt


Troca-troca 

Está praticamente acertado que no segundo semestre a presidente Dilma Rousseff virá a Alagoas para reforçar o palanque de Renan Filho. em troca Renan Calheiros será seu cabo eleitoral da campanha no Nordeste, com o objetivo da reeleição da presidente. 

Doutor Richard Manso

O advogado Richard Cavalcanti Manso está comemorando a aprovação de sua tese de doutorado pela Universidad del Museo Social Argentino. A tese, Dignidade da Pessoa Humana no Sistema Econômico Mundial, foi aprovada com louvor. Agora, o homem é doutor!

Tô fora!

Desiludido com o mercado persa em que se transofmrou a eleição em Alagoas, o ex-vereador Aderval Viana desfiliou-se do Psol e já pensa em pendurar as chuteiras. “Só voltarei à política partidária depois de uma reforma política séria”, diz Viana, em tom de despedida.


Amor e ódio 

O goverrnador Téo Vilela só pensa naquilo. Segundo assessores que ainda restam ao seu redor, Vilela passa 24 horas articulando esquemas para derrotar Fernando Collor nas urnas. Sem maiores alternativas viáveis, Téo insiste em lançar  a musa Thereza Collor para disputar o Sernado cotra o ex-cunhado famoso. Nem Freud explica esse caso de amor e ódio pelo adverrsário político. 

Violência de gênero

Nos dias 7 e 8 deste mês acontece o I Seminário Alagoano de Enfrentamento à Violência de Gênero. Evento promovido pelo Tribunal de Justiça, Ministério Público Estadual, Defensoria Pública Estadual e Secretaria de Estado da Mulher para marcar a passagem dos oito anos de vigência da Lei Maria da Penha. As mesas redondas e debates acontecerão no auditório da Escola Superior da Magistratura de Alagoas (Esmal). 

Massacre de Gaza

 “Desde 1948 Israel, EUA e Europa impedem a criação do Estado Palestino e os expulsam de sua pátria para viverem aos milhões em acampamentos. Desesperados, os palestinos lançam foguetes contra Israel. E morrem à toa”. (Sebastião Nery, Gazeta de Alagoas, sobre o massacre de Gaza). 


Israel é aberração; os judeus, não”
“Inexiste solução para a crise do Oriente Médio que não inclua o fim do Estado de Israel. A afirmação é comprovada pela própria história. Desde que foi criado, Israel  tem sido protagonista de algumas das maiores atrocidades de que se tem notícia. Não por acaso. Ele está lá para isso”. (Ricardo Melo, Folha de S. Paulo, sobre a matança de palestinos). 


“Israel tem o direito de existir, sim”

“O artigo de Ricardo Melo tem um título que busca diferenciar Israel dos judeus, (“Israel é aberração; os judeus, não”), mas seu conteúdo deslegitima a existência de um lar nacional para um povo perseguido por milênios e que foi vítima da maior perversidade da qual se tem notícia na história humana”. (José Antônio de Lima - revista Carta Capital). 


Lei da bolha

 “Israelenses e palestinos estão presos no que parece cada vez mais com uma bolha hermeticamente fechada. Ao longo dos anos, dentro dessa bolha, cada lado tem justificativas sofisticadas para todos os atos que comete. Neste bolha cruel e desesperada, ambos os lados estão certos. Ambos obedecem à lei da bolha - a lei da violência e da guerra, vingança e ódio”.  (David Grossman - The New York Times). 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia