Acompanhe nas redes sociais:

21 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 780 / 2014

23/07/2014 - 10:48:00

Candidatos apostam em nomes pitorescos ou ligados à profissão para se elegerem

Tetelpontocom (PHS), Fonho (PRB), Jhôw O Super Homem (PRB), Peito de Pombo (PSDC), Boca Rica (PT) e Ureia-Lá (PRTB) são alguns dos nomes jocosos dessa eleição

Carlos Victor Costa [email protected]

A abertura do período eleitoral traz aos eleitores o conhecimento de candidatos que nem sempre adotam o nome real como o de campanha e algumas vezes escolhem nomes inusitados, ou fazem questão de ligar sua profissão com a do nome de candidato. Em Alagoas não é diferente e 58 pessoas estarão concorrendo com nomes jocosos ou ligados à sua atividade profissional. A propaganda política gratuita não agrada todos os eleitores, mas é motivo de diversão para muita gente, que dá muitas risadas, principalmente com o nome de certos candidatos.

Nesta eleição não será diferente e a urna estará recheada de nomes bastante curiosos.Segundo consta no DivulgaCand do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 18 candidatos estarão apostando as fichas nessa estratégia para conseguirem entrar na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE) e na Câmara Federal em Brasília.

Para as 27 vagas da Casa de Tavares Bastos estão concorrendo Cidoca (Alcides Andrade) do PSD; Jarrão (Antonio Carlos de Moraes Neto), Fonho (Jailson Vicente da Silva), Jhôw O Super Homem (Josenildo Tenório da Silva), ambos do PRB; Tetelpontocom (Denivaldo Simões Gaudêncio) e Porquinho (João Reinaldo de Sena) do PHS; Tiririka das Alagoas (Genauro Plinio do Nascimento) e Boca Rica (José Sivaldo Barbosa de Souza) do PT; Zebrão (Iranildo Leite da Silva) do PSDB; João Silvio Pontes do PDT que vai se caracterizar do personagem do seriado mexicano Chaves, o Kiko; Bamba (Romualdo Gutemberg da Silva) do Solidariedade; Ureia-Lá (Sergio da Silva Veloso) do PRTB; Lobão (Anivaldo Luiz da Silva) do PSB e Peito de Pombo (Sandro Tavares da Silva) do PSDC. 

Para as nove vagas da Câmara Federal estão na disputa, Shakti Sampaio- A Índia (Cristiane Marques Sampaio) do PT do B; Cida do Povão (Maria Aparecida Germano dos Santos) do PV; Severino do Chapéu (Severino Correia Cavalcante) do PTC e Palhaço Pirulito (Venancio dos Anjos Teles) do PSDB.  


PROFISSÃO NOS NOMES

Alguns candidatos adotaram as profissões no nome de campanha, incluindo nomenclaturas como: guarda municipal, cabelereiro, professor, psicóloga, cantor, taxista e contador, entre outros. Representando o setor de Educação estão disputando as 27 vagas da ALE os professores Abelardo do PROS, Daniel Passos do PPS, Avani do PT, Edvaldo do PC do B, José Gomes do PMDB, Rilson do PHS, Reinaldo Cruz do PSOL e Silvio do PDT.

Para a Câmara l estão concorrendo os professores Paulo Roberto do PSOL e Teodoro do PRB. Os outros candidatos que carregam em seus nomes suas profissões ou ocupações e que estão na disputa pela Câmara Federal e Assembleia Legislativa são Cícera Psicóloga, Dorge do Queijo, Beto Cabelos, Fernandão do Posto de Saúde, Brama do Forro, ambos do PRTB; Chico da Capial e Fátima Cantora do PMDB; Luciana Cantora do PP; Rosinha da Adefal, Toinho da Adefup, Rosinha dos Panfletos, Geo da Tapioca e Kinho do Rodo do PT do B; Amadeu Móveis, Barto Taxista e Gilson da Lotação do PPS; Da Silva do Posto do PV; Cris do Posto, Henrique Empreendedor e Léo da Viração do PHS; Eliane Prefeita, Cantor Irisvaldo Silva e Galega Motorista do PRB; João da Água do PTB; Makxuel da Guarda e Cida do Bolo do PSOL; Galego do Mármore do PTC; Lourdinha Cabelereira do PSDB e Nilton Prestanista do PSB. Outros apostam no endereço, na localização, ou até mesmo o bairro para chamar a atenção.

São os casos de Heloisa Helena do Biu, do PP, que faz referência ao bairro que mora, Benedito Bentes em Maceió, Nando do Jaça do PV que reside no bairro do Jacintinho e Ligia do Pontal, do PSB. 

Religião e doutores

Ainda têm os candidatos que invocando a “boa fé”, tentam atrair o voto dos fiéis de suas congregações. Dos mais conhecidos estão os dois vereadores por Maceió eleitos em 2012, Pastor João Luiz do Democratas e Pastor Marcelo Gouveia  do PRB, que neste pleito irão tentar alcançar voos mais altos com o objetivo de pousar na Assembleia Legislativa.  

Os demais candidatos que tentarão se aproveitar de suas ligações com suas igrejas para conseguirem chegar tanto na ALE como na Câmara Federal são os pastores Eliaquim do PSD, Gabriel Soares do PSDB, Marevaldo do PHS, Luizão do PRB, Barbozinha do PRTB, João do PRB e Mauro do PTC. O que também chama a atenção nessas eleições são os candidatos que, ligados a templos evangélicos, usam o termo “irmão” para conseguirem atrair seus eleitores. É o caso do Irmão Gel do PSDC, Irmão Helio Silva do DEM, Irmão Israel Santos do PSB, Irmão Nael do PHS, Irmão Aremilton do PT do B e Irmã Célia que disputam as 27 vagas da ALE. Para federal há apenas o Irmão Jota Léo do PSC.

 E apostando no respeito  imposto pelo imaginário popular, segundo o qual qualquer pessoa com formação  em Direito, Engenharia e Medicina deve ser tratado por “doutor”, as eleições deste ano têm a concorrência de sete “doutores”. Para deputado estadual, Dr. Noni do PTB; Dr. Cícero Salmom do PT, que é odontólogo; Dr. Sandoval França do PT, advogado  e Dr. Ronaldo Luz do PMDB, médico. Já para Câmara dos Deputados estão na disputa Dr. Edson do DEM, que é médico; Dr. Ubiritan do Solidariedade, advogado; e, Dr. Cosmo Calheiros Pr Cosminho, datilógrafo. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia