Acompanhe nas redes sociais:

15 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 778 / 2014

10/07/2014 - 13:40:00

Téo Vilela diz que proposta de ET é melhor que a de Biu de Lira

Em tom de brincadeira, governador disse amar o candidato do PP, mas acrescentou que ele deveria continuar no Senado e desistir da candidatura

Carlos Victor Costa [email protected]

Ao final de todos os discursos na convenção do PSDB, que ocorreu na última segunda-feira (30), o governador Teotonio Vilela Filho conversou com a reportagem do EXTRA e, questionado sobre a candidatura de Benedito de Lira (PP), se disse bastante animado e que amava o senador Biu, mas que ele não seria um bom governador e que deixasse a vaga para Eduardo Tavares, o ET.“Amo o Biu, mas ele não vai ser um bom governador, ele é um ótimo senador, deveria continuar no Senado e deixar essa chance para o Eduardo”, disse Téo aos risos.

 

Outro fato ironizado pelo governador foi a insinuação de um jornalista, que lhe perguntou se estava na solidão. “Quando entrei, fui parado por um jornalista que me disse: ‘Vocês estão muitos solitários. Cadê os outros partidos? Cadê as dezenas de prefeitos, deputados?” Aí eu respondi que esta é a solidão da virtude. E a solidão da virtude é estar perto do coração das pessoas”, filosofou.  PENSANDO NO TEMPOO governador falou também de uma possível aliança com o PSD de João Lyra, que já participou de duas convenções no Estado, a do Biu e de Renan Filho.

 

Téo não confirmou se o acordo com o usineiro estava fechado, mas deu indícios de que estão conversando, e como se sabe a chapa tucana ainda não tem um candidato a vice e nem ao Senado.De acordo com informações, João Lyra seria convidado para ser o vice de Eduardo Tavares. O pensamento do governadoré o tempo de TV, que passa de 1min30 segundos.No pacote para atrair o PSD estaria também a indicação de uma secretaria de Estado.  Até o momento o PSDB só fechou mesmo com o PRB.

 


AUSÊNCIAS SENTIDAS

 

Não se sabe o motivo, mas a ausência do deputado estadual Joãozinho Pereira, um dos líderes do PSDB na Assembleia Legislativa de Alagoas e do ex-secretário Marco Fireman foram sentidas na convenção.Fireman que até um mês atrás seria o candidato tucano para o Governo, segundo informações dos bastidores da política estaria magoado com o governador Téo Vilela e nem tem aparecido nas reuniões do partido. Algumas especulações em torno de seu nome para uma possível candidatura ao Senado foram feitas, mas nada de concreto. De deputados do partido, estavam presentes apenas Fernando Toledo, Edval Gaia e Gilvan Barros.

 


PRB CONFIRMADO

 

Nas últimas semanas uma possível traição de Galba Novaes foi ventilada na imprensa. O suplente de Senado Euclydes Mello o acusa de se vender ao governo tucano de Alagoas em troca de um cargo na secretaria estadual de Pesca.Presidente do diretório provisório do partido no estado, Galba teria fechado acordo com Téo Vilela para indicar o secretário da Pesca em troca da coligação com o PSDB. Euclydes que anteriormente era do PTB de Fernando Collor de Mello, foi para o PRB atendendo pedido da direção nacional do partido.

 

Ele comandava o partido em Alagoas desde 2008 e recentemente passou a presidência para Galba para ajudá-lo na campanha para a Câmara Federal, já que o mesmo tinha pretensão de se candidatar a deputado federal. Sabendo que Galba não seria mais candidato a federal, Euclydes agora luta para retomar o controle do PRB em Alagoas.A “traição” foi confirmada pelo vereador e agora candidato a deputado estadual pelo partido Marcelo Gouveia, que na convenção anunciou apoio do PRB ao PSDB.

 


PROS COM O CHAPÃO

 

Indagado sobre a vinda do PROS de Givaldo Carimbão para o lado dos tucanos, o governador revelou que antes de chegar a convenção teve sua última conversa com Carimbão, mas que o mesmo confirmou que estava fechado com a Frente de Oposição de Renan Filho do PMDB. “Carimbão me informou que vai coligar com o Renan Filho mesmo”. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia