Acompanhe nas redes sociais:

25 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 775 / 2014

17/06/2014 - 08:50:00

A coragem que precisamos

JA Puppio*

No Brasil já estamos caminhando para trás há muitos anos. 

- Enquanto países como Chile, Colômbia e Uruguai reformularam seu sistema educacional para poder obter um fluxo de pessoas com mais escolaridade, o Brasil continua com o ultrapassado sistema “S”: Sesi, Senai, Sesc, pois todos os cursos do sistema “S” apresentam custos para os alunos, sendo assim uma educação de alto custo para a população. 

- O Brasil necessita de um sistema semelhante ao do Uruguai

- onde a criança entra com 6 anos até os 15 anos em uma escola que tem um período diário de 10 horas e que durante estes nove anos a criança recebe alimentação, vacinações, uniformes completos, cursos técnicos como marceneiro, eletricista, mecânico, etc. - Assim ao sair com 15 anos tem uma profissão.

Todos os professores são reciclados por conta do governo e serão remunerados com salários a níveis internacionais, assim como são remunerados nossos políticos que recebem 200% a mais que os políticos americanos.    

 - O sistema educacional, já não apresenta mais a lógica como antes, há 40 anos atrás, tivemos um sistema que se baseava no sistema educacional americano. Hoje não se baseia em nenhum sistema.

 - Foi um “catado” que os políticos foram mexendo e resultou num total amontoado que não se chega a lugar algum. - Resumo da conclusão, o país está criando um bando de jovens que somente praticam baladas, “Big Brother”, etc. E a violência se não é pela internet é na realidade. 

O país não consegue formar cidadãos decentes, o país não tem professor, pois sua remuneração é 100 vezes mais baixa que o ascensorista do planalto. A conclusão final é que o governo precisa investir em educação


*Jose AntonioPuppio é empresário, diretor presidente da Air Safety e autor do livro “Impossível é o que não se Tentou”

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia