Acompanhe nas redes sociais:

18 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 775 / 2014

17/06/2014 - 08:36:00

MEIO AMBIENTE

Prêmio Destaque Ambiental

O Dia Mundial do Meio Ambiente, 05 de junho, foi comemorado com a entrega do Prêmio Destaque Ambiental. O Instituto do Meio Ambiente (IMA) homenagiou pessoas que se destacaram em atividades pela conservação da biodiversidade existente no estado.  Esse ano o evento completa oito anos e serão entregues cinco prêmios à personalidades que possuem trabalhos voltados para a manutenção de biomas e ecossistemas . Na oitava edição do Prêmio receberam homenagem: Associação dos Guardiões do Rio Ipanema, pela iniciativa popular em se reunir e agir em benefício de um rio; Ivete Vasconcelos Lopes Ferreira, professora da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), pelas pesquisas na área de tratamento de resíduos sólidos e tratamento de água de abastecimento; Cláudia Maranhão, do grupo Maranhão, pela dedicação e trabalho na criação das Reservas Particulares do Patrimônio Natural Garabu e Serra D`Água; Lavínia Silveira de Mendonça, do Ministério Público Estadual, pelo reconhecido trabalho; e Luiz Antônio de Andrade Bezerra, das Usinas Trapiche e Serra Grande, pelo esforço em aliar a ação produtiva com a preservação de remanescentes florestais.

Onça parda 

Após quase dois anos, a onça parda Dodge deve receber um novo lar. O candidato é o Parque Ambiental Chico Mendes, em Rio Branco (AC). O animal chegou ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), em Porto Velho, em julho de 2012, quando tinha apenas dois meses, e desde então está a espera de um local para ser adotado.Pelo interesse em adotar Dodge, o Parque Chico Mendes everá receber uma vistoria do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), para que possam ser autorizados a buscar o felino em Porto Velho. O animal foi encontrado por um sitiante, em São Miguel do Guaporé (RO), a 540 quilômetros da capital, e entregue ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) que o encaminhou ao Cetas. A transferência dele para o Parque Chico Mendes ainda não tem data marcada.

Fukushima 

Os acionistas da Tokyo Electric Power (Tepco), empresa proprietária da central nuclear de Fukushima, anunciaram que apresentarão um processo contra o governo japonês, pois o mesmo não divulgou, na íntegra, as entrevistas feitas com centenas de envolvidos durante as investigações sobre o acidente nuclear.O grupo de acionistas exige que o Executivo divulgue as entrevistas feitas com 772 pessoas relacionadas com o desastre na usina, atingida pelo terremoto e tsunami do dia 11 de março de 2011, para determinar as causas do mesmo, informou nesta sexta-feira (6) o site do jornal local ‘Asahi’.


Acordo climático 

Os países mais industrializados do mundo apoiaram na quinta-feira (5) a realização de um novo acordo global sobre mudanças climáticas em 2015, após promessas dos Estados Unidos no começo desta semana terem dado novo ânimo às negociações.O plano dos EUA de cortar as emissões de usinas de energia em 30% até 2030, o qual deve sofrer oposição doméstica, levou a União Europeia a defender seu próprio histórico nesse sentido.Profundezas marinhasUma equipe de 12 jovens cientistas, liderada pelo biólogo marinho Alexander Semenov, planeja uma viagem épica de três anos para explorar as profundezas do mar.Eles irão desbravar mais de 56 mil km dos Oceanos Atlântico, Pacífico e Índico em busca de animais marinhos gelatinosos, como águas-vivas e lesmas marinhas - a bordo de um navio de 21 metros, feito sob medida para expedição.


Amazônia

É possível reduzir o desmatamento na Amazônia e, ao mesmo tempo, aumentar a produtividade de alimentos no país. Essa é a conclusão de um estudo divulgado na quinta-feira (5) pela revista “Science”, realizado pelo Instituto de Inovação da Terra e o Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam).Os pesquisadores analisaram as taxas de desflorestamento do bioma brasileiro durante cerca de dez anos e a produção de soja e carne bovina na Amazônia Legal, que compreende todos os estados da Região Norte, além de Mato Grosso e parte do Maranhão.


Desmatamento

Um relatório divulgado nesta quinta-feira na reunião da ONU sobre mudanças climáticas que ocorre em Bonn, na Alemanha, destaca o Brasil como o país que mais reduziu o desmatamento e as emissões de gases que causam aquecimento global.O documento, produzido pela organização Union of Concerned Scientists (União de Cientistas Preocupados, em tradução livre), com sede nos Estados Unidos, explora como, na primeira década deste século, o Brasil conseguiu se distanciar da liderança mundial em desmatamento e do terceiro lugar em emissões de gases e se transformou em exemplo de sucesso.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia