Acompanhe nas redes sociais:

25 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 775 / 2014

17/06/2014 - 08:06:00

SURURU

DA REDAÇÃO

Traição no PRB

A pretensão do ex-vereador Galba Novaes para levar o PRB a uma coligação com o PSDB deixou revoltado o vice-presidente do partido, Euclydes Mello. Ferrenho defensor do senador Fernando Collor (PTB) de quem é primo e primeiro suplente no Senado, Euclydes acusa Galba de traição dentro do próprio partido e de tentar inviabilizar sua permanência como suplente de Collor, na chapa que disputa a reeleição pela Frente de Oposição.“O pior é levar o partido para uma aliança com um governo que representa o que de pior Alagoas já teve, que levou o Estado para o fundo do poço, com os piores indicadores sociais, com os maiores índices de violências. É inaceitável ver o meu partido se aliar a esse desgoverno”, desabafa Euclydes.  

Absurdo

A SMTT mudou o itinerário dos ônibus no bairro do Poço exclusivamente para atender interesses eleitorais da vereadora Simone Andrade. Enquanto isso, processos administrativos de interesses de pessoas humildes apodrecem nas gavetas do chefe do órgão municipal. Sem falar no caótico trânsito que inferniza a vida do maceioense.  Deus salve Alagoas!


Alta plumagem

O candidato tucano ao governo do Estado não passa nem pela porta do Ministério Público Estadual, instituição do qual é originário. Imagina-se ele eleito!


Solidão do poder 

 “Em 28 anos de mandatos, eu nunca me senti politicamente tão solitário quanto agora”. (Téo Vilela)

Baderneiros 

Os irmãos Rafael e André Paranhos foram identificados como integrantes do bando que espancou o músico Kako Almeida em um posto de combustíveis da Gruta de Lourdes. Rafael é assessor do prefeito Rui Palmeira e André é estagiário de advocacia na Defensoria Pública.  Espera-se que o prefeito e o chefe da Defensoria tomem as providências que o caso requer.

 
Escândalo

Enquanto reclama da falta de defensores públicos para atender as famílias carentes, a Defensoria Pública do Estado se ocupa em defender prefeitos, empresários e ricaços que podem contratar bons advogados. Deus salve Alagoas! 


No país das Alagoas!

O Tribunal de Justiça de Alagoas mantém dezenas de funcionários contratados de uma fundação de Pernambuco, quando deveria nomear os concursados. O CNJ já mandou cessar o convênio com a Fundação Apolônio Salles, mas o TJ insiste na ilegalidade.  

Legado 

A recondução do Procurador-Geral de Justiça Sérgio Jucá à chefia do Ministério Público Estadual - em novembro próximo - mais que um ato de justiça é um legado que o governo Téo Vilela deixará para a sociedade alagoana. 


Direitos autorais 1


O EXTRA recebeu esta semana correspondência de um “anônimo” reivindicando o crédito ao programa de governo que o PMDB de Alagoas vem defendendo em seu site e que, inclusive, foi debatido na primeiro encontro do Chapão, em Penedo.


Direitos autorais 2
O queixoso afirma tratar-se de trabalho produzido por ele e vários outros profissionais, sob a coordenação técnica de Fábio Guedes Gomes, para a Fundação Ulysses Guimarães.


Direitos autorais 3
Fábio Guedes Gomes, para quem não sabe, vem a ser uma espécie de assessor econômico do deputado federal e pré-candidato ao governo pelo PMDB de Alagoas, Renan Filho.


Direitos autorais 4
Também integrante da equipe que elaborou o estudo, intitulado “Alagoas 200 Anos: Crescimento com Justiça e Inserção Social”, o economista Cícero Péricles Carvalho considera haver um equiívoco por parte do queixoso. Isto porque a fundação pagou aos profissionais pelo trabalho realizado e isto há mais de dois anos. Portanto, nada tem a reclamar. 

Nas eleições 

Arapiraca não quer ser mais coadjuvante e manda avisar que para as eleições de 2018 vai ter candidatos majoritários, chega de ser vice. “Vice”, como diria a falecida raposa Geraldo Sampaio, é expectativa de poder, nada mais. Entenderam Luciano Barbosa, Marcelino Alexandre e Rogério Teófilo?


ET perdido

O ET já não sabe mais o que fazer para se tornar conhecido. Quando chega nas cidades alagoanas, todo mundo pergunta ao próprio Eduardo Tavares: Cadê o governador? Cadê o candidato?


Bastidores do baixo clero

Bastou Biu de Lira insinuar que o filho dele, o deputado federal Arthur Lira, vai fazer um curso de quatro anos no exterior que empatou tecnicamente com Renan Filho, mas para desespero do pai, Arthur afirma que será candidato pra valer, e que quer ser o mais votado. Tenta cooptar prefeitos do PMDB do Baixo São Francisco e da região metropolitana de Maceió.  


O esper

TÉO 1Nonô já desistiu do Senado, viu que não tinha futuro, mas pelo que sabemos está fechadíssimo com Biu de Lira, abandonou Téo. Será? Sabe de nada inocente. 


O esperT

ÉO 2Palavras de Renan Filho: -“ O governador Teotônio Vilela Filho é  o político mais astuto dessa eleição; quem subestimá-lo poderá  ser derrotado antes da hora. Eu estou atento!”.


Palanques federais

Os palanques presidenciais estão montados em Alagoas, Renanzinho e Renanzão cortejam Dilma Rousseff, Biu de Lira quer sua sobrevivência ao lado do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, que, por sua vez, quer derrotar Renan Calheiros. Eduardo Tavares nega ser laranja, mas sabe que hoje só serve para montar o palanque de Aécio Neves. 


PT ameaçado 

Depois de perder o posto de vice por causa dos vacilos de Judson Cabral, o PT de Paulão corre o risco de perder a única cadeira de federal e ficar com apenas uma da Assembleia Legislativa. Os lideres do partido como Ricardo Coelho, Joaquim Brito e o professor Luisinho andam batendo cabeça e não tem estratégia  para campanha proporcional. Nas vagas majoritárias já foram derrotados, antes mesmo do voto do eleitor. É a chamada rasteira do PMDB. 


Cofres cheios
Depois de aumentar a taxa de iluminação pública, a tal COSIP, a Prefeitura de Maceió, via SMTT, agora fatura com a mudança, obrigatória, da faixa lateral dos táxis da cidade. A questão agora é saber quem será o próximo alvo? 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia