Acompanhe nas redes sociais:

25 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 770 / 2014

14/05/2014 - 09:57:00

POR DENTRO DO ESPORTE

joão de deus [email protected]

Palavra de Felipão

 “Estamos na obrigação de ganhar a Copa.” Palavra de Luís Felipe Scolari na véspera de liberar a lista dos jogadores convocados na quinta-feira-7  sustenta o otimismo do penta. É uma confiança que se sustenta  na tradição do futebol brasileiro mantida com o título da última Copa das Confederações e  resultados nos amistosos com placar favoráveis, inclusive  na Europa.  

Mesmos problemas

Na Pajuçara a torcida mantém a confia na proposta de brigar por vaga na Série B. Pressente o time com disposição e debita o empate com o Paysandu (0x0) no Rei Pelé como natural diante da expectativa da estreia. Precisa só me-lhorar nas finalizações e nos chutes  a gol.   


Mais atenção

“O Brasil  mantém  o melhor futebol do mundo, mas deveria estar mais avançado no  ranking da FIfA.” Observação é de torcedores preocupados com a possibilidade de repetir erros antigos. Na contagem regressiva para a Copa faltam 32 dias e aparece na galera o temor de 1954.   


Novo presidente

 Roberto Mendes presidente do CSA é a surpresa agradável da semana para o futebol alagoano.  Assume no cargo no momento que o clube mais precisa. Foi ídolo no Mutange como jogador, atuando no meio-campo e estava conselheiro. É parte de uma geração empenhada em reaproximar a torcida do clube e do futebol alagoana. Da Coluna, às boas-vindas.

Histórico

O CRB está na da Série C desde 2008 e foi sexto no ano passado com uma pontuação distante do retorno para a Série B.  Dos 20 jogos que fez conseguiu nove vitórias (abaixo de 50%),  dois empates, seis derrotas e teve Denílson artilheiro com nove gols. (Com Globo Esporte.)


Correção

Erramos ao divulgar CRB x ASA como jogo de abertura da Série C no domingo passado. O Galo, na verdade, enfrentou o Paysandu do Pará, jogo em Coruripe e empatou (0x0). Não ocorreu no Rei Pelé fase o Galo cumprir suspensão com jogos fora de Maceió imposta pela CBF.  O CRB x ASA foi adiado pela CBF para junho.


Cabeça no lugar

Departamentos médicos dos clubes alagoanos não devem ter atenção com o emocional dos jogadores antes dos jogos? A pergunta é das arquibancadas e tem a ver com a fase de baixo rendimento dos clubes em jogos pelo campeonato brasileiro,   queda da Série B para a C.  É do futebolNo CSA a torcida não se mostra abatida diante do mau momento do clube na temporada. “Faz parte do futebol”, comentou a torcedora Rosa Cavalcanti otimista após entrevista de Roberto Mendes, da diretoria  azulina,  na Gazeta, edição da terça-feira. É isso aí, a “União faz a força.” 

De Portugal

Pepe, alagoano do Jacintinho, carreira iniciada nas bases do CRB e  naturalizado português, deve ter atenção de conterrâneos jogando a sua primeira Copa do Mundo no Brasil. De quem o conhece: “O destino favorece a estreia dele. Vamos torcer também  por ele.” Quem conviveu com Pepe a  queixa é só pelo sumiço dele desde que foi para a Europa.


Nova geração

A Copa do Mundo, em junho, deverá deixar como lembrança o fato de ser uma proposta pró uma renovação do futebol mundial. O chamariz que estimula o debate  é focado nas seleções com maioria dos jogadores inscritos rejuvenescido inclusive do Brasil.  A mídia dá ênfase a esse quadro na cobertura do evento. 


Foi exagero

 O Globo Esporte no sábado-2 achou “exagero a CBF, para cumprir o calendário do futebol brasileiro, permitir que aconteçam jogos no custe o que custar  e que  favoreçam  resultado ruim para todos.” É, ocorrências como a do Recife só espelha o sacrifício dos clubes e dos jogadores para cumprir tabela. 

Assim não dá

No futebol certos jogos deviam ser adiados. Exemplo ocorreu no Recife, Santa Cruz 1 x 1 Paraná, primeira rodada da Série B. Choveu tanto que o aguaceiro deixou o gramado  encharcado pela falta de condições da bola correr, jogadores e árbitros trabalharem. Dos  torcedores nas arquibancadas se contava  nos dedos. 

 Surpresa?

Tevez, ainda ídolo no futebol argentino é citado com possibilidade de estar na seleção do País vizinho que virá jogar a Copa do Mundo no Brasil. Ele passou um tempo sem participar de jogos por causa de uma contusão.  A idade, 30 anos, não é observada como impedimento pela imprensa argentina.

   
De torcedor

Comentário de Otávio Oliveira Santos, torcedor azulino: “é hábito no futebol brasileiro time fazer um gol e a partir daí recuar para tentar segurar o placar. Aí pergunto: cadê a beleza do espetáculo se o princípio do futebol é fazer alegria das torcidas movida no balançar da rede? Quem responde? 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia