Acompanhe nas redes sociais:

19 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 769 / 2014

07/05/2014 - 17:56:00

Meio Ambiente

Código Florestal

Uma análise feita por sete pesquisadores brasileiros e um americano publicada na edição da quinta-feira (25) da revista “Science” afirma que o novo Código Florestal, aprovado em maio de 2012, diminui a área de floresta desmatada ilegalmente que deveria ser restaurada no país em 58%: de 50 milhões de hectares (500 mil km²) para 21 milhões de hectares (210 mil km²). Além disso, diz o texto, a lei permite o desmatamento legal de mais 88 milhões de hectares. Por outro lado, o artigo aponta para avanços ambientais alcançados pela lei, como a possibilidade de comercializar títulos referentes a propriedades que conservam a mata nativa.A diminuição das áreas que devem ser reflorestadas deve-se à parte do Código que libera da recomposição da mata os pequenos proprietários que tenham praticado desmatamento ilegal antes de 2008.

Mortes por raios

A incidência de mortes por raios na América Latina é 17 vezes maior do que na Europa e nos Estados Unidos. Nos últimos anos, as descargas elétricas mataram, em média, 1,7 pessoa por milhão de habitante na América Latina contra 0,1 por milhão de habitante nos países desenvolvidos.Os dados, obtidos com exclusividade pela BBC Brasil, fazem parte de um levantamento inédito realizado pelo Elat (Grupo de Eletricidade Atmosférica), ligado ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).A pesquisa foi feita com base em informações obtidas junto a governos de dez países latino-americanos, assim como estudos científicos e outras notícias veiculadas na imprensa, informa o Elat.


Impacto do turismo

O turismo na Antártica e seu impacto ambiental é um dos temas discutidos na 37ª reunião consultiva anual do Tratado Antártico, que teve início em Brasília na segunda-feira (28).”Alguns países veem com certa preocupação a questão. Consideram que há turismo demais na região”, explicou em coletiva de imprensa o secretário da brasileira Comissão Interministerial de Recursos do Mar (CIRM), contra-almirante Marcos Silva Rodrigues.

Zebra com jumento 

Um filhote híbrido de um jumento com uma zebra fêmea nasceu há uma semana no zoológico de Reynosa, no México. O animal, que está sendo chamado pelos mexicanos de “zebrasno”, tem 70 centímetros de altura e pesa 30 kg. Ele foi batizado com o nome de Khumba.O animal nasceu da união da mãe Rayas, a única zebra do zoológico, com Ignácio, um jumento albino que circula em áreas comuns a outros animais.Khumba tem orelhas de jumento e as patas listradas, como da mãe zebra. 

Posse de terra

Levantamento sobre mortes ocorridas no campo por consequência de conflitos agrários aponta que 34 pessoas foram assassinadas em 2013, sendo 15 delas indígenas. O número de índios mortos nessa circunstância é o maior já registrado pela Comissão Pastoral da Terra (CPT), que desde 1985 divulga esse tipo de estatística.A maior parte dos óbitos de índios (5) ocorreu em Roraima, com Yanomamis. Em seguida, vem a Bahia (4), onde uma disputa antiga entre fazendeiros e Tupinambás no sul do estado obrigou o governo federal a enviar a Força Nacional para conter a violência.

Novo lar 

Depois de ser encontrado cego e quase morto em uma praia na cidade de Crescent City, na Califórnia, o elefante-marinho que recebeu o nome de Coolio foi acolhido por um zoológico no estado da Pensilvânia, o Pittsburgh Zoo & PPG Aquarium.Ele foi resgatado pelo Centro de Mamíferos Marinhos da Costa Norte. 


Crise ambiental

A China aprovou na quinta-feira (24) a primeira emenda em 25 anos à sua lei de proteção ambiental, impondo penalidades mais duras sobre poluidores depois que o governo declarou “guerra” à poluição.As mudanças aprovadas pelo comitê permanente do Congresso Nacional do Povo (CNP), o Parlamento chinês, entrarão em vigor em 1º de janeiro de 2015 e ocorrem em meio a um descontentamento público crescente a respeito da poluição.

Espécie de veado

Um exemplar da menor espécie de veado do mundo - uma espécie rara que tem o tamanho de um hamster - nasceu em um parque natural no sul da Espanha, segundo anúncio feito no último dia 25 por ambientalistas.O filhote de “veado-rato” de Java (cujo nome científico é Tragulus javanicus), nascido em 9 de abril no Bioparque Fuengirola, perto de Málaga, tornou-se o 43º membro vivo dessa espécie na Europa.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia