Acompanhe nas redes sociais:

20 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 767 / 2014

23/04/2014 - 09:39:00

CRB liquida dívida milionária; CSA ainda deve

Segundo assessor do clube do Mutange, CSA conseguirá sanar débito com a justiça do Trabalho

Carlos Victor Costa [email protected]

O Centro Sportivo Alagoano (CSA) vem vivendo um grande drama no futebol este ano, eliminado na semana passada pelo seu arquirrival Clube de Regatas Brasil (CRB), o time do Mutange saiu precocemente do campeonato.

Com isso o clube só volta a pensar em futebol em novembro. Além desse desastre, o clube está com uma dívida trabalhista alta, o que pode gerar mais uma crise para o time azulino. 

O jornal Extra conversou com o assessor jurídico do clube, Walmar Peixoto, que explicou a real situação que o time vem enfrentando. “Não tenho como passar o valor exato da dívida do CSA, mas ela existe. Conseguimos fazer muitos acordos e estamos sanando o débito. Nós vamos tentar de todas as formas tirar o clube dessa situação”. 

Peixoto falou também sobre uma resolução do Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região, definida em acordo com o clube, segundo a qual o CSA destinará a importância de R$ 15 mil mensais,  no dia 10 de cada mês, que serão destinados ao pagamento dos créditos trabalhistas em execução. “Mesmo o time parado, sem jogar, estaremos trabalhando em prol de sanar essa dívida. De julho para cá estamos depositando o valor acordado e  com isso já reduzimos o alto valor do nosso débito”, destacou Peixoto. 


CRB QUITOU 

A Coordenadoria de Apoio às Execuções (CAE) do TRT informou, no início do mês, ter conciliado a última ação pendente do CRB em audiência realizada no tribunal.

O acordo chegou ao fim após ampla pesquisa de processos pendentes nas Varas do Trabalho e nos gabinetes dos desembargadores. Nos anos de 2013 e 2014, mais de 100 processos foram conciliados e aproximadamente R$ 4 milhões foram pagos, entre créditos trabalhistas e honorários de advogados.

A equipe da CAE informa que está preparando o levantamento das últimas pendências de custas, contribuições previdenciárias e imposto de renda, com a finalidade de que os recolhimentos possam ser concretizados de maneira prática e rápida junto ao sistema bancário e, dessa forma, consolidar o arquivamento de todos os feitos.


VENDA De ESTÁDIO 

Para quitar suas dívidas, o CRB precisou concretizar a venda do estádio Severiano Gomes Filho, que ficava na Pajuçara. Com a sobra do dinheiro, o clube investiu na compra de um terreno para construção de um Centro de Treinamento (CT) na Barra de São Miguel. A informação foi confirmada pelo advogado do clube Fernando Paiva em contato com o jornal Extra. Ele também falou sobre a conciliação da dívida. “Conciliamos e pagamos todas os débitos.

Estávamos há 18 meses pagando. Concluímos no início do mês. Como ficamos limpos com a justiça do Trabalho, aproveitamos e compramos dois casarões no Jaraguá, onde ficará a diretoria de futebol, e na Barra de São Miguel será construído o nosso CT”, disse.   

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia