Acompanhe nas redes sociais:

14 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 764 / 2014

02/04/2014 - 09:40:00

Morre advogado baleado na Praia do Francês

Marcos André foi vítima de atentado e estava internado no HGE; donos de popusada no Francês seriam os mandantes do crime

Da Redação

O advogado Marcos André de Deus Félix, 40 anos, baleado na Praia do Francês, há duas semanas, morreu nessa quinta-feria 27, após mais de 10 dias internados. Marcos passou seus últimos dias no HGE, onde veio a falecer decorrente a complicações respiratórias. 

Álvaro Douglas dos Santos, conhecido como Alvinho, se entregou na quinta-feira, 27/03, à polícia. Ele se apresentou na Delegacia de Marechal Deodoro, onde o delegado Jobson Cabral ouve, ainda hoje, os depoimentos de Janadares Sfredo e do marido dela, Sérgio Luiz Sfredo, acusados da autoria intelectual do crime.

A polícia não confirmou a reportagem do jornal Extra, até o fechamento dessa edição se  Álvaro foi quem atirou contra Marcos André.
 O casoMarcos foi baleado por dois homens armados quando voltava da Praia do Francês, localizada no litoral Sul de Alagoas. No momento em que foi abordado, ele ainda tentou fugir se escondendo em uma pousada, mas acabou sendo atingido.

A polícia prendeu Janadares e Sérgio Sfredo sob a acusação de serem os autores intelectuais do crime.Conforme as investigações, a motivação do crime vem de uma inimizade entre Janadares e o advogado, iniciada em 2010.

Ela foi intermediária, na época, da locação da pousada Lua Cheia ao casal Elton José Bordin e Jocinara Pillon Bordin, que pagou apenas o aluguel de dois ou três meses, indo embora de Alagoas e deixou Janadares como administradora.

O dono do imóvel tentou por diversas vezes receber o aluguel que lhe era devido, sem êxito. Como não conseguia uma solução amigável, Pietro, que é italiano, contratou os serviços advocatícios de Marcos André para mover uma ação de despejo para reaver o imóvel. 

O próprio advogado levou a ordem judicial ao conhecimento de Janadares que, na ocasião, teve uma discussão acalorada com a vítima e permaneceu ocupando o imóvel.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia