Acompanhe nas redes sociais:

22 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 764 / 2014

01/04/2014 - 09:04:00

Um juiz honorável

Cláudio Vieira (Advogado e escritor membro da Academia Maceioense de Letras)

Os países do common-law tratam as pessoas insignes por honoráveis, com algumas peculiaridades ou especificidades atinentes a cada povo. Os americanos, por exemplo, reservam aos juízes, sejam eles eleitos ou efetivos, o obrigatório título de “honorável”, equivalente ao nosso “excelência”, todavia com maior carga encomiástica. Enfim, nem toda excelência é honorável, mas todo honorável será sempre excelência, na minha parca leitura. 

Conheço um juiz alagoano que (não é o único, claro!) pode ser tratado não apenas de Excelência, mas sempre de Honorável. Conheço-o já há algum tempo, desde quando ele exercia a judicatura na Comarca de Penedo. Aqui em Maceió, reencontrei-o titular do Tribunal do Júri e na 17ª. Vara Crminal, o Dr. Geraldo Amorim. Por vezes, algum cliente, preocupado em saber daquele que iria julgá-lo, tem-me pedido informações sobre ele.

Invariavelmente tenho afirmado da sua competência, retidão, isenção e manifesta imparcialidade, um juiz justo, afinal. Como pessoa, é homem afável, amigo, leal, às vezes até positivo demais, todavia sem perder a urbanidade que lhe é natural.

Tais qualidades, anoto, jamais foram abandonadas pelo Magistrado, mesmo diante das agruras pessoais que os fados têm-lhe destinado em provação da sua justeza.

Certamente terão sido tais características bem pessoais que o levaram, após tantos anos de labuta e de convívio com Advogados, Promotores, todos juntos em busca do justo, malgrado quase sempre com teses adversas, a instituir medalha de Honra ao Mérito, distribuindo-a com alguns poucos, aqueles que de alguma forma têm contribuído com o seu mister para a consecução do ideal da Justiça. 

Surpreendeu-me, o Dr. Geraldo Amorim, outorgando-me a honraria, no plenário do Tribunal do Júri, na sexta-feira passada. Não só a mim, mas também ao Dr. Marcos Mousinho, digno Promotor de Justiça, e aos colegas Advogados Raimundo Palmeira e José Persiano.

Certamente os demais agraciados merecem a comenda; não sei se dela sou merecedor. Todavia, inquestionavelmente o Dr. Geraldo Amorim, sendo excelência, é digno do título de honorável.Obrigado comovido, Amigo! 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia