Acompanhe nas redes sociais:

20 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 764 / 2014

01/04/2014 - 08:25:00

REPÓRTER ECONÔMICO

JAIR PIMENTEL - [email protected]

Disciplina, acima de tudo!

Estamos nos aproximando do final do primeiro trimestre do ano. É bom preparar um balancete juntando janeiro, fevereiro e março, com receita e despesa, anotadas a cada mês e constatar se realmente cumpriu à risca o seu orçamento, fechando no “azul”, com sobra para a cader-neta de poupança. Se foi no “vermelho”, é sinal de que não houve disciplina mesmo. Recupere o que perdeu, e jure não repetir os excessos desse primeiro tristreste, que teve reflexos das festas de final de ano e do Carnaval. Seja consciente de que deve viver de acordo com o que ganha, economizando ao máximo em todos os ítens de consumo, principalmente os que podem ser cortados do orçamento, como os supérfluos, por exemplo. 


Pesquisando

O sobe e desce dos preços, depende de vários fatores, principalmente o climático, para o caso de alimentos. Tem a safra e a entressafra, a chuva e a seca, as pragas que afetam as lavouras. Portanto, vá sempre acompanhando esses fatos pela Imprensa e pesquise, substitua produtos e só compre mesmo, quando tiver certeza de que fez uma boa economia. 


Anotando

A sua ida ao supermercado, deve ser sem pressa, para visitar todos os setores de produtos que você anotou na lista de compras. Atente para as promoções e compre, mas com bastante atenção. Pode ter um similar com preço mais baixo. Importante é ir a essa atividade, aquele que for mais disciplinado. O outro fica em casa. 


Nas lojas

A ida para uma compra de um eletroeletrônico, é outro exercício de paciência. Opte pelo dia em que realmente não estiver trabalhando, um sábado ou domingo. Vá visitando todas as lojas, conversando com os vendedores, sabendo todos os detalhes de funcionamento e até mesmo exigindo um teste, pechinchando, quando tiver dinheiro para comprar à vista, exigindo um bom desconto. 

Empréstimo

A taxa de juros dos empréstimos consignandos (desconto em folha), é infinitamente mais baixo do que os praticados pelas administradoras de cartão e crédito e os bancos, com o cheque especial. Assim, se estiver precisando realmente de dinheiro, opte por esses, que são feitos em até 60 meses (cinco anos), lembrando que quando terminar de pagar, é o dobro do valor emprestado. Mas é melhor do que recorrer a cheque e principalmente, agiotas, com taxa mensal de mais de 10%. 


Na feira

Frequentar uma feira livre (existem sete em Ma- ceió) e ainda a de sexta-feira (Feira Ecológica) ao lado do Mercado de Jaraguá. Pode pechinchar e conseguir descontos, já que o vendedor, é o dono da banca. Não tem o ambiente refrigerado de um grande supermercado, mas é uma boa maneira de economizar. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia