Acompanhe nas redes sociais:

19 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 762 / 2014

19/03/2014 - 09:27:00

Vou inaugurar minha primeira igreja!

José Arnaldo Lisboa Martins [email protected]

Eu e minha família, somos católicos praticantes! Somos batizados, crismados, fizemos as nossas primeiras comunhões, vamos às missas aos domingos e rezamos antes de dormirmos e de nos acordarmos. Eu creio em Deus, conheço partes da Bíblia, porém, ultimamente, eu tenho tido algumas decepções através de certas instituições, padres e seguidores que, resolveram transformar Jesus em chamariz de dinheiro. Até a minha Igreja Católica, está aos poucos se transformando em balcão de negócios, para vender discos, vídeos e “show” de Padres artistas, como se isso fosse evangelização.

Eu sei que as igrejas precisam de doações e ajudas, mas, a maneira mais correta, não seria através de palcos com fumaçinhas, luzes estroboscópicas e trejeitos satânicos dos seus organizadores. A evolução dos tempos, não deve ser para deformar Jesus, pois, o silêncio nas igrejas, é muito melhor para nos aproximar Dele.

Depois de ver e ouvir tantos hinos, sem letras próprias para uma adoração, “eu resolvi abrir a minha própria igreja”, para poder progredir financeiramente e melhorar de vida. Com a minha igreja, eu vou poder possuir um jatinho, morar numa mansão, ter carro importados e manter uma conta bancária que me dê tranquilidade. Ainda não tenho o nome para a minha igreja, mas, ela terá uma abrangência mundial.

Vou começar alugando uma garagem aqui perto da minha casa e chamando meus parentes, vizinhos e amigos, para ouvirem minhas pregações, em nome de Jesus. Como serei isento de impostos, vou poder progredir sem dar satisfações para os Governos. Ainda não sei como vou querer ser chamado, se Cardeal, Pastor, Bispo, Missionário, Bispa ou Apóstolo. Vou sair por aí, pregando a palavra de Deus e os ensinamentos do Mestre, como fazem os “missionários”, ou melhor, os “milionários”. De cada um dos Obreiros, farei um novo Empresário, com Créditos e sem Débitos.

Meus seguidores, poderão viajar para Israel, conhecerem Jerusalém, andarem por onde Jesus andou e depois subirem ao Monte Sinai, onde Moisés recebeu as tábuas com os 10 mandamentos. Na minha Igreja, vai ser possível uma Senhora fazer o que uma outra fez, recentemente, dando 22 mil reais de dízimo, depois de já estar devendo 300 mil reais, depois de ter passado fome e que, com uma simples oração, ter se transformado numa grande empresária, com 2 carros importados na garagem e já ter inaugurado uma indústria com 33 funcionários e uma filial.  

Minha igreja, também, será um pouco diferente de outras que existem por aí, com padres cantores que, faturam muito dinheiro com discos e vídeos e que são tidos como “padres bonitos” pelas “periguetes”. A minha Igreja, não terá padres para ficarem em camarins de estádios, fazendo fila para receberem beijos das fãs, uma por uma. Serão “padres de verdade” !Na minha igreja, também, vão acontecer “milagres”, com a cura do câncer, cegueiras, aleijões, mudez e vou acabar com as cadeiras-de-roda, que existem por aí. Fazendo assim, vou abolir as receitas médicas, desempregar Médicos e desocupar camas de hospitais.

Todos terão suas “curas e libertações”. Salvarei os doentes desenganados pelos Médicos e meus dízimos poderão ser pagos em parcelas. Não quero brigas com as Igrejas concorrentes e os políticos atacados pelo demônio, que desejarem ser eleitos nas próximas eleições, poderão me convidar para virem trazer suas doações, pois, com as minhas orações, eu garanto que todos serão eleitos, “em nome de Jesus”!.  Em tempo - Agradeço ao meu ex-aluno de Física, Petrúcio Raimundo da Silva, pelos elogios e pelas leituras dos meus artigos.  

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia