Acompanhe nas redes sociais:

23 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 762 / 2014

19/03/2014 - 08:53:00

Sururu

Da Redação

Caixa maltrata clientes

A Caixa Econômica Federal, pelo menos nas agências Pajuçara e Jatiuca, deveria tratar melhor seus clientes. Há meses, os leitores de códigos de barra dos caixas eletrônicos dessas agências não funcionam.O descaso com a manutenção dos caixas eletrônicos atrapalha a vida de todos os clientes, posto que são obrigados a digitar os números dos códigos de barra, acarretando uma permanência maior nos caixas e a consequente formação de enormes filas.Enquanto isso, os monumentais lucros semestrais são alegremente alardeados.  

Superfaturamento

As obras de esgotamento sanitário do Pilar – suspensas há dois anos – continuarão paralisadas por recomendação do Tribunal de Contas da União. Auditores do TCU apontaram superfaturamento no processo de contratação e descompasso entre o que estava planejado e o uso de recursos do convênio com o município

Horário gratuíto

O cidadão começa a contar nos dedos abertura do guia eleitoral através da televisão. Segundo alguns, se trata de programa transmitido por meses, de forma diária, com rótulo de “propaganda geratuita” mas de custos exaerados e que o contribuinte assume o ônus.


Salários

Advogados trabalhistas listam como reclamação mais comum na Justiça do Trabalho queixa por causa de salários atrasados.  Conforme observam  são vítimas comum os trabalhadores do campo. Setor canavieiro em especial.


Copa do Mundo

Para a Copa do Mundo, período de 12 de junho a 17 de julho, foram autorizados 200 mil vôos extras no espaço aéreo brasilleiro. Números estão montados nas previsões do movimento de torcedores acima dos três milhões. Base da informação estão alicerçados na procura antecipada por ingressos. 


Na regressiva

Na Assembleia Legislativa entra na contagem regressiva a implantação do ponto eletrônico. Os servidores estão conscientes desta obrigação e conforme alguns, “estamos esperando a hora chegar.” Outros indagem se o ponto será extensivo aos comissionados. 

Transtorno em PJ

O recém inaugurado conjunto Santa Inês, em Paulo Jacinto, já apresenta  inúmeros problemas. Para discutir sobre os transtornos, o Ministério Público promove no próximo dia 20 audiência pública. Evento acontece na Câmara Municipal, às 8h30. Boa oportunidade para a população marcar presença.

Comentário

O prefeito Rui Palmeira somou ponto entre maceioense no primeiro ano na Prefeitura. Pesaram favoráveis os esforços para deixar a cidade sem entulhos amontoados nas ruas (problema de educação doméstica), o reajuste dos servidores municipais em 7%, multa a infratores no trânsito e organizar os ambulantes na calçadão do comércio e imediações. 


Proposta

De Antônio Carlos Mendes Thame, secretário geral do PSDB nacional: “Não haverá partido que se firme sem lançar candidatos próprios”. Comentário foi entendido como proposta para que os tucanos lancem nos Estados candidatos ao governo.


Essa é boa

“Sem terra invade terra, sem teto invade casa e quem está sem, invade o que?.Banco né? A frase foi do humo-rista Chico Anísio em programa transmitido pelo Canal da TV Viva, no sábado do carnaval.


Papo furado?

Conversa entre mulheres policiais revela possibilidade de haver proposta para fechar o movimento na Avenida Comendador Leão. Na quarta-feira, hora do ruhs em direção a Pajuçara grevistas provocaram engarrafamento no trecho de acesso ao Caís do Porto, pista em direção a Pajuçara. 

Sinalização

A CBTU faz nos cruzamentos em que passa a linha férrea, ato educativo para motorista ter atenção na travessia no “pare, olhe e escuto.” A proposta é educativa, de prevenção para atenção à passagem dos trens de carga e o de passageiros no percurso da estação central até Bebedouro.

Algo a observar

Faz parte da regra, a cada temporada política, e este ano é uma delas, candidato disparando torpedo de indignação contra antecessores. Esquece ele que eleito passa a enfrentar o risco do “eu posso ser você amanhã.” Ou seja, comer onde cospe, quadro hereditário na política. Isso Brasil afora.


Mesmo estilo

Maceioenses comentam como comum comentários sobre as eleições de outubro jogando críticas dessaforadas  contra políticos, independente do partido que esteja ligado. Um contracenso de prática habitual entre a maioria dos queixosos, habituais mercadores do voto.

    
Somente elle?

O senador Fernando Collor, com a desistência de Teotonio Vilela em ser candidato ao Senado, não tem  até o momento adversário declarado para disputar a única cadeira da bancada de Alagoas a ser disputada no Senado e que coincide ser a dele.

  
 Banho Maria

Ronaldo Lessa entrou num silêncio que já levanta dúvida até entre correligionários sobre se será ou não candidato em outubro. Foi sumiço estilo vapt-vupt que o deixou de fora, principalmente de setores da mídia. Dos amigos  se conte nos dedos quem saiba do seu paradeiro.


Dificuldade

Benedito de Lira  começa a sentir dificuldade para tocar o projeto  montado em desejo antiga de governar Alagoas. A observação correu em conversa com motivação no alheamento do governador Teotonio Vilela à tentativa de Biu pró uma aliança.

 
Outro impasse

Ainda sobre obstáculo a investida de Benedito de Lira é de convir como advertência que um dos adversários dele tem também sobrenome forte na política alagoana. No caso Renan Filho, um adversário que merece respeito  fase o pai, além de presidente do Senado tem excelente relacionamento com prefeitos estado afora.


Violência

A cada dois minutos, no Brasil, é registrada uma média de cinco mulheres espancadas. Os dados foram divulgados no Dia Internacional da Mulher. Em Alagoas, se existe algum levantamentosobre a questão não tem divulgação oficial. Mas os índices não são menores que os dos demais Estados. A maioria vítima dos próprios parceiros.  

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia