Acompanhe nas redes sociais:

18 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 761 / 2014

10/03/2014 - 21:41:00

Reconhecimento

JORGE MORAIS jornalista

O povo do mundo todo, especialmente o brasileiro, acha que sabe de tudo, opina sobre qualquer assunto, e ainda fica chateado quando é contrariado naquilo que diz.

Esse mesmo povo fala de política, discute futebol sem conseguir separar a paixão que sente, e entende de Marketing, como se tivesse estudado ou praticado todos esses e outros assuntos no dia-a-dia.O povo opina sobre melhorias no trânsito, como fazer segurança pública, discute religião sem ir à igreja, nunca leu a bíblia, não conhece absoltamente nada, mas conversa e discute sobre tudo.

Em alguns artigos publicados aqui, no Semanário Extra, a exemplo de muita gente, também fiz críticas ao trânsito de Maceió, especialmente o da Avenida Fernandes Lima, no Farol.

Mas, neste momento, me sinto na obrigação de fazer alguns reconhecimentos, entre eles, a SMTT e a seus técnicos. A implantação da faixa azul, não me convencia, em relação à melhoria na avenida principal na entrada da cidade de Maceió. Achava que não daria certo mesmo e que complicaria ainda mais a situação do vai e vem de veículos na região.Se a melhora vai ser definitiva, ninguém pode ainda avaliar.

Mas temos que reconhecer que melhorou. Se o objetivo era priorizar o transporte coletivo de massa – os ônibus – a SMTT atingiu o seu objetivo. Os depoimentos das pessoas que andam de ônibus, que não é o meu caso, são altamente positivos e eles são defensores das mudanças. No percurso entre o Benedito Bentes e o Centro da cidade, o tempo foi reduzido em 40 minutos fundamentais para estudantes e trabalhadores.

A primeira parte já foi feita. Agora, pergunto: Quem se habilita a fazer a segunda parte? Quem aceitaria deixar seus carros em casa e andar de ônibus? Hoje, acho difícil isso acontecer, porque a maioria das pessoas não quer abrir mão do ar-condicionado e do conforto de seus veículos, e prefere continuar disputando os espaços das duas pistas disponibilizadas agora.

Quando o progresso chega é assim mesmo, com algumas pessoas ficando no prejuízo em benefício de outros, principalmente da maioria, que é o caso de agora.Por outro lado, o poder público precisa, urgentemente, fazer a sua parte. Para tanto, lembramos as promessas feitas em campanhas, como a Avenida do Vale do Reginaldo; metrô na Avenida Fernandes Lima e pontos da cidade; entre outros assuntos abordados em época de eleição e que precisam sair da conversa e dos papéis.

Só, assim, os proprietários de carros poderão pensar em deixar seus automóveis nas garagens, e o planejamento da cidade deverá estar concluído.Nessa hora de reconhecimento, precisamos registrar também as ações da Prefeitura de Maceió em bairros periféricos e áreas turísticas de Maceió. Ruas estão sendo recuperadas, pavimentadas e sinalizadas.

No tocante ao trânsito e no comportamento de seus agentes, estamos vendo uma melhoria significativa. Claro que nem tudo está funcionando perfeitamente na cidade, e o prefeito Rui Palmeira sabe disso.Temos, ainda, ruas problemáticas; esgoto a céu aberto, inclusive na orla marítima; praias impróprias para banho, pois os edifícios contribuem para isso; e áreas sem segurança para turistas e a população em geral.  Não me iludo fácil com as coisas, nem acho que se engana criança com balas e doces, até porque já foi essa época.

Hoje, as crianças se interessam pelo avanço tecnológico, enquanto os adultos pelas cobranças de melhorias dos postos de saúde, das escolas e muitas cobranças sobre o trânsito. Por sinal, quando os motoristas de caminhões vão respeitar os horários determinados pela SMTT para circularem nas avenidas Durval de Góes Monteiro e Fernandes Lima?Até quando vamos cobrar?

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia