Acompanhe nas redes sociais:

20 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 758 / 2014

10/02/2014 - 18:45:00

Meio Ambiente

APA de Santa Rita

O Conselho da Área de Proteção Ambiental (APA) de Santa Rita realizou uma reunião ordinária no dia 05, na sede descentralizada do Instituto do Meio Ambiente (IMA), na Ilha de Santa Rita. Os 14 membros foram convocados para tratar de temas como as ações educativas e de fiscalização para coibir a presença de veículos na Prainha da Barra Nova, em Marechal Deodoro.O IMA tem realizado ações na Prainha da Barra Nova, principalmente por causa das denúncias sobre a presença irregular de veículos no local. A última fiscalização foi feita no domingo passado, dia 02, com apoio do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) e da Marinha. Naquele dia, nenhum automóvel foi flagrado cometendo a irregularidade.

‘Monstro aquático’ mexicano

O axolote (Ambystoma mexicanum), um tipo de salamandra mexicana, pode ter desaparecido de seu único habitat natural conhecido: os poucos lagos restantes da Cidade do México. Trata-se de uma notícia perturbadora para a criatura inegavelmente feia, que tem um rabo pegajoso, brânquias semelhantes a plumagem e uma boca que se curva em um sorriso estranho. Conhecido como o “monstro aquático” e como o “peixe mexicano que anda”, seu único habitat natural é a rede de lagos e canais Xochimilco, que está sofrendo com a poluição trazida pelo crescimento urbano.

‘Cobras voadoras’

Cientistas solucionaram o mistério de como as cobras ‘voadoras’ conseguem permanecer no ar.Esses répteis raros, encontrado em florestas do sudeste da Ásia, conseguem se arremessar de árvores e planar, de forma elegante, pelo ar.Segundo os cientistas, as serpentes mudam radicalmente o formato do seu corpo para gerar a força aerodinâmica necessária para a proeza.

Fim  das  touradas

Ativistas do México protestaram no domingo (2), em Monterrey, contra as touradas que acontecem no país. De acordo com integrantes da organização não-governamental AnimaNaturalis, 80% dos mexicanos não apoiam a tauromaquia – que integra a cultura nacional.Durante o protesto, os ativistas ficaram vestidos de preto, colocaram chifres nas cabeças e ficaram posicionados em caixões, simulando que os touros morrem por conta das touradas.

Casal de filhotes de suricatas

Exatamente um ano após três exemplares de suricatas terem deixado o Zoológico de Joanesburgo, na África do Sul, para encontrar abrigo no Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros”, em Sorocaba (SP), os amantes dos animais têm outro feito a comemorar. Nascidos no dia 12 de dezembro de 2013, mais dois filhotes - um macho e uma fêmea da espécie - foram colocados em exposição no parque, a partir da sexta-feira (31).

Quantidade de conchas

Técnicos da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal(Adasa), constataram um aumento na quantidade de conchas encontradas às margens do Lago Paranoá. Os caramujos são trazidos pela correnteza dos rios e se reproduzem na água. As conchas têm diversos formatos e variam entre o marrom e o amarelo. Em seu interior, abrigam um molusco apreciado pela culinária asiática, principalmente a chinesa.


Espécies de peixes 

Duas espécies de peixes, nunca antes documentadas no Brasil, foram encontradas por pesquisadores do Instituto Mamirauá, no município de Maraã, a 634km de Manaus. Comuns na Amazônia peruana, a Pyrrhulina zigzag e a Apistogrammoides pucallpaensis, são caracterizadas pela beleza ornamental e o porte pequeno. Segundo o técnico de pesquisa em ecologia e biologia de peixes, Jonas Oliveira, os peixes teriam migrado até o estado pelo Rio Amazonas, durante o período de cheia.

Fenômeno natural

O Rio Croa que corta parte do município de Cruzeiro do Sul (AC) perdeu parte das características naturais de um rio da Amazônia, mas ganhou a semelhança de um lago paradisíaco. Segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) a mudança ocorreu há cerca de 13 anos, quando a água do Juruá, maior rio da região, mudou o curso em consequência do desbarrancamento por causa da correnteza e deixou de represar água para dentro do Croa no período de cheia.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia