Acompanhe nas redes sociais:

21 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 758 / 2014

10/02/2014 - 11:35:00

Abc do interior

Eleições em

grande a expectativa em Major Izidoro, uma das cidades mais importantes da Bacia Leiteira. A atual prefeita, que está no cargo por uma espécie de aberração jurídica, já que o seu vice-prefeito foi considerado inelegível, terá que enfrentar novas eleições e aguarda decisão do Ministro Marco Aurélio.Enquanto isso, a prefeita-empresária Santana Mariano vem realizando uma sucessão de erros na sua administração, causando transtornos não só a população como aos servidores municipais.


Servidora desabafa

Vejamos o que diz uma servidora pública municipal que encaminhou e-mail para este colunista: A administração da empresária-prefeita atrasou o pagamento dos contratados e até hoje não renovou os contratos dos trabalhadores. Dessa forma prejudicou todo mundo. Outra “novidade”: os motoristas, merendeiras, vigias, serviçais da educação também não irão receber o mês de janeiro porque estavam de férias. Quem já viu isto? A administração está ruim e o que é pior: só faz obras de fachada. E ninguém come praça. Além disso, a prefeita “tampão” não pagou o 13%  salário dos cargos comissionados e nem dos contratados. Está todo mundo insatisfeito”.


O que aconteceu

A matéria, que reproduzimos, foi escrita pelo jornalista Berg Morais: “A prefeita eleita de Major Izidoro, Santana Mariano (PTB), poderá ter uma longa dor de cabeça nos próximos dias. Acontece que seu vice-prefeito Adovaldo Albuquerque Alves, o “Doca”, (PSB) teve registro de candidatura cassado em julgamento do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), no dia 18 de dezembro de 2012, por determinação da Ministra Luciana Lóssio. Com o desfecho, os votos que eles receberam são desconsiderados e o município pode ter nova eleição”.

Novo pleito

Como a petebista foi eleita com mais de 50% dos votos (52,9%), a Justiça Eleitoral de Major Izidoro deve oficiar o TRE/AL (Tribunal Regional Eleitoral) sobre a decisão e solicitar um calendário para realização de eleição extraordinária. E caso o novo pleito seja realizado podem concorrer os mesmo candidatos da última eleição, bem como novos concorrentes, com exceção de Doca.


Uma boa notícia

A  Secretaria Municipal de Saúde de Arapiraca superou todos os estados do Nordeste no número de trabalhos inscritos para serem apresentados durante a Semana  Nacional de Humanização.O evento acontece entre os dias 7 e 14 de abril, numa promoção do Ministério da Saúde.


Saúde municipal

O município enviou 18 experiências exitosas, realizadas em vários áreas da saúde municipal, desde a rede de atenção básica, rede de cuidados a pessoas idosas, ações no trânsito, nas escolas e empresas.  Em Alagoas, apenas Maceió, Marechal Deodoro, Arapiraca e Lagoa da Canoa enviaram trabalhos. Enquanto a capital do estado inscreveu 8 experiências, Marechal Deodoro 1 trabalho e Lagoa da Canoa 2 , Arapiraca enviou 18 projetos . 


Foi destaque 

Além de ser o município que mais teve experiências em humanização em Alagoas, Arapiraca também se destacou entre os estados do Nordeste . O estado da Bahia inscreveu 15 projetos , Piauí 6, Sergipe 5 e o Maranhão 4. Os outros estados do Nordeste, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará tiveram apenas dois trabalhos inscritos.

Projetos

De acordo com a diretora da Atenção à Saúde de Arapiraca, Noélia Lira, esses projetos são desenvolvidos de acordo com as normas do Programa Nacional de Humanização - PNH, do Ministério da Saúde. “ O PNH visa melhorar o atendimento em várias áreas da saúde,  através de ações que davam ênfase à melhora da assistência, focando principalmente as relações entre usuários e profissionais da área da saúde” informou Noélia Lira.


Responsabilidade 

O secretário municipal de Saúde, Ubiratan Pedrosa, disse que o excelente  número de inscrições de experiências realizadas com o público assistido pela saúde  pública  de Arapiraca, é reflexo da dedicação e responsabilidade dos profissionais da  prefeitura. “Temos técnicos que se dedicam para desenvolver projetos de humanização com o objetivo de melhorar a qualidade do serviço e atendimento à população” afirmou o secretário.  


Técnico caiu

Com Claudio Barbosa: A derrota de virada por 3 a 1 para o Murici resultou na demissão do técnico Heron Ferreira e de seu preparador físico Edmilson Sena. A informação foi confirmada após uma reunião entre diretoria e o ex-técnico Alvinegro.

PELO INTERIOR

... Uma boa iniciativa: O cantor José Carlos Morais, o Pastel do Brega, não conseguiu segurar a emoção ao dar os primeiros passos,  após um ano e dezoito meses,  do grave acidente que sofreu , tendo como consequência a amputação da parte inferior da perna direita. A entrega da prótese  foi realizada na tarde desta terça(04), no Cemfra - Centro Especializado em Medicina e Reabilitação de Arapiraca. 


... “Sair da cadeira de rodas e ficar de pé sem o auxílio de moletas era o meu maior desejo” disse emocionado, o cantor.  Pastel do Brega teve tíbia amputada após um grave acidente que sofreu na BR 101. 


... Ele relatou que vinha de um show em Aquidabã, em Sergipe e pegou uma carona com um caminhoneiro. Ao descer do veículo, foi atropelado por uma motocicleta.


... A nova fase da vida do cantor só foi possível pela sensibilização vice-prefeito Yale Fernandes (PMDB) e do Secretário Municipal de Assistência Social, Daniel Rocha, que não mediram esforços para proporcionar ao artista uma melhor qualidade de vida.


... De acordo com o presidente da Cooperativa de Transporte Complementar Intermunicipal de Passageiros de Alagoas (Coopervan), Marcondes Prudente, na segunda-feira (3), a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) cometeu mais uma irregularidade ao publicar no Diário Oficial o resultado geral da segunda etapa da Licitação para o Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros na categoria complementar. 


... Isso porque, a exemplo da primeira etapa, esta segunda também aguarda parecer legal para continuar ou não.


... De acordo com o presidente da Cooperativa de Transporte Complementar Intermunicipal de Passageiros de Alagoas (Coopervan), Marcondes Prudente, a Arsal tem por obrigação aguardar o julgamento de todas as ações impetradas pelos trabalhadores cooperados na Justiça, e em todas as suas instâncias, para, só então, dar prosseguimento, ou não, à licitação. 


... “Em nosso entendimento, o Estado, por meio da Arsal, está se sobrepondo à Justiça, ao que dizem as leis em vigor. Até o momento, as decisões são favoráveis aos trabalhadores cooperados. Por isso, a publicação no Diário Oficial não poderia ter sido efetuada”, argumentou Prudente.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia