Acompanhe nas redes sociais:

16 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 756 / 2014

29/01/2014 - 15:57:00

Produção de PVC em Alagoas bate recorde, diz Braskem

Complexo de PVC da Braskem atingiu a produção recorde de 1.383 toneladas da resina

André Magnabosco, jornal Estado de S. Paulo

 Tubos de PVC: a fábrica, inaugurada em 2012, demandou cerca de R$ 1 bilhão em investimentos e tem capacidade instalada para produzir 200 mil toneladas anuaisO complexo de PVC da Braskem localizado em Alagoas atingiu, no último dia 12 de janeiro, a produção recorde de 1.383 toneladas da resina, superando assim a capacidade de projeto de 1.350 toneladas por dia das duas fábricas localizadas no Estado.A marca foi superada, de acordo com a petroquímica, graças a “ajustes técnicos para desenvolver a sinergia” entre as unidades.

A segunda fábrica de PVC da Braskem em Alagoas foi inaugurada em agosto de 2012, mas levou mais de um ano até atingir a plena capacidade. Ela demandou cerca de R$ 1 bilhão em investimentos e tem capacidade instalada para produzir 200 mil toneladas anuais. Além disso, a Braskem já operava outra fábrica em território alagoano, com capacidade instalada de 250 mil toneladas anuais.

“Este número mostra a importância de um trabalho inteligente na área produtiva. Nossa equipe sempre está em busca de oportunidades de aumento de produção, com uma programação cada vez mais precisa para a produção de cada tipo de resina”, destacou em nota o gerente da fábrica de PVC da Braskem em Marechal Deodoro, Marco Aurélio Campelo.

A petroquímica brasileira também opera uma linha de produção na Bahia, com capacidade para produzir 250 mil toneladas da resina utilizada principalmente na indústria da construção civil. Outras 300 mil toneladas anuais serão incorporadas à capacidade de PVC da Braskem assim que a companhia incorporar a concorrente Solvay Indupa.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia