Acompanhe nas redes sociais:

21 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 755 / 2014

21/01/2014 - 08:19:00

REPÓRTER ECONÔMICO

JAIR PIMENTEL - [email protected]

“O barato sai mais caro”

Na compra de produtos eletroeletrônicos de origem desconhecida, comprava-se esta sábia expressão. O rápido desenvolvimento e a oferta disseminada desses produtos são fatores que estimulam a atuação de empresas que não atendem às expectativas do consumidor e o cumprimento de seus direitos. Nesse cenário para que você não seja lesado na compras desses produtos alguns cuidados devem ser tomados, para sua segurança. Veja se na embalagem constam informações em português sobre o nome do importador, seu enereço e as características do produto.Os cabos devem obrigatoriamente ter o certificado do Inmetro. Caso contrário, o produto pode queimar ou até mesmo provocar um incêndio em sua residência. Observe cabos, plugs e fios a marca com  do INMETRO. 


E mais...

Os telefones e os aparelhos de fax devem ser homologados pela Anatelm devendo cumprir os padrões nacionais e sua regulamentação. Verifique junto ao aparelho se existe o selo de homologação da Anatel, com a logomarca da agência reguladora e o número da homologação Geralmente, ele está na parte de trás ou na de baixo do equipamento. 


Segurança

Os manuais e os certificados de garantia de um produto legal obrigatoriamente devem estar em lingua portuguesa e conter os números de série do prouto. Quando for efetuar a compra peça ao vendedor para abrir a caixa. Vocêpoderá verificar a exist~encia do manual original (não pode ser cópia) e em português, com o respectivo número da série


Segurança 2

A garantia que uma empresa estabelece para um tipo de produto pode variar de um a cinco anos, dependendo do equipamento que você adquire. Antes de optar pela compra, solicite informações ao vendedor sobre o produto, bem como quanto à abrangência dos trmos de garantia e se existe uma dólida rede de assistência técnica credenciada pela marca. DocumentoExija sempre a nota fiscal,pois ela é a certidão de nascimento da relação de consumo entre o consumidor e a empresa, e assegura o exercício de seus direitos. Um produto de origem desconhecida não tem a mesma durabilidade e segurança que um legal. Você poderá correr o risco de ter um acidente ou prejuízos ao utilizá-lo. 

Melhor opção

Só adquira produtos importados nas lojas especializadas. E lembre que o preço está “bastante salgado”, já que o dólar custa mais do dobro do real. Assim, faça a opção pelo similar nacional, que faz o mesmo efeito e tem excelente tecnologia, além é claro, de ampla assistência técnica. 
PesquisandoTanto para comprar produto importado como o nacional, siga a dica da pesquisa de preços, conversando com o vendedor, pechinchando e só comprando mesmo, quando tiver certeza de que fez uma boa economia 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia