Acompanhe nas redes sociais:

20 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 753 / 2014

08/01/2014 - 09:58:00

S.O.S. Alagoas

Cunha Pinto

Uma pergunta:

Uma expectativa de começo de ano: o número de deputados a ser eleito em outubro será repetido nos mesmos 27 da atual legislatura ou se amplia espaço no plenário da Assembléia Legislativa para caber mais algumas cadeiras? A questão tem a ver com a bancada parlamentar  ser proporcional com o eleitorado apto a votar no Estado em outubro próximo. 

Hereditariedade

É comum identificar  nas casas legislativas sobrenomes perpetuando mandatos .” Uma cadeia hereditária que  persistirá nas próximas eleições Brasil afora e, em Alagoas não surpreenderá numa família só  haver candidato ao senado, Câmara Federal e Assembléia  Legislativa.

 
Fechada

O ano findou com a Assembléia Legislativa fechada e o governo tucano começar  2014 sem ter  orçamento aprovado.  O pessoal do quadro efetivo da Casa tentou o diálogo com os Martírios mais não mereceu atenção.  Virou o ano sem receber 13º, dezembro e 1/3 das férias.    

Transito

Turistas  se impressionam com o hábito de motoristas dirigirem em Maceió  alheios ao Código Nacional de Trânsito. O desrespeito ao pedestre é comum até na faixa de travessia sinalizada como prioridade. Na orla da Pajuçara,principalmente, é comum estacionar até em cima da faixa, e no meio-fio da calçada, lado proibido  A má educação é flagrada também em veículo com placa de fora.


Hora de decidir

Políticos ainda não se aproximam do eleitor. Alguns confessam: “esta fase de pré-campanha se volta para definir coligações e preparar as convenções. Entre vários parlamentares com mandatos alguns não escondem uma indecisão sobre se disputa a renovação dp mandato ou “veste o pijama.”


Nome forte

Os partidos de oposição, tanto ao governo de Dilma Sousseff como do PSDB em Alagoas, estão naquela de “esperar a poeira sentar e haver a definição das candidaturas majoritárias, para decidir aonde vão se arrumar.Um hábito para fazer papél secundário que se satisfazem em eleger  candidatos puxados pelas  legendas.

Jogo político

Tem quem analise o governador Teotonio Vilela (PSDB) com alheamento a greve dos servidores da Assembléia. O. objetivo prejudica a oficialização do acordo apalavrado com os policiais militares para uma reposição de salários e mais outros projetos com tramitação atrasada, pois que para ser aplicado precisa ainda  de aprovação em sessão no plenário   para apreciação e aprovação pelos deputados.    


Quem sabe?

Conversa de tempero meramente especulativo foi sobre qual será o partido mais forte para puxar voto e formar bancadas fortes na Câmara federal e na Assembléia Legislsativa. Isso, claro, afora o PMDB num lado,o  PSDB no outro e o PT como Diana.  O DEM para ter fôlego vai precisar de Thomaz  Nonô no governo e  candidato a reeleição?. 


Só especulação?

No Agreste conversa da vez é Luciano Barbosa.  É citado como coringa da oposição e pela liderança em Arapiraca e outros municípios do Agrreste e do Sertão não surpreenderá  decidindo uma candidatura. São três as opções: a- deputado estadual; b-  federal;  C –  vice numa chapa majoritária da coligação..  

Insistência 

Quais os índices em Alagoas  de motoristas trancafiados no xadrez de delegacia por ignorar a lei no quesito “se beber não dirija?” Ou de  veículos apreendidos pela insistência dos donos em  estacionarem em áreas de bares sob placas proibitivas? Lembrando:  o carnaval está próximo e nesta época os índices de acidentes duplicam. 

Mostrar a cara

Decisão recente, já aprovada pelo Congresso Nacional,  extingue o fim do voto secreto nas sessões de julgamentos para cassar mandato ou  vetar proposta presidencial. Mas por enquanto só no Senado e na Câmara Federal. Para vigorar nos Estados precisa de aprovação dos legislativos locais.

 
Criou coragem

1 - O senador Aécio Neves já transmite certeza de estar pré-candidato a presidente da República pelo PSDB e, em Alagoas, motiva entusiasmo no ninho tucano. Não tanto pelo que represente para o futuro do Estado, mas por ser o nome defendido por Fernando Henrique Cardoso.

2 – A pré-candidatura  de Aécio Neves reativa a confiança no ninho  tucano em Alagoas pró a candidatura de Teotonio Vilela ao Senado. E nesse bota mais lenha na fogueira do entusiasmo consta também como não ser surpresae que, além do vice Thomas Nonô,  mais dois ou três assessores de Teo estejam inteirados também das conversas.

Educação

O Brasil se classifica no ranking  mundial da qualidade de ensino numa péssima posição:  a 57ª segundo dados de uma pesquisa divulgada pelo Programa de Avaliação de Estudantes (Pisa). Participaram da pesquisa 67 países.  Um quadro lastimável que esteve sempre às vistas de todos.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia