Acompanhe nas redes sociais:

17 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 751 / 2013

30/12/2013 - 10:26:00

Pesquisa mostra Renan Filho como forte candidato ao governo

Deputado passa em teste eleitoral e pode ser o candidato do PMDB ao governo de Alagoas

FERNANDO ARAÚJO [email protected]

Pesquisa realizada pelo Ibrape em todo o Estado revela que o deputado federal Renan Filho saiu-se bem no teste de intenção de voto que servirá de laboratório para o MPDB definir seu candidato ao governo de Alagoas. Além de Renanzinho - como é conhecido em Murici- o filho do senador Renan Calheiros – o partido tem como opção o ex-prefeito de Arapiraca, Luciano Barbosa, o médico José Wanderley Neto e o próprio senador Renan. A definição do candidato, no entanto, só será anunciada em abril próximo.Todas as pesquisas anteriores indicam o senador Renan Calheiros como o nome mais forte para disputar o governo estadual.

Depois dele vem o senador Benedito de Lira – bem distante – e na rabeira aparece o vice-governador José Thomaz Nonô, com remota chance de vitória.  Renan, no entanto, tem dito que será mais útil ao Estado como senador, sobretudo se houver chance de se reeleger presidente do Congresso Nacional. A nova pesquisa, agora incluindo o nome de Renan Filho, mostra que o deputado tem potencial para disputar o governo com Benedito de Lira ou qualquer outro candidato da situação. Na simulação sem Renan Calheiros na disputa, Renan Filho aparece com 33% das intenções de voto, seguido de Benedito de Lira com 23% e Thomaz Nonô com 9%.  Os indecisos somam 17% e branco e nulo chegam a 18%.  

O nome de Renan Filho já vinha sendo posto como uma das opções do PMDB ao governo de Alagoas. Com o resultado positivo desse primeiro teste eleitoral, o partido deve somar esforços para consolidar essa pretensão. Procurado pelo jornal Extra, o deputado não quis comentar o resultado da pesquisa. “Ainda é cedo para falar em candidaturas”, disse Renan Filho, aderindo ao bordão do pai-senador. Na simulação sem Renan Filho, o senador Renan tem 41% das intenções de voto contra 20% do também senador Benedito de Lira e 8% do vice-governador Thomaz Nonô.  

Os indecisos somam17% e branco e nulo 14%.  Quando a simulação é Renan e Benedito de Lira, Calheiros atinge 44% das intenções de voto, contra 22% de Biu de Lira. Os indecisos chegam a 18% e branco e nulo somam 16%.  Na disputa entre Renan e Nonô, o senador chega a 49% contra 13% do vice-governador. Os indecisos sobem para 20% e branco e nulo somam 18%.Para a Presidência da República, o governador de Pernambucvo, Eduardo Campos, lidera o índice de rejeição em Alagoas com 37%, praticamente empatado com o senador Aécio Neves que soma 36%, contra 22% da presidente Dilma Rouseff. Não sabe, não opinou somam 49%.

DISPUTA PARA O SENADO

A pesquisa do Ibrape também sondou os dois mil eleitores entrevistados sobre a intenção de voto para o Senado. O resultado revela que o senador Fernando Collor lidera com 30%, seguido de perto pela vereadora Heloisa Helena com 25%. O governador Téo Vilela aparece em terceiro lugar com 16% das intenções de voto, seguido por Luciano Barbosa com10%.  Os indecisos somam 10% e branco e nulo 9%. Para Presidente da República Dilma Rousseff dá as cartas com 60% das intenções de voto. O governador Eduardo Campos aparece com 9% e o senador tucano Aécio Neves tem apenas 6%. Os indecisos somam 15% e branco e nulo 10%. 


REJEIÇÃO

O vice-governador José Thomaz Nonô  lidera o índice de rejeição do eleitorado com 30%, seguido do senador Benedito de Lira com 25%. O senador Renan Calheiros é rejeitado por 21% dos alagoanos, contra 19% de Renan Filho. Não sabe e não opinou somam 42%. Para o Senado, o líder em rejeição é o governador Téo Vilela, que tem 34%, contra 32% do senador Fernando Collor. Heloisa Helena vem logo atrás com 31% de rejeição, enquanto Luciano Barbosa aparece com 20%. Não sabe, não opinou somam 23%. Para a Presidência da República, o governador Eduardo Campos lidera o índice de rejeição com 37%, praticamente empatado com o senador tucano Aécio Neves que soma 36%, contra 22% da presidente Dilma Rouseff. Não sabe, não opinou somam 49%.

Collor atribui resultado ao acompanhamento do seu trabalho

“A posição de liderança na corrida ao Senado federal, revelada na pesquisa, sugere um apoio dos alagoanos às bandeiras que venho empunhando. É motivo de satisfação verificar que a opinião pública tem acompanhado meu trabalho parlamentar em defesa de Alagoas”. Foi assim que o senador Fernando Collor (PTB-AL), recebeu o resultado da pesquisa feita pelo Ibrape, publicada nesta edição do Extra.Ele destacou que tem se empenhando em colocar seu mandato à disposição do povo alagoano, em todos os municípios do Estado.

“Em mais de 60 municípios alagoanos marcamos a presença do nosso mandato, com a destinação de recursos por emendas consignadas no orçamento da União. Pelo menos em 40 dessas cidades já existem obras em andamento, decorrentes desses recursos alocados por nós junto ao governo federal”, disse ele.

Além disso, o senador Collor, que integra a base de apoio ao governo da presidenta Dilma Roussef, acredita que somam, na avaliação da população, a postura que o seu partido – o PTB - tem adotado em relação ao desgoverno estadual, acompanhando com atenção os problemas que afetam o povo alagoano em áreas diversas, como a segurança, a saúde e a educação, e cobrando com firmeza ações concretas do governo para solucionar esses problemas e na defesa do povo alagoano.   

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia