Alagoas, 18 de junho de 2021 24º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
Erika Braz
Opinião

Círculo Central

Por Erika Braz
FUTEBOL

Campeonato Alagoano: Advinha quem voltou?

Erika Braz

05/05/2021 13h01 - Atualizado em 05/05/2021 13h01

CSA venceu o CRB no Estádio Rei Pelé, em Maceió
Felipe Brasil/CRBCSA venceu o CRB no Estádio Rei Pelé, em Maceió

No duelo dos maiores clubes de Alagoas, o CSA levou a melhor. Ganhou do CRB por 1x0 e quebrou o jejum de quatro jogos sem vencer. Desde o início os Azulinos se mostraram superiores, chegando com facilidade na defesa adversária, mas o que atrapalhou foi a falta de precisão nas finalizações. Chances claras de gols, foram no mínimo umas três e o placar poderia ter sido maior.

No entanto, apesar da má partida do time regatiano, o goleiro Diogo Silva, se mostrou fundamental para defesa do CRB, evitando que a equipe perdesse por um placar elástico. O Galo teve diversos problemas defensivos, em alguns momentos foi nítido o nervosismo e insegurança dos zagueiros. O setor ofensivo também pouco conseguiu achar espaços para jogar diante da compactação azulina e acabou o primeiro tempo sem chances de marcar.

Depois de tanto pressionar, no início do segundo tempo o Azulão conseguiu ser literalmente decisivo quando aos oito minutos num contra-ataque, o meia Gabriel teve uma visão crucial de jogo. Percebendo os adversários concentrados pelo lado que ele estava, tomou a iniciativa de inverter a bola para o corredor esquerdo onde se encontrava Marco Tulio, o qual teve espaço para avançar e recebeu acionando Dellatorre. O centroavante já dentro da pequena área bateu cruzado e Bruno Mota, apareceu no segundo pau para abrir o placar.

O CRB teve uma melhora nas dinâmicas ofensivas na segunda etapa após as entradas de Wesley e Luidy. Começou a construir jogadas levando perigo a defesa adversária com a intensidade de Diego Torres e Luidy, que tiveram boas interações juntamente com Romão pelo lado esquerdo e Hyuri do outro lado movimentando para tentar puxar a última linha adversaria.

Com isso, CSA optou por “fechar a casinha” e priorizar os contra-ataques. Mas apesar da pressão exercida pelo Galo na etapa final, a equipe acordou tarde mais para o jogo. Ao final, o azulão soube segurar o placar mesmo com um homem a menos e saiu com uma vitória justa, de quem foi superior diante de um CRB defensivamente fragilizado e ofensivamente, apagado em maior parte do tempo.

E agora?

O CSA na liderança e com sua vaga garantida nas semifinais está com a confiança elevada para a sequência da competição. Nesta quarta-feira enfrenta o CSE, no estádio Rei Pelé e apesar de já classificado, a vitória é importante para dá a continuidade do bom desempenho da última partida e evitar erros que possam comprometer a equipe nos próximos jogos.

Já o CRB, ocupa a segunda posição e provavelmente não corre risco de sair do G-4. Mas para o Galo a vitória é o que interessa diante do Jaciobá, nesta quarta. Pois segue uma sequência de quatro jogos sem vencer. Os dois últimos foram derrotas pelo Alagoano, e além dos problemas técnicos/táticos que precisam ser corrigidos, o psicológico já mostrou que pode ser um vilão no desempenho do time na próxima disputa. Há um grande trabalho a ser feito e em pouco tempo de treinamento.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do EXTRA

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade