Alagoas, 15 de junho de 2021 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
José Firmino Oliveira
Opinião

Blog do Firmino

Por José Firmino Oliveira
Opinião

CORONAVÍRUS: Politicagem, roubo, pânico, excentricidade e ações criminosas

09/01/2021 12h12 - Atualizado em 09/01/2021 12h12

Coronavírus:Politicagem, roubo, pânico, excentricidade e ações criminosas.
ArquivoCoronavírus:Politicagem, roubo, pânico, excentricidade e ações criminosas.

Para se chegar à conclusão de que a manchete desta matéria jornalística retrata com exatidão a imagem e o sentimento de boa parte da população do mundo sobre a pandemia do Coronavírus, basta navegar pelos portais de notícias, blogs, jornais e Tvs, locais, nacionais e internacionais.

A politização do vírus chinês, que veio ao mundo para ficar, está sendo praticada em quase todos dos os países aonde ele chegou, destacando-se que essa politicagem é mais explicita, imoral e criminosa em alguns, como é o caso do Brasil, e mais discreta e moderada em outros.

O Coronavírus chegou no Brasil no final de 2019, portanto, antes do Carnaval, entretanto, a notícia da sua chegada foi mantida em sigilo, para não atrapalhar a festa carnavalesca, importante fonte de renda principalmente para Recife, Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro.

Após o Carnaval os governadores desses e de outros Estados, alinhados com grandes veículos de comunicação, massificaram notícias funestas sobre o vírus, criando um pânico nacional e, com a chancela do Supremo Tribunal Federal, fecharam os estabelecimentos industriais, comerciais e de serviços e prenderam, em suas casas, a população do seus Estados.

O resumo dessa triste opera, é que os governadores brasileiros passaram a receber milhões de reais do Governo Federal, para serem aplicados no combate ao vírus chinês e foi com esses milhões recebidos que começou a farra de muitos desses governadores e prefeitos, chegando-se à conclusão de que o COVID, enfim, transformou-se numa importante ferramenta a serviço dos ladrões do erário.

Enquanto isso, vemos a excentricidade tomar conta das manchetes dos meios de comunicação mundo a fora, anunciando, por exemplo, que o socialite indonésio Richard Muljadi, comprou os 12 assentos da classe executiva e os 150 da classe econômica de um avião para que ele e sua mulher viajassem sozinhos, em um voo de Jacarta para Bali, sem serem expostos ao COVID-19.

Outros milionários de outras nacionalidades, sem esse exibicionismo, também estão gastando o seu dinheiro em isolamentos, por conta do COVID19, usando para isso grandes e luxuosos iates, comprados por milhões de dólares. Aqui no nosso país, diferente desses ricos que gastam os seus próprios recursos, as ações criminosas continuam, enquanto a legislação ajuda a justiça a abrandar e até extinguir as penas contra o roubo do dinheiro público do povo brasileiro.

Que Deus proteja a humanidade e tenha piedade do Brasil e do seu povo.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade